SEJAM MUITO BEM VINDOS A ESTE BLOG!--------ABRAÇOS,------SOL da Esteva

sábado, 23 de janeiro de 2016

Amor que só existe em sonhos





Que sofrer, o teu,
De mágoa dolorosa
Que te arrebata a pose social!
Ah! Quem me dera poder
Trocar esse sofrer
Por, apenas, um sorriso sem igual!...

Mas ninguém tem dó
Do pouco que se sabe
Ser a felicidade;
Do muito que se tem
Esconso na mente
Que nunca teve idade;
Do amanhã florido
Com cheiro a Primavera
E néctar de saudade;
Daquilo que sentimos,
No querer da imensa espera
Só feita ânsia...

Quanta distância!...

E um dia,
Um dia na lembrança,
De carnes enrugadas,
Sentimos as passadas
Das eras que vivemos,
Naquilo que sofremos
E foi a nossa herança.

Mais fortes
No espírito volátil de ser Alma,
Já somos plenitude
Que ultrapassou as mortes;
Já crescemos da nossa imperfeição...

Então
Amamo-nos no frenesim sagrado,
Fundidos
No Amor que só existe em sonhos,
Deixando germinar,
Entre nós dois,
O fruto perpétuo e imenso
Que será Bíblia, mito ou Deus,
Daqueles que amanhã irão nascer.
Será sinal, nosso ou dos Céus,
E com Amor igual haverão de viver.


SOL da Esteva

Etiquetas: , ,

18 Comentários:

Blogger Gracita disse...

Um amor assim tão pujante jamais terá resquícios de sonho
Só quem amou e viveu com intensidade um amor pleno poetiza com extrema emoção. Belíssimo, Sol
Uma linda semana meu amigo
Beijinhos no coração

23 de janeiro de 2016 às 17:41  
Anonymous GLUOSNIS disse...

Querido amigo Sol !
Belissima poesia !!!!!!!!

Romantico domingo !
Um abraco.

GLUOSNIS - Lituania

24 de janeiro de 2016 às 12:31  
Blogger Dorli Ramos disse...

O amor é consequência do querer. Se quer saber o que penso do amor está no meu blog minicontista2. O que é o amor?
Um amor incontestável.
Linda a sua poesia com sempre.
Beijos no coração
minicontista2

25 de janeiro de 2016 às 10:11  
Blogger Célia Rangel disse...

Essa é a essência de um lindo amor... Tocante poema!
Abraço.

25 de janeiro de 2016 às 10:49  
Blogger Mariangela do Lago Vieira disse...

Este é o amor! Verdadeiro e lindo...
Imperfeito até...
Mas que dáríamos a própria vida para vivê-lo novamente, se preciso fosse!
Amei Sol, este teu poema diz muito.
Beijos,
Mariangela

25 de janeiro de 2016 às 13:52  
Blogger Manuel disse...

E com amor igual haverão de viver.
Esta frase é o ponto alto deste poema, feito de mágoas e lembranças.

25 de janeiro de 2016 às 17:30  
Blogger São disse...

Amar é sempre um traço que se incrusta na alma.

Abraço de boa semana

25 de janeiro de 2016 às 17:43  
Blogger São disse...

Amar é sempre um traço que se incrusta na alma.

Abraço de boa semana

25 de janeiro de 2016 às 17:44  
Blogger Evanir disse...

Estou comemorando 11 anos de blog.
È tempo demais dedicado a essas pessoas lindas de Deus
que fui conhecendo ao longo dessa caminhada.
Deixei um mimo na postagem se for do seu agrado
leve ficarei feliz.
E ficarei feliz da mesma forma se ñ levar eu entendo.
Meu eterno agradecimento pelo seu carinho e atenção
mesmo em momentos muitas vezes triste.
Você estava lá marcando sua doce presença.
Um carinhoso beijo.
Deus abençoe por tudo.
E uma semana de paz .
Evanir...
Sol me emocionei com seu poema se permitir venho buscar
para postar nos meus blogs.

26 de janeiro de 2016 às 20:53  
Blogger Elio disse...

Ancora un ottimo poema. Mi piacerebbe molto poterti imitare ma non ne sarei capace. Preferisco esprimermi con la prosa e la fotografia. Buona settimana.

26 de janeiro de 2016 às 21:16  
Blogger Rita Sperchi disse...

Só posso dizer essa frase

O Amor é lindo
E viva o amor


Abraços com carinho!

└──●► *Rita 🌱🌻

26 de janeiro de 2016 às 21:22  
Blogger Odete Ferreira disse...

Há o amor ideal e o amor idealizado.
E o amor ideal também acontece na realidade. Pode é não durar para sempre.
Um poema sentido e emocionante.
Bjo, Sol :)

27 de janeiro de 2016 às 17:41  
Blogger Maria Rodrigues disse...

Belissimo poema, um amor assim torna-se eterno.
Um abraço
Maria

27 de janeiro de 2016 às 18:57  
Blogger Jaime Portela disse...

No amor, o sonho e a realidade podem ser iguais...
Um magnífico poema, gostei imenso, como sempre.
Bom resto de semana, caro amigo Sol.
Abraço.

28 de janeiro de 2016 às 12:53  
Blogger Lilá(s) disse...

Como sempre terei que dizer que os teus poemas são magníficos!
Bjs

28 de janeiro de 2016 às 22:09  
Blogger CÉU disse...

Essa mágoa dolorosa, será melhor trocá-la por uma rosa, como a da imagem. Ficam ambos a ganhar, sugiro eu!
Um poema um tanto filosófico, mas mto bem construído, e com menos rima e pontuação, o que, na minha opinião, enriquece a estrutura e leitura do mesmo. Nele, o amor tem expoente máximo e as recordações também. estas adensam-se e aninham-se.

As carnes enrugadas, querido sol, já foram ensolaradas. Tudo tem um tempo, uns tempos, mas todos eles têm o seu valor e características.

Resto de boa semana.

Beijos.

28 de janeiro de 2016 às 23:43  
Blogger Cristina Sousa disse...

Magnifico poema.

Beijo e bom fim de semana

29 de janeiro de 2016 às 10:21  
Blogger Labirinto de Emoções disse...

Olá Sol
Mais um lindissimo poema de Amor.
Gostei dele, como de todos os que escreves.
Beijinho grande
Teresa

29 de janeiro de 2016 às 18:20  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial