SEJAM MUITO BEM VINDOS A ESTE BLOG!--------ABRAÇOS,------SOL da Esteva

sábado, 19 de maio de 2018

Vazio de Amor




Regresso, da lonjura,
Por um espaço verde
De esperança,
Que se esvai no tempo
Da saudade
E viver essa lembrança.

Me arrepia a Alma,
Como se escutasse
Gritos aflitivos de criança...

Na verdade,
Fico tresloucado.

Se amasse,
Não regressava vazio de Amor,
Dum Amor que cá ficasse.


SOL da Esteva

Etiquetas: , ,

17 Comentários:

Blogger Mariazita disse...

Por onde andas, amigo Sol?
Desapareceste do meu cantinho... e deixaste-me com saudades.
Se alguma vez fui incorrecta contigo, por favor diz-me, pois ignoro-o por completo.
Sabes, porque te disse muitas vezes, que gosto muito da tua poesia - gostava e continuo a gostar.
Aparece, por favor!

Bom Fim-de-semana
Beijinhos
MARIAZITA / A CASA DA MARIQUINHAS

19 de maio de 2018 às 08:30  
Blogger SILO LÍRICO - Poemas, Contos, Crônicas e Outras disse...

Vós sois Sol - de alegria!
Não sois Lua dos tristes,
Por isso vos surgistes
Com a luz de um novo dia!

E tu, luz que alumia!
Por isso tu assistes
Piadas, risos, chistes
E os tornas poesia.

Como poeta de alma criativa,
Tua luz é doce e altiva
E nossas almas encanta!!!

Por isso, meu poeta, de alma viva,
Eu faço um brinde a ti. E viva, viva,
Viva o poeta de alma que à nós canta!!!

Belíssimo teu poema "de volta pelos campos verdes de esperanças"! Grato pelas palavras afetivas em meu modesto espaço onde há arremedos de poesia, por Deus não ter me dado uma alma de poeta. Eu sou um versejador - um engenheiro construtor de versos, e tu Sol, tens alma de poeta e tens o privilégio de por no papel teus sentimentos da forma que melhor te convier. Minha gratidão! Meu abraço fraterno! Laerte.

19 de maio de 2018 às 14:23  
Blogger CÉU disse...

Li este seu poema já 2 vezes, e fiz uma associação ao da semana passada. O que estará a acontecer com este homem e senhor poeta?

Precisa de amor, está carente, a todos os níveis, mas o amor ou a amada foram pra longe, estão fora. Que fazer? Como ajudar? Ora, em poesia, tudo podemos ser, imaginar ou escrever. Aguardemos a próxima.

Grata pela visita e comentário tão inteligente, e de certo modo, elogioso. Obrigada.

Beijinho, Sol!

19 de maio de 2018 às 14:23  
Blogger Fá menor disse...

Que o caminho verde refrescante da esperança preencha de cor o vazio de amor.

Beijos, amigo Sol.

19 de maio de 2018 às 14:28  
Blogger A Casa Madeira disse...

Vazios de amor, acontece.
Mas esses espaços verdes sempre nos dão
esperanças.
Boa continuação de semana.

19 de maio de 2018 às 18:19  
Blogger Gil António disse...

Depois de me deliciar com mais uma publicação/poema deliciosa/o, deixo votos de um feliz fim de semana.
.
* Amor feito de pura verdade *


19 de maio de 2018 às 18:47  
Blogger Maria Rodrigues disse...

Nostálgico e belo poema.
Bom fim de semana
Beijinhos
Maria
Divagar Sobre Tudo um Pouco

19 de maio de 2018 às 21:57  
Blogger La Gata Coqueta disse...

La esperanza se viste de verde alegría, para invitarnos a ver el horizonte de nuestra vida llena de buenos y agradables momentos compartidos con la familia y amigos.

Un abrazo en este bendecido día de descanso.

Mari

20 de maio de 2018 às 11:54  
Blogger Gracita disse...

No íntimo conhecemos o vazio do amor mas o bom que eles passam pois a vida é feita de amor. É só amar e fazer a colheita nos corações alheios. Belo e melancólico meu caro amigo
Beijos

20 de maio de 2018 às 14:03  
Blogger Célia Rangel disse...

Mas, que discrepância... pois seu poema está repleto de amor... Há em você a eterna busca do mesmo. Isso é magnífico!
Abraço.

20 de maio de 2018 às 15:58  
Blogger Olinda Melo disse...

Olá, Sol da Esteva

Diz bem, meu amigo, havendo amor tudo parece mais fácil. Nada nos cansa, podemos carregar grandes fardos de sacrifícios que a vida nos sorri sempre. O pior é quando nos sentimos ocos, sem objectivos, com a sensação de que algo nos falta. É o Amor que anda escondido, por locais desconhecidos. Procurá-lo com afã é o caminho!

Um belo Poema que nos faz reflectir sobre os momentos que, muitas vezes, deixamos escapar e que poderiam ser decisivos para a nossa Felicidade.

Abraço.

Olinda

20 de maio de 2018 às 18:36  
Blogger lua singular disse...

Oi Sol,

Lindo poema, cheio de dúvidas.
Assim é a vida, um constante sonho
Nem sempre somos felizes
Beijos no coração
Lua Singular

20 de maio de 2018 às 21:01  
Blogger Larissa Santos disse...

Poema lindo demais:))

Hoje:- [ Poetizando e Encantado]-Conto as pétalas, e almejo a tua graça .

Bjos
Votos de uma óptima Segunda- Feira

21 de maio de 2018 às 08:44  
Anonymous Arte & Emoções disse...

Tudo tem seu tempo certo. Com certeza um grande amor está bem próximo. belo poema amigo.

Abraços e uma ótima semana para ti e para os teus.

Furtado

21 de maio de 2018 às 22:07  
Blogger Luis Coelho disse...

Um poema cheio de amor ausente. Vazio de esperança que enche os campos do verde dos anos e o coração de sonho e juventude.

23 de maio de 2018 às 03:09  
Blogger Nadine Granad disse...

Lindo!
... Enquanto existir amor, seja qual lado for, ainda há tempo!

Beijos! =)

23 de maio de 2018 às 22:55  
Blogger Jaime Portela disse...

O amor é assim mesmo, tanto vem como vai...
Parabéns por este poema, que é excelente.
Bom fim de semana, caro amigo.
Abraço.

25 de maio de 2018 às 11:38  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial