SEJAM MUITO BEM VINDOS A ESTE BLOG!--------ABRAÇOS,------SOL da Esteva

sábado, 25 de abril de 2015

Amar entre dois beijos






 

Cria, para mim, a poesia
Que um beijo deu, por ilusão.
Dá-me, uma vez mais, a companhia.
Mata, na minha Alma, a solidão.

Fica, amargamente, a alegria
Oprimindo, forte, o coração.
Quis pensar ter sido fantasia,
Esta triste e estranha sensação.

Olho meus farrapos, meus destroços,
Sinto dó de mim, dos meus bocados
Que se arrastam tristes, desgraçados...

Sente bem, Amor, bem nos teus ossos,
As revoltas, dores e os desejos,
Do que seja amar entre dois beijos!



 

SOL da Esteva

Etiquetas: , , ,

sábado, 18 de abril de 2015

Minha Alma é Sacrário






 

Neva na minha Alma, miserável,
Sem eira nem beira onde ficar.
Calou-me bem fundo, intolerável,
O dedo, que insiste, a me apontar.

E a solidão mais implacável
Deixou-me em pedaços, a penar
No crime de Amor mais condenável:
Seja, um, de dois, a não amar.

Sempre, serei triste e solitário
Porque não nasci para ser feliz.
Minha Alma, fria, é Sacrário

Que guarda, lá dentro, mais Amor.
Restará, gravada, a cicatriz
Queimada, de gelo, sem calor.


 

SOL da Esteva

Etiquetas: , , ,

sábado, 11 de abril de 2015

O Amor é um bem seguro




 


Estendo as mãos, no vácuo da existência,
Tento palpar o nada que se veja;
E a noite triste, traz-me a tua ausência
Na escuridão que, aos olhos, sobeja.

A minha Alma, é toda impotência,
Num fogo-fátuo que a envolve e adeja...
Quem me dera ver, na plena demência,
Ausência da dor menos benfazeja.


Aos poucos, vai-se, em mim, desagregando
A coesão do Amor eterno e puro;
E lá, em seu lugar, se vai fixando,

Cristalizado, no senso imaturo
De não saber-se quanto, perdoando,
Se prova que o Amor é um bem seguro.



SOL da Esteva

Etiquetas: , , ,

sábado, 4 de abril de 2015

Alegria






Receio, dos medos, que tenho
Adentro do peito meu;
Pois eu não sei se contenho
Em mim, um pouco do Céu.

E a ilusão que mantenho,
É certeza que nasceu!
Agora, sonho o desenho
Dum coração que se deu.

É ele que não se acalma,
Latejando, em meu porvir,
Vivendo a Vida num dia.

Não há volume na Alma
Que se possa, aqui, medir,
Por tanta, tanta alegria.


SOL da Esteva

Etiquetas: , , ,

sábado, 28 de março de 2015

O desejo







O desejo não chega a ser desejo,
Porque desejar é amar.

Ter um beijo num sorriso,
Num olhar,
Num gesto de carinho,
Num roçar os lábios de fogo
E ternura,
De saliva ou secura,
É amar intensamente,
(Adivinho!)
Com loucura!

A dimensão do Poema
Não abarca tanto Amor,
Tanto calor.

Os olhos choram, de dó,
Porque um tamanho Amor,
Existe como o pó;
Limpa-se e ele volta e persiste.

E a Alma,
Ser transcendente,
Aparece frente a frente
Igual a si mesma: pura.

Não se pode fugir ao pensamento,
Á visão,
Ao encantamento,
Que o brilho, estrelar, dos olhos vivos
Põe no peito
E o calor suave dos lábios
Róseos, aveludados,
Dominam num rosto divinal.

O arfar sereno, dos seios,
Convida a reclinar a cabeça
Num repouso supremo,
Dum Amor inigual,
Extremo...

Afinal,
O desejo, Senhor,
É, simplesmente, poder
Ter um pouco de Amor!



SOL da Esteva

Etiquetas: , ,

sábado, 21 de março de 2015

Sempre triste



 


Quem me dera a morte!...

Triste é a vida,
Porque, sem a viver,
Tudo me é triste...

Agora,
Sei que morrer
É uma sorte.
Como alguém dizia:
Faz parte da despedida...

Quem me dera morrer!
Seria liberto do sofrer
E teria motivos de alegria.
Na minha Alma de fantasma,
Tudo o que ora é fantasia
Realmente,
Dentro de mim, existe.

Pasma!
... Assim, eu vivo
Quase eternamente,
Mas ando sempre triste.



SOL da Esteva

Etiquetas: , ,

sábado, 14 de março de 2015

A Arte de doar



  



Adentro do teu rosto, mergulhei
Na lágrima que teimava brotar.
Agora, novamente, te encontrei,
Olhando nas estrelas desse olhar.

Soubesses, tu, o quanto receei,
Se a dor persistisse em magoar!...
Foram tantos, os sonhos que sonhei,
E tu não os podias partilhar.

Eu sei que vives auras desse bem:
Voar, livremente e imaginando
Quanto de bom e belo o Mundo tem.

Aceita, no Amor, que só amando
Se pode edificar, como ninguém,
A Arte de doar, nada cobrando...



SOL da Esteva

Etiquetas: , , ,