SEJAM MUITO BEM VINDOS A ESTE BLOG!--------ABRAÇOS,------SOL da Esteva

sábado, 24 de março de 2018

Morrer sem me perder




Depois de tudo esquecer,
Sem saber

Achei-me aqui, junto ao mar,
A sonhar...

Desejava vida de mar!
Ondular,
Espumar de raiva ou prazer,
Num vai vem constante,
Ou por um instante
Amainar.

Quem me dera ser mar,
Sentir barcos
E corpos de sereias roçar,
Afagando sonhos e carinhos
De crianças a chapinar...

Depois, sim,
Poder morrer sem me perder, secar... 



 

SOL da Esteva

Etiquetas: , ,

23 Comentários:

Blogger Larissa Santos disse...

Bom dia. Poema estupendo. Adorei :))

Hoje:- [Poetizando e Encantado] Criança que quero ser...

Bjos
Votos de um Sábado Feliz.

24 de março de 2018 às 09:29  
Blogger Paula McGill disse...

Quem me dera ser mar tambem!

24 de março de 2018 às 11:56  
Blogger La Gata Coqueta disse...

Qué bonita es la gente
a la que solo te dan ganas de decirle
“Gracias por estar en mi vida!

¡Feliz fin de semana!


Mari

24 de março de 2018 às 17:05  
Blogger Luísa Fernandes disse...

https://poemasdaminhalma.blogspot.pt/
Olá boa tarde, Excelente poema...morrer sem me perder.
Que bom, eu também desejava isso ... só Deus sabe. Gostei imenso, fascinei-me com esse belo poema.
Bom fim de semana, abraço.
Luisa fernandes

24 de março de 2018 às 17:51  
Blogger CÉU disse...

Poeticamente, podemos querer ser tudo e o meu amigo consegui-o com este poema, onde queria ser mar e morrer sem se perder. era bom, pois claro. compreendo!

Beijos e bom domingo

24 de março de 2018 às 18:53  
Blogger Célia Rangel disse...

O que mais nobre teríamos senão essa loucura de viver, amar e morrer sem nos perdermos? E, como cenário: - o mar - grandiosamente generoso em doar e tirar...
Abraço.

24 de março de 2018 às 20:36  
Blogger lua singular disse...

Oi Sol
Eu gostaria de ser uma sereia, eu nadaria como uma, caminhava todos os dias, me arrumaria com cores lindas.
Agora em dirijo mais, meu marido me leva onde eu quiser.
Mas, eu queria mesmo era morrer
Virar um anjo sem dores.
Não custa nada sonhar
Beijos
Lua Singular
Passa-me um e-mail, perdi o seu

24 de março de 2018 às 23:13  
Blogger Luis Coelho disse...

O mar também me encanta, me seduz e me chama pela voz de lindas sereias.
Um belíssimo poema

25 de março de 2018 às 09:11  
Blogger Olinda Melo disse...

Olá, Sol

Tendo crescido junto ao Mar sempre o considerei uma extensão de mim. Uma expressão de vida sempre em renovação. Por isso, comungo desse seu sonho.

Bom domingo.

Abraço

Olinda

25 de março de 2018 às 10:33  
Blogger Luisa Vaz Tavares disse...

Ah, o fascínio do mar.. que tanto inspira os poetas deste jardim à beira dele plantado.
Bonito poema. Gostei.

Abraço e votos de Boa Páscoa!

25 de março de 2018 às 17:46  
Blogger Janita disse...

Um belo poema de homenagem ao Mar, que vive no sonho de todos os poetas. Como cresci longe dessa imensidão de água, sempre me encantei e, simultâneamente, me apavorei pela força das sua ondas.
Sou mais de campo, de verdura e água doce.

Um abraço amigo SOL.

Janita

25 de março de 2018 às 17:48  
Blogger Lu Dantas disse...

Oi, Sol! Adorei o poema!
Eu também queria ter vida de mar. Nesse vai e vai, tantos caminhos em correntezas, tantas belezas em mim! ;)

Bom domingo!

beijos

https://ludantasmusica.blogspot.com.br

25 de março de 2018 às 21:59  
Blogger co coya disse...

Poeticamente, podemos querer ser tudo e o meu amigo consegui-o com este poema, onde queria ser mar e morrer sem se perder. era bom, pois claro. compreendo!
สล็อต ออนไลน์
Gclub

26 de março de 2018 às 05:20  
Blogger Simone MartinS2 disse...

Bom dia!
Ser mar, deve ser como, 'ser nuvem', mas
sempre leve, suave e tranquilo. Sim. Maar tranquilo!
sem tempestades ou furacões, apenas uma leve e intensa maresia.
:) - Gratidão pelas suas visitas

26 de março de 2018 às 13:05  
Anonymous Arte & Emoções disse...

Olá Sol! Passando para me deliciar com a leitura deste teu belo poema, com ênfase para a estrofe abaixo:

Quem me dera ser mar,
Sentir barcos
E corpos de sereias roçar,
Afagando sonhos e carinhos
De crianças a chapinar...

Abraços e uma ótima Páscoa pra ti e para os teus.

Furtado

26 de março de 2018 às 13:44  
Blogger Majo Dutra disse...

Adoro o mar, não sei viver sem ele, pelo que este seu poema tocou-me de modo especial.
O Amigo fez uma poética composição sobre a vida do mar, porém, há no mar, assuntos sombrios pelos quais nos temos batido... mas, de facto, não são problemas de poesia...
Um lirismo belo e sentimental que me agradou...
Ótima semana, poeta.
Abraço afetuoso, Sol.
~~~~~~~~~~

26 de março de 2018 às 19:52  
Blogger Diná Fernandes O.Souza disse...

Olá amigo Sol,
Como sempre o mar grande inspirador, eu adoro admirar a imensidão do mar, mas dele quero distância. Delícia de poema, bem estruturado,
Votos de um radiante amanhecer!
Bjs no coração!

26 de março de 2018 às 23:08  
Blogger A Casa Madeira disse...

Lindo, bela inspiração.
Bom feriado de páscoa.
Abçs.

29 de março de 2018 às 03:57  
Blogger Jaime Portela disse...

Um poema bem inspirado e com ritmo.
Gostei imenso, excelente.
Continuação de boa semana e uma Páscoa Feliz.
Um abraço.

29 de março de 2018 às 16:46  
Blogger Fá menor disse...

O mar será sempre uma fonte de inspiração... por vezes também de expiração.

Santo Tríduo Pascal! Feliz e Santa Páscoa!

Beijos.

30 de março de 2018 às 13:41  
Blogger Larissa Santos disse...

Independentemente da publicação, que gostei:
O Brincando com as palavras DESEJA-VOS: UMA SANTA E FELIZ PÁSCOA, EXTENSIVO AOS VOSSOS FAMILIARES E AMIGOS.
.
Bjos com carinho e estima.

30 de março de 2018 às 15:48  
Blogger Acrescenta Um Ponto ao Conto disse...

O mar é sempre inspirador.

Convidamos-vos a ler o capítulo VII do nosso conto escrito a várias mãos "Voar Sem Asas"
https://contospartilhados.blogspot.pt/2018/03/voar-sem-asas-capitulo-vii.html

Votos de Feliz Páscoa!
Saudações literárias

30 de março de 2018 às 16:41  
Blogger Elio disse...

Ciao Sol, tanti cari auguri di buona Pasqua. Poesia ottima come tutte le precedenti.

30 de março de 2018 às 20:51  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial