SEJAM MUITO BEM VINDOS A ESTE BLOG!--------ABRAÇOS,------SOL da Esteva

sábado, 17 de fevereiro de 2018

Simplicidade dos sonhos



                                       

Suportar a vida
Que pesa como um fardo mau
E me curvar na loucura
De amar...

Suportar
O desejo ardente
De querer sentir-te num beijo quente,
Doce, suave,
Que os meus sonhos acalente...

Sentir teu peito
De encontro ao meu...

Miragens de esperança
Que trago por lembrança
Num sussurro de ti.

Serei sempre criança,
Na simplicidade
Dos sonhos que vivi.



SOL da Esteva

Etiquetas: , ,

19 Comentários:

Blogger Paula McGill disse...

lindo poema e linda foti :-D

17 de fevereiro de 2018 às 15:57  
Blogger lua singular disse...

Oi Sol
Amar é esquecer se é dia ou noite, é rolar na grama ou nas ondas do mar, é ver a lua querendo dormir, é acordar com os raios do sol.
Feliz aquele que tem ou teve um amor assim- é uma loucura gostosa.
É assim quando nós morrermos, antes ou depois do amor.
Beijos
Lua Singular

17 de fevereiro de 2018 às 16:14  
Blogger Rita Sperchi disse...

Serei sempre criança,
Na simplicidade
Dos sonhos que vivi.

Um final maravilhoso meu doce poeta
Bjuss de bom final de semana!!
Rita

17 de fevereiro de 2018 às 17:22  
Blogger Célia Rangel disse...

Miragem... Magia... Tudo ainda que utópico, é que movimenta nossa veia amorosa da vida plena!
Abraço.

17 de fevereiro de 2018 às 18:34  
Blogger Larissa Santos disse...

Tão lindo é o poema como a imagem. Adorei :))

Participando; {Poetizando e Encantando} ...Sintonia do luar... beijando o mar.
.
Bjos
Domingo feliz.

18 de fevereiro de 2018 às 09:59  
Blogger lis disse...

Os sonhos acalentam nossos infortúnios e fracassos.
Que sonhemos e perseveremos!
Belo poema Sol

18 de fevereiro de 2018 às 16:16  
Blogger Gracita disse...

Sempre prazeroso recordar os lindos sonhos vividos
Beijos e ótimo domingo meu estimado amigo

18 de fevereiro de 2018 às 16:24  
Blogger Lu Dantas disse...

Ahh é tão bom quando o nosso sentir se transforma em palavras e tenta mostrar o quanto sonhamos! Muito bonito! ;)

beijos!

https://ludantasmusica.blogspot.com.br

18 de fevereiro de 2018 às 19:33  
Blogger La Gata Coqueta disse...

Que nunca se apegue la luz del niño interior que todos llevamos dentro...
Para amar, soñar y hacer que la vida sea un jardín de rosas sin espinas...

Un abrazo amigo deseando que tengas una feliz semana.

Mari

19 de fevereiro de 2018 às 09:01  
Blogger Ontem é só Memória disse...

Muito bonito!

Bjxxx
Ontem é só Memória | Facebook | Instagram

19 de fevereiro de 2018 às 19:13  
Blogger Alegria de Viver disse...

Bom dia amiga Sol,imagino que em uma noite enluarada escreveste tão belos versos, ta~po belos sentires, soltar a criança e cultuar os sonhos, muito bom!
Viva o amor!
Tenha um lindo dia!

Bjss!

20 de fevereiro de 2018 às 11:03  
Anonymous Arte & Emoções disse...

Sonhar é um dos nossos direitos que jamais poderá ser confiscado. Belo e profundo poema.

Abraços,

Furtado

20 de fevereiro de 2018 às 22:05  
Blogger Mulher na Polícia disse...

Um lindo sonho

De um beijo quente...

Sonho bom!

Que a gente sente!

; )

21 de fevereiro de 2018 às 01:14  
Blogger M. disse...

Muito bonito e sentido!!!

21 de fevereiro de 2018 às 10:33  
Blogger Fá menor disse...

Somos, também, sentimento em flor num canto do peito.

21 de fevereiro de 2018 às 14:52  
Blogger CÉU disse...

É na simplicidade dos sonhos com lembranças, que mesmo adultos somos sempre crianças.
A lua, como testemunha e madrinha ajuda a embelezar os nossos sentires.

Beijos e boa semana.

21 de fevereiro de 2018 às 15:27  
Blogger Maria Rodrigues disse...

Sonhos de uma simplicidade tão pura que toca o nosso coração.
Maravilhoso poema
Beijinhos
Maria de
Divagar Sobre Tudo um Pouco

21 de fevereiro de 2018 às 21:03  
Blogger Jaime Portela disse...

Se calhar os sonhos são sempre simples...
Mas o poema é excelente, parabéns.
Continuação de boa semana, caro amigo.
Abraço.

22 de fevereiro de 2018 às 17:03  
Blogger lua singular disse...

Oi Sol.
Meu sono sempre foi muito pesado, então, eu nunca sonhei.
É bom para não revirar o passado.
Beijos
Lua Singular

19 de março de 2018 às 02:01  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial