SEJAM MUITO BEM VINDOS A ESTE BLOG!--------ABRAÇOS,------SOL da Esteva

sábado, 24 de junho de 2017

Amor doce


                    

O carinho e brilho que há no teu olhar,
São estrelas vivas no meu firmamento.
Por temer perdê-las, sempre as vou guardar
Para eternizar um tal encantamento.

Esse halo que te envolve, me extasia!
Ficarei a vê-lo mesmo no escuro,
Porque o seu brilho é a luz do dia
E me tranquiliza... e me faz seguro.

Tanto de ti há, em quanto nos rodeia,
Que as flores se abrem, a fazer-nos festa.
É na Primavera que o tempo começa

A gerar a Vida, no que nos premeia,
E grava, na Alma, toda esta gesta
Dum Amor que é doce. Nada o impeça!



SOL da Esteva

Etiquetas: , , ,

sábado, 17 de junho de 2017

No lugar dos ausentes





Num turbilhão de pensamentos,
Recordo, saudosamente,
Uma noite de Poesia,
A primeira...

Estremeceu a minha identidade
E comunhão.
É sonho ou ilusão,
O que despertou em mim?

Se o sinto tão intensamente,
O que me faz sentir diferente?

No redobrar desses pensamentos,
Por momentos,
Sinto-me distante,
No lugar dos ausentes.


SOL da Esteva

Etiquetas: , ,

sábado, 10 de junho de 2017

Língua Portuguesa




Já não encontro meus versos
Entre as palavras que sei.
Oiço dizeres tão diversos,
Que o confundir é ser rei.

E oiço, aqui e ali,
Barbaridades tamanhas
Que, de mim, as escondi,
Revoltado nas entranhas.

Tudo é certo, com certeza,
Dentro de cada pessoa!
Mas a Língua Portuguesa

Não tem só aspecto gráfico.
Ela é rica e muito boa
Sem o Acordo ortográfico.


SOL da Esteva

Etiquetas: , , ,

sábado, 3 de junho de 2017

Mitigar a solidão





 

Se tanto vou sofrendo nesta ausência,
Que mais é exigido para mim?
Eu sou mortificado até ao fim
E sinto fraquejar a resistência.

O corpo já não tem independência
De, por si só, se controlar. Enfim!
Aferrolho o pensar neste fortim
Aonde guardarei essa carência.

Migalhas vão ficando pelo chão
E nem as aves livres aproveitam;
O medo que as afasta é maior.

Prefiro mitigar a solidão,
Viver os pensamentos que deleitam,
Bebendo o que, da Vida, foi melhor.



SOL da Esteva

Etiquetas: , , ,

sábado, 27 de maio de 2017

Na mágoa onde flutuo





Gente de areia,
No meio deste mar de água
Que acaricia a mágoa.

Praia imensa
Esconsa na bruma cinzenta,
Feia...

Vozes impessoais
Alegres, sofredoras,
Fantasiosas,
Gritos de gente birrenta
E algo mais.

Na mágoa onde flutuo,
Sinto-me na crista das vagas,
Vivendo um amanhã
De esperanças.
Cego, do nevoeiro
Que encobre o Mar das lembranças,
Desejo renovar a força,
Na pouca que sobrará.



SOL da Esteva

Etiquetas: , ,