SEJAM MUITO BEM VINDOS A ESTE BLOG!--------ABRAÇOS,------SOL da Esteva

sábado, 27 de junho de 2020

Nunca os vou esquecer

                                      © SOL da Esteva - Acordar Sonhando



Despontava, eu, na Vida
Aos gritos da minha Mãe...
Uma palmada perdida
Me pôs a chorar também.

- É um rapaz! alguém diz
Juntando alegria á Festa
Do São Pedro, em Brandariz.
Nada disto se contesta.

Foguetes estralejavam
Em noite de romaria
Partilhando a alegria

Dos meus Pais que me amavam
Desde antes de nascer.
... Nunca os vou esquecer.



SOL da Esteva

Etiquetas: , , ,

13 Comentários:

Blogger " R y k @ r d o " disse...

Bom dia:- Quando os pais são PAIS...jamais saem do nosso coração.
Que poema bonito.
.
Saudação amiga
Bom fim de semana

27 de junho de 2020 às 10:32  
Blogger Mum disse...

Simplesmente Maravilhoso...XXXX

27 de junho de 2020 às 10:52  
Blogger São disse...

O poema é bonito e pais que o são mesmo merecem não ser esquecidos.

Bom fim de semana :)

27 de junho de 2020 às 11:09  
Blogger La Gata Coqueta disse...

Los padres nos dieron lo mejore de ellos, lo mejor que tenían, sus años y los mejores consejos. Consejos que siempre intentaremos mejorar para no los defraudar en la memoria...

Recordarlos es amarlos
y amándolos compartimos el amor universal...

Un cordial saludo y feliz fin de semana!

Mari.

27 de junho de 2020 às 13:26  
Anonymous alfacinha disse...

Já pensei muita vez que seria fantástico poder encontrar de novo os meus falecidos pais.Impossível .Felizmente ainda temos as nossas boas lembranças .Li um poema lindo.
Abraço

27 de junho de 2020 às 14:07  
Blogger Mariazita disse...

Que lindo é o teu soneto, amigo SOL!
Pais são pais... e mesmo depois de partirem - pela ordem natural da vida fazem-no antes dos filhos - nunca são esquecidos. São elos que perduram para além de todas as fronteiras.

Espero que esteja tudo bem contigo e a tua família (longe de vírus)

Bom Fim-de-semana
Beijinhos
MARIAZITA / A CASA DA MARIQUINHAS




27 de junho de 2020 às 16:24  
Blogger madrugadas disse...

Parabens aos pais ausentes mas sempre presentes
Nasceu um menino e para ter tino levou uma palmada
Agora temos obrigações de pedir por eles, fazendo orações.
Parabéns amigo por tantas e tão boas recordações.

27 de junho de 2020 às 20:41  
Blogger Leninha Brandão disse...

Amigo Sol,
Por mais que passe o tempo, por mais que a idade chegue, as lembranças de nossos pais sempre estarão conosco. E recordar, como já lhe disse,é sempre salutar. Um belo poema e uma bela foto, meu querido!!!

28 de junho de 2020 às 01:42  
Blogger Hada de las Rosas disse...

Querido amigo, que poema emocionante e, certamente, algumas fotos devem vir com um aviso de "coracao fragil", certo? esta seu e muito emocional. Como esquecer o amor, impossivel. A memoria de nossos pais provoca tristeza e alegria, pero algo asi como um gosto agridoce por saber que eles nao voltarao.
Abraco grande.

28 de junho de 2020 às 03:09  
Blogger CÉU disse...

Olá, amigo Sol!

E depois da palmada, o menino chorou. Que sensação deve ter sido para os seus pais.
Impossível esquecê-los, diz-me a experiência.

Não tenho aparecido por cá, pke tenho tido imenso trabalho escolar.

Beijos e bom domingo.

28 de junho de 2020 às 17:45  
Blogger Olinda Melo disse...

Caro Sol da Esteva

Realmente os nossos pais estarão sempre nos nossos corações e nossas corações. Deduzo que tenha nascido num dia de São Pedro. Estarei certa? Se assim for dou-lhe os meus parabéns e votos de muitas Felicidades.

Abraço

Olinda

28 de junho de 2020 às 19:03  
Anonymous NASSAH disse...

Muito lindo ..

2 de julho de 2020 às 20:10  
Blogger Jaime Portela disse...

Um poema sentido, numa homenagem muito bonita (os pais, mesmo depois de terem partido, continuam a merecer a atenção da nossa memória).
Parabéns pelo soneto, é excelente.
Bom fim de semana, caro Santos.
Abraço.

3 de julho de 2020 às 08:27  

Publicar um comentário

Subscrever Enviar feedback [Atom]

<< Página inicial