SEJAM MUITO BEM VINDOS A ESTE BLOG!--------ABRAÇOS,------SOL da Esteva

sábado, 23 de junho de 2018

Amor sem igual



 

Sofro humilhação!...

Sintas na tua carne
Como sofri.

A verdade,
A tua,
Não a apregoas na rua
E não a revelas de ti.

Fazes doer
Lançando fora
Tudo o que não senti,
Fosse Amor ou querer.

Amor, é doçura
Que alegra qualquer loucura
Do outro Ser,
Sem mais retribuição.

Amor, não é sofrimento.
É alimento
Na doação com paixão.
Amor é querer,
É sentir sincronizado
O bater do coração.

Triste, é o egoísmo
Que por própria devoção
Cria espinhos no caminho
De quem vive esse sonho.

Dorido, por tanto mal,
Com submissão

Te seguirei como um cão
Num Amor sem igual.


SOL da Esteva

Etiquetas: , ,

11 Comentários:

Blogger Luis Coelho disse...

Verdade. Amor é doçura, é força de vida que convida a uma partilha completa e repleta de bons sentimentos.

23 de junho de 2018 às 09:07  
Blogger Janita disse...

Lindo, SOL, lindo e verdadeiro!

Bom São João, meu Amigo.

Beijo.

23 de junho de 2018 às 09:19  
Blogger Larissa Santos disse...

Bom dia. Um poema super encantador. Adorei de verdade. :))

Bjos
Votos de um óptimo sábado

23 de junho de 2018 às 11:10  
Blogger Célia Rangel disse...

Uma narrativa poética que é o sonho de muitos por se concretizar! Belo!
Abraço.

23 de junho de 2018 às 15:24  
Blogger Olinda Melo disse...

Sim, o Amor é um dar constante sem esperar nada em troca. Mas, seres humanos que somos, às tantas começa a declarar-se em nós aquela vontade de ver um reconhecimento, algo que nos faça sentir apreciados e até estimados. Nem sempre isso acontece, pois o objecto do nosso amor poderá estar focado noutros interesses. Enfim...

Um belo poema, caro Sol. Um amor infeliz que, não poucas vezes, acontece.

Abraço

Olinda

24 de junho de 2018 às 09:55  
Blogger lua singular disse...

Oi Sol
O amor é tudo isso e muito mais
Falou do amor com muita propriedade
Beijos no coração
Lua Singular

25 de junho de 2018 às 02:25  
Blogger SILO LÍRICO - Poemas, Contos, Crônicas e Outras disse...

Amor sem igual? Sozinho
Amor assim é, pois, triste!
Mas amor só, não existe
É como a rosa e o espinho

Que da flor é um vizinho
De guarda, ele consiste.
Tem a sua ponta em riste,
Porém, aponta um caminho.

Indica onde está a rosa,
A flor mais maravilhosa
Existente no jardim.

Procure a flor desse amor!
Encontrarás o valor
Por ser difícil assim!

Grande abraço. Laerte.

25 de junho de 2018 às 12:57  
Blogger Mariazita disse...

Meu querido SOL
A este eu chamaria o "poema do desassossego", pois é esse sentimento que ele me transmite - um grande desassossego!
"Amor, é doçura", sem dúvida, mas muitas vezes causa sofrimento, sim.
Quando, por um motivo ou por outro, não podemos "ter" o alvo do nosso Amor... o sofrimento aparece.
A ti desejo um amor correspondido, que te faça muito feliz!

Votos de uma boa semana.
Beijinhos
MARIAZITA / A CASA DA MARIQUINHAS

25 de junho de 2018 às 17:37  
Anonymous Arte & Emoções disse...

O amor ainda é um dos maiores fomentos da nossa existência. Belo poema amigo.

Abraços,

Furtado

25 de junho de 2018 às 20:36  
Blogger Fá menor disse...

Por vezes há espinhos que se nos cravam na carne... corpos estranhos que acabarão por ser rejeitados. Mas dói, tem de doer. No entanto, só o perfume da rosa é que acabará por permanecer.

Beijinhos.

26 de junho de 2018 às 14:32  
Blogger Jaime Portela disse...

O amor submisso...
Poema sofrido, mas excelente. Parabéns.
Caro amigo, um bom fim de semana.
Abraço.

29 de junho de 2018 às 12:10  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial