SEJAM MUITO BEM VINDOS A ESTE BLOG!--------ABRAÇOS,------SOL da Esteva

sábado, 28 de maio de 2016

Amizade



 

Dei-me na sinceridade,
Sem pesar o quanto dei.
Todos souberam, eu sei,
Ser a minha identidade.

Lembra o velho e lembra o novo
Esse Bem que não tem preço.
Algumas vezes, careço
De escutar a Voz do Povo:

"Faze bem sem, ver a quem".
Fazer bem, é uma Graça,
Como a inveja é desgraça.

É no altivo desdém,
Que o ego e a vaidade
Apagam toda a Amizade.


SOL da Esteva

Etiquetas: , ,

sábado, 21 de maio de 2016

Imensidão




O Amor cantou nos meus ouvidos,
Ou, talvez não fosse só cantar...
Eu, tenho a certeza, ouvi gemidos
Que o Amor deixou, rouco, escapar.

Minhas cordas deram alarido
De palavras vagas, ao beijar.
Por tanto sentir o tal brasido
Sei, real e vivo, o meu sonhar.

E de forma audaz, de intenso ardor,
Te votei num mundo de delícias,
Feito de doçuras e carícias.

Não mais saberei medir Amor,
Porque não tem outra dimensão
Que não seja a eterna imensidão.


SOL da Esteva

Etiquetas: , , ,

sábado, 14 de maio de 2016

Bola de cristal




Eu gosto dos teus olhos ensonados,
Saídos do repouso e do sonhar.
Lembram as Primaveras e passados,
As flores abrindo, perfumando o ar...

Adoro os teus passos apressados
Saindo, no caminho, do luar;
É rota onde pares apaixonados
Se enlaçam, para livremente amar...

Amor, sereno, quanto eu vivi!...
Contigo a meu lado, já sofri
Por não poder beijar-te com ardor.

Mas sei, também, que sentes por igual

E a Lua, imensa bola de cristal,
Em nada se assemelha a tal fulgor.



SOL da Esteva

Etiquetas: , , ,

sábado, 7 de maio de 2016

Quem me dera




Minha Vida é triste,
É triste, coitada.
Eu sinto que existe,
Mas não vejo nada.

E ao acordar,
Devia ter Vida.
Mas não vou negar
Que a sinto perdida.

No meu atardar,
No final do dia,
Não a vou achar
Na escassa alegria.

Perdido, de triste,
No meio do nada,
Já sinto que existe
A hora marcada.

Aí, pela certa,
Nada nos segura.
É a porta aberta
Nesta vida impura.

Quem me dera ter
Outra ocasião,
Para refazer
Vida e coração.


SOL da Esteva

Etiquetas: ,

sábado, 30 de abril de 2016

Um beijo doce




A um desejo teu, correspondi
E o fui seguindo no meu pensamento.
Não sei e não entendo o que senti
Deixando-me guiar, nesse momento.

E como por magia, apareci,
Enchendo-te de pleno adoçamento;
Ouvindo a voz chamando, eu a segui
Ganhando o teu prazer e encantamento.

Respeito, cegamente, o que me chama,
Sabendo-o sacro fruto, deste Amor
Que vibra no meu peito que te ama.

É sempre bom, sentir, ouvir, saber,
Arder no fogo, de vivo calor,
E ter um beijo doce para beber.



SOL da Esteva

Etiquetas: , , ,