SEJAM MUITO BEM VINDOS A ESTE BLOG!--------ABRAÇOS,------SOL da Esteva

sábado, 9 de novembro de 2013

Permita-o Deus








Mirei esses teus olhos, na pureza
Dum tal Amor, perene e impossível...
Ficou, a minha alma, na certeza
Que nada, mesmo nada, é mais terrível.

Senti tantas saudades e tristeza
De um coração fechado, insensível...
Eu quis-me despojar dessa burguesa
E putrefacta moda, intransponível...

Mas, sempre, a esperança está comigo,
Ainda que em Amor, só de um olhar,
Porque eu o sinto vivo, pelos Céus.

Feliz, a meu modo, ainda consigo
Tão só te veja, mesmo a sonhar,
Que possas senti-lo. Permita-o Deus.



 

SOL da Esteva

Etiquetas: , , ,

16 Comentários:

Blogger Silenciosamente ouvindo... disse...

Sempre muito boa poesia encontro no seu blogue.
Desejo que o amigo esteja bem.
Um bj.
Irene Alves

9 de novembro de 2013 às 17:18  
Blogger Dorli disse...

Oi Sol,
A poesia é meio alegrinha.
Gostei, está melhorando
Um beijo
Lua Singular

9 de novembro de 2013 às 19:49  
Blogger Rita disse...

Quanto tempo não te visito, hj vim
deixar meu abraço com todo meu carinho
e elogiar o final desse lindo poema

Feliz, a meu modo, ainda consigo
Tão só te veja, mesmo a sonhar,
Que possas senti-lo. Permita-o Deus.

Bom final de semana

____________Rita!!!

9 de novembro de 2013 às 20:45  
Anonymous Anónimo disse...

Olá amigo!

Assim...sim! A esperança já brilha!

Gostei muito.

Abraço fraterno

F.M.

9 de novembro de 2013 às 22:20  
Blogger Célia Rangel disse...

Sinta e desfrute da felicidade assim como ela se apresenta, SOL! Deus há de permitir, sim!
Abraço e saúde!

9 de novembro de 2013 às 22:44  
Anonymous Jota Effe Esse disse...

Muito bom o soneto, meu abraço.

10 de novembro de 2013 às 12:06  
Blogger Nilson Barcelli disse...

Há sempre uma chave que abre o coração, mesmo o mais fechado...
Um soneto intenso. E brilhante, como sempre.
Caro amigo, bom resto de domingo e boa semana.
Abraço.

10 de novembro de 2013 às 14:50  
Blogger La Gata Coqueta disse...



Me gusta la gente sincera…
La que al apretarte la mano trasmite cariño,
La que cuando te mira a los ojos te sonríe,
La que se emociona y sorprende con las pequeñas cosas,
La que ama la vida poniendo empeño y sentimiento
Y a la que le planta cara a las adversidades por muy duras que sean…
A toda esa gente mañana les deseo un comienzo de semana
Extraordinario porque se lo merecen con creces.

Atte.
María Del Carmen



10 de novembro de 2013 às 19:26  
Blogger Manuel disse...

Permita-o Deus, sim permita-o que essa inspiração não te abandone, para nos continuares a brindar com tão belos sonetos!
Abarço

10 de novembro de 2013 às 21:51  
Blogger Jossara Bes disse...

Querido amigo Sol,
Tão terno, doce e sincero amor!
Palavras feitas de carinho, com asas de borboletas a
voar, a voar....
Tenha um semana muito feliz!
Beijos!

11 de novembro de 2013 às 11:11  
Blogger Evanir disse...

Querido amigo sol, sua inspiração é imensa versos
feito com o coração e extraído da sua alma linda e generosa .
Venho lhe desejar uma abençoada semana
abraços sua amiga sempre ,Evanir.

11 de novembro de 2013 às 11:48  
Blogger António Manuel - Tómanel disse...

Gostei dessa tua entrada! "mirei" ... palavra simples e bela que roubamos aos nuestros hermanos, que, utilizada sessa forma no teu soneto, ficou uma maravilha, aliás, como é teu apanágio.
E como a esperança é a última coisa a morrer, então fico a aguardar pelo próximo soneto, para o próximo fim de semana.
Um abraço cá do Algarve.

11 de novembro de 2013 às 21:04  
Blogger Sonhadora (RosaMaria) disse...

Meu querido amigo

Mais um belo poema que é um hino ao amor e ternura e que adorei ler.

Um beijinho com carinho
Sonhadora

12 de novembro de 2013 às 20:49  
Blogger Carla Fernanda disse...

Muito belo!

Deus permita!

Bjos

15 de novembro de 2013 às 04:19  
Blogger Marcia Morais disse...

Um encanto meu amigo bom fim de semana !

15 de novembro de 2013 às 12:22  
Anonymous Anónimo disse...

Viva Amigo!

Um amor sonhado...a mágoa?
Valerá o amor o sofrimento?

Tá muito bem expresso.

Abraço fraterno.

F.M.

17 de novembro de 2013 às 00:18  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial