SEJAM MUITO BEM VINDOS A ESTE BLOG!--------ABRAÇOS,------SOL da Esteva

sábado, 28 de setembro de 2013

Todo o meu sonhar



 




Todo Amor foi dado a conhecer
E tanta ventura provocou.
Neste sentimento, há sofrer,
Desde que a inconstância se soltou.

Soube do Amor que tem teu peito
E dos preconceitos sociais.
Mas o que foi feito, foi bem feito,
Em termos de Terra e muito mais.

Quando te segredo, ternamente,
Além da Amizade (Amor oculto)
Finges entender, tardiamente,

Que a minha Alma não sofria.
Mas, inversamente, em tumulto,
Todo o meu sonhar se desfazia.


 

SOL da Esteva

 

Etiquetas: , , ,

13 Comentários:

Blogger Olinda Melo disse...

Tantos amores desfeitos por preconceitos sociais, é verdade! e tantos sonhos também desfeitos. E não devia ser assim, pois o Amor deveria vencer sempre.

Belo soneto, Sol da Esteva. Obrigada por estes momentos de excelente leitura.

Bom fim de semana.

Abraço.

Olinda

28 de setembro de 2013 às 10:42  
Blogger Gracita disse...

Lindo e nostálgico. Um amor desfeito por preconceito deixando o coração dilacerado pela dor. Lindo te ler amigo sol.
Um excelente final de semana
Um grande abraço
Gracita

28 de setembro de 2013 às 11:45  
Blogger António Manuel - Tómanel disse...

Preconceitos, há muitos nesta vida terrena e tantos são os amores desfeitos por causa desse amaldiçoado defeito da sociedade em que vivemos. Desde sempre que há preconceitos e eles continuam mesmo nas sociedades que se dizem modernas.
Mas o amor, quando existe e é real, selado por duas pessoas, não há barreiras que resistam.
Um abraço cá do Algarve.

28 de setembro de 2013 às 13:04  
Blogger Jossara Bes disse...

Querido amigo Sol,
Rotulações que machucam e causam tanto sofrimento!
"Preconceito", palavra feia que fez nascer uma linda poesia!
Desejo que estejas bem de saúde!
Beijos, Poeta!

28 de setembro de 2013 às 13:42  
Blogger Célia Rangel disse...

Que em você, nada se desfaça... nem o amor. Fique bem!
Abraço,
Célia.

28 de setembro de 2013 às 19:16  
Blogger Evanir disse...

Sol meu amigo Querido.
Cada poema seu meu amigo falas de um amor desfeito
chego a sentir como dói .
A cada verso uma gota de amor e saudade.
Um feliz final de semana beijos carinhosos ,Evanir.

28 de setembro de 2013 às 20:55  
Blogger Sonhadora (RosaMaria) disse...

meu querido amigo

Como sempre um poema nostálgico, como a saudade que ficou em nós.
Espero que tudo esteja a correr o melhor possível e deixo um beijinho com carinho.

Sonhadora

29 de setembro de 2013 às 20:23  
Blogger Zilani Célia disse...

OI SOL!
PRECONCEITO DE QUALQUER TIPO, ATRASA A VIDA E SÓ TRÁS DOR.
UMA SEMANA ABENÇOADA.
ABRÇS
http://zilanicelia.blogspot.com.br/

30 de setembro de 2013 às 20:04  
Blogger Mariangela disse...

Oi sol!
O preconceito machuca e nos trás tantos sofrimentos... não deveria existir!
Beijos, tudo de bom!
Mariangela

1 de outubro de 2013 às 15:14  
Blogger Lilá(s) disse...

Mais um lindo e nostálgico poema, muito agradável de ler.
Bjs

2 de outubro de 2013 às 23:12  
Blogger Simone MartinS2 disse...

Que bom meu amigo, você voltou
Espero que estejas melhor de saúde
DEsejo que fiques conosco por muito
mais tempo...Beijos carinhosos

Quanto ao poema, triste amar e não
ser correspondido...mas gostei, embora
sofrido.

4 de outubro de 2013 às 02:49  
Blogger Louraini Christmann - Lola disse...

Gostei do teu cantinho.
Vou voltar.

4 de outubro de 2013 às 11:17  
Blogger The time: me and the time / By: Leandro Ruiz disse...

É bom aqui regressar...
Poesia triste, melancólica... mas é o que sentimos e vivemos!

Abraço!

Paz e bem!

Leandro Ruiz

4 de outubro de 2013 às 17:46  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial