SEJAM MUITO BEM VINDOS A ESTE BLOG!--------ABRAÇOS,------SOL da Esteva

sábado, 28 de abril de 2018

Ser ausente





Feliz, extravasei o meu apreço
Por tanto receber sem ter direito.
Eu sou um sonhador, tolo confesso,
Que voga sobre núvens e despeito.

E me sobra alegria, porque esqueço
A humana condição de que sou feito.
Há tanto, ao meu redor, que não mereço!...
Viver, o que é injusto, não aceito.

Não posso encobrir que tanto existe,
Teimando mergulhar a alma triste
No lenitivo, esconso, que acalente

Os sonhos bons, tomados de fugida.
São, tudo, coisas duras duma vida
Que me moldaram como um Ser ausente.


SOL da Esteva

Etiquetas: , , ,

20 Comentários:

Blogger Olinda Melo disse...

OLá, Sol

Sonhar é bom e espalhar alegria também. Sei que nem sempre encontramos esses sentimentos de volta, uma espécie de compensação, mas o que importa é a nossa paz interior.

Abraço

Olinda

28 de abril de 2018 às 09:31  
Blogger Larissa Santos disse...

Tão bonito! Adorei :))

Bjos
Votos de um bom Sábado

28 de abril de 2018 às 10:43  
Blogger La Gata Coqueta disse...

Todos tenemos algo de soñadores,vertiendo nuestros sueños sobre un folio en blanco para hacerlos realidad a través del silencio de las palabras...

Un fuerte abrazo amigo
deseando pases un muy feliz fin de semana!

Mari

28 de abril de 2018 às 11:23  
Blogger Gil António disse...

O sonho comanda a vida. Mas por vezes os sonhos são tão maldosos que nos enganam.

* Foi nosso amor ... deslapidada loucura. *
.
Fim-de-semana feliz.

28 de abril de 2018 às 12:08  
Blogger Célia Rangel disse...

...Há tanto, ao meu redor, que não mereço!...
Se refletíssemos o quanto recebemos e pouco, ou quase nada, damos em troca, dividimos, partilhamos... Precisamos "cair na real"... A vida urge!
Abraço.

28 de abril de 2018 às 13:49  
Blogger Alegria de Viver disse...

Um poema que nos remete a pensar no muito que temos e no pouco que ofertamos...Profundos e soberbos versos. Gostei imenso amigo Sol!
Bfs e toda paz pra ti!

Bjss!

28 de abril de 2018 às 23:36  
Blogger Lu Dantas disse...

Ahh que bonito! Tão bom vir aqui e me encher de linda poesia! ;)

beijos!

https://ludantasmusica.blogspot.com.br

29 de abril de 2018 às 01:52  
Blogger Maria Rodrigues disse...

Um sonhador que encanta o nosso coração com as suas maravilhosas poesias.
Bom domingo meu amigo.
Beijinhos
Maria de
Divagar Sobre Tudo um Pouco

29 de abril de 2018 às 13:02  
Blogger SILO LÍRICO - Poemas, Contos, Crônicas e Outras disse...

Lindo poema, amigo! Parabéns! A imagem do ursinho também é sugestiva, como um sonho infantil que tanto temos. Lembro ter feito um poeminha infantil sobre o urso de pano em que dei vida a ele. Tocas em teu poema nos temas marcantes - sonho e solidão que reflete o amor. Parabéns! Excelente postagem. Abraços. Laerte.

29 de abril de 2018 às 20:12  
Blogger Evanir disse...

Amigo Sol.
Um poema lindo fez assim a belíssima,
que eu tenho maior gosto em ler .
Por todos os lados tem aqui poemas magnifico
me perdoe por demorar a passar com certeza
é minhas mão que dói e muito mais jamais vou esquecer você.
Te abraço com carinho.
Evanir.

29 de abril de 2018 às 21:19  
Blogger Fá menor disse...

Muito belo.
E temos sempre tanto a que dar valor!

Boa semana, amigo!
Beijinhos.

29 de abril de 2018 às 22:01  
Anonymous Arte & Emoções disse...

E me sobra alegria, porque esqueço
A humana condição de que sou feito.
Há tanto, ao meu redor, que não mereço!...
Viver, o que é injusto, não aceito.

Um belo e profundo poema. Ao ler a estrofe acima, lembrei-me da maioria dos políticos brasileiros, uma corja de ladrões.

Abraços,

Furtado

30 de abril de 2018 às 16:29  
Blogger CÉU disse...

só para dizer k estou presente, querido amigo. Grata pelo seu afeto.

que bom esse seu agradecimento à vida e aos sonhos, presente no seu soneto. as dificuldades, felizmente, são passageiras, mas fazem-nos crescer, interiormente.

o ursinho está caído, ou melhor, está a dormir e eu, sorrateiramente, vou levá-lo.

beijos e uma boa semana.

30 de abril de 2018 às 17:16  
Blogger Ricardo- águialivre disse...

Puramente um poema delicioso. Fascinante inspiração.
.
“Amor em libertas folhas ao vento “
.
Votos de uma semana feliz.

30 de abril de 2018 às 19:12  
Blogger Beatriz Bragança disse...

Amigo Sol
Um soneto muito bonito!
O que importa, de facto, é continuar sempre a sonhar - «Acordar sonhando» e viver sempre a sonhar!
Um abraço
Beatriz

1 de maio de 2018 às 13:47  
Blogger Mulher na Polícia disse...

Tadinho desse ursinho...

Sozinho assim, abandonado...

Fique bem, ursinho.

2 de maio de 2018 às 14:55  
Blogger Luis Coelho disse...

Gosto de ler e reler. A simplicidade e a beleza da escrita e a musicalidade do poema me encantam.

2 de maio de 2018 às 19:39  
Blogger Jaime Portela disse...

Este soneto é mesmo muito bom. Parabéns.
Bom fim de semana, caro amigo.
Um abraço.

4 de maio de 2018 às 11:55  
Blogger Alice Marques disse...

Adorei o poema é muito belo.só tenho pena do ursinho abandonado.É Como nós próprios muitas vezes sentimonos abandonados.Boa semana.

13 de maio de 2018 às 01:30  
Blogger Alice Marques disse...

Adorei o poema é muito belo.só tenho pena do ursinho abandonado.É Como nós próprios muitas vezes sentimonos abandonados.Boa semana.

13 de maio de 2018 às 01:31  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial