SEJAM MUITO BEM VINDOS A ESTE BLOG!--------ABRAÇOS,------SOL da Esteva

sábado, 29 de agosto de 2015

Pintura de poeta




                  

Custa a crer
Na moldura dourada
Que te fiz!

Pensei-te,
Sonhei-te,
Criei-te no meu mundo,
Mas a tela que te suportou,
Rompe-se a cada hora que passa;
Fica sem fundo...
A vida que possuías
Vai-se apagando
Como o envelhecer das tintas,
Com o passar dos dias...

A cada momento,
Tornas-te mais rara,
Mais valiosa, também,
Mesmo que em pensamento.

...As mãos e coração do pintor
Tornaram-se sem vigor.
O ímpeto do traço,
A memória visual,
O rigor,
Já não são passados ao pincel...

Esta tela derradeira
Do final do dia,
Está sem vida, vazia,
Não pôde ser completada
Na rota e na sua meta.
Se fosse, já, restaurada,
Podia ser terminada,
Tornar-se obra imortal,
Em pintura de poeta.


SOL da Esteva

Etiquetas: , ,

24 Comentários:

Blogger Pérola disse...

Uma obra de arte que o tempo não apagará pois a sensibilidade eterniza-se nessa tela.

Beijinhos

29 de agosto de 2015 às 09:48  
Blogger Dorli Ramos disse...

Este comentário foi removido pelo autor.

29 de agosto de 2015 às 10:38  
Blogger Dorli Ramos disse...

Oi Sol
Essa tela e o pintor me fez lembrar a vida
O inocência da criança, o vigor da adolescência, o aprimoramento da idade adulta e as mãos trêmulas da velhice do pintor não deixou terminar sua obra e já no fim da vida; ninguém restaurou sua obra no que poderia ser a inspiração de um poeta.
Beijos
Dorli Ramos

29 de agosto de 2015 às 10:59  
Blogger Jossara Bes disse...

Oi, Sol!
Bela inspiração, como sempre romântica!
Externas a inquietação da finitude.
Beijo carinhoso!

29 de agosto de 2015 às 11:03  
Blogger Olinda Melo disse...

Na vida, sonhamos sempre com um ideal. Imaginamo-lo, pintamo-lo, criamos-lhe um princípio, meio e fim. Mas nem sempre o fim que lhe destinamos nos inclui e pensamos que ficámos sós no fim da estrada. Às vezes somente a esperança nos dá a mão no sentido de descobrirmos a luz.
Belo poema, caro Sol.
Abraço.
Olinda

29 de agosto de 2015 às 18:12  
Blogger Gracita disse...

Como um grande pintor criamos uma linda tela com nossos sentimentos e com o passar do tempo vamos agregando outras nuances ao nosso arco iris de amor
Lindo e romântico poema caro amigo
Um ótimo domingo
Beijos

30 de agosto de 2015 às 01:07  
Blogger Célia Rangel disse...

Poeta em competência da tela e da pintura... só poderão retratar o que lhe vai no íntimo de sua alma! Mágico poema que se reveste da poesia da vida.
Abraço.

30 de agosto de 2015 às 16:33  
Anonymous Helena disse...

Tão linda a tela, tão sensível e verdadeiro o poema! Na verdade, todo poema, mesmo sem a imagem, representa lindas pinturas refletidas na alma de um poeta.
Grata Sol, pelas sensíveis mensagens deixadas no meu cantinho. Estou tentando voltar...
Um beijo carinhoso no teu coração,
Helena

30 de agosto de 2015 às 17:25  
Blogger manuela barroso disse...

Uma tela que é uma verdadeira obra de arte
Fraterno abraço, querido amigo Sol!

31 de agosto de 2015 às 00:08  
Blogger Evanir disse...

Com o tempo começamos a sentir saudades de todos amigos ,
que passaram em nossas vidas e que ainda permanece.
Estou dando uma volta num passado não muito distante
espero que goste dessa fase de recordar é viver.
Uma abençoada semana que Deus lhe abençoe sempre
e sempre.
Beijos no coração.
Evanir.
Meu amigo belíssima tela acompanhada de um poema
tão belo quanto a cada cor usada na tela.

31 de agosto de 2015 às 00:15  
Blogger Mar Arável disse...

Um desconcerto de cores nos jardins

31 de agosto de 2015 às 00:41  
Blogger POESIAS SENSUAIS E CONTOS disse...

Passando para desejar uma semana inspiradora e com grandes realizações.

31 de agosto de 2015 às 19:06  
Blogger Maria Rodrigues disse...

Quantas vezes os sonhos se perdem no passar do tempo.
Nostálgico e belo soneto.
Beijinhos
Maria

31 de agosto de 2015 às 19:25  
Anonymous Arte & Emoções disse...

Tudo que é feito com amor, mesmo com o desgaste advindo do passar do tempo, se valoriza cada vez mais.

Abraços,

Furtado.

31 de agosto de 2015 às 20:08  
Blogger António Manuel - Tómanel disse...

Transpor para a tela sentimentos, amor e carinho, de fato é uma obra com valor incalculável. O quadro guarda a tela com toda a delicadeza, dá-lhe o encanto merecido mas os nossos olhos olham para a tela como se ela fosse o centro das atenções, o que é na realidade.
Parabéns por idealizares este tema para um bonito poema.
Um abraço cá do Algarve.

1 de setembro de 2015 às 11:39  
Blogger Mariangela do Lago Vieira disse...

Querido amigo Sol, mesmo incompleta, e talvez, opaca pelo tempo...
Esta linda tela sempre terá muito valor!
Que belíssimo poema!
Beijos,
Mariangela

1 de setembro de 2015 às 19:09  
Blogger Janita disse...

Não necessita restauração, SOL...Esta aguarela está belíssima, ainda que não fosse emoldurada pela dourada moldura!
Belo é o poema com que o Poeta a imortalizou!

Um grande beijinho de enorme admiração!

Janita

2 de setembro de 2015 às 17:33  
Blogger Dorli Ramos disse...

Oi Sol,
Desculpa o erro acima e errei novamente. Minha única vista não está ajudando muito. Vamos ver até onde da.
Obrigada pelo carinho
Beijos no coração
Dorli Ramos

3 de setembro de 2015 às 17:08  
Blogger Lúcia Bezerra de Paiva disse...

As artes são irmãs, filhas de grandes e sensíveis artistas, que vão derramando beleza, alegria, tristeza, doçura e tudo o mais... de uma fonte inesgotável de sentimentos...

Ah! SOL, obrigada, por ser um artista, a nos ofertar tão lindos presentes!
Beijo!

4 de setembro de 2015 às 15:16  
Blogger Elio disse...

Quindi, oltre che poeta sei anche pittore e buono direi. Amo anch'io creare dei quadri, piuttosto paesaggi, ma è un pezzo che non mi ci dedico. Ho regalato mole opere, per modo di dire, e me ne sono rimaste solo quattro. Tutti i miei complimenti e buon WE.

4 de setembro de 2015 às 22:25  
Blogger Odete Ferreira disse...

Será sempre eterna no momento em que se pinta.
Afinal nunca nada estará terminado. E ainda bem!
Perfeito, é o momento! O depois não nos pertence!
Belo, Sol
Bjo :)

5 de setembro de 2015 às 21:20  
Blogger Carmem Grinheiro disse...

Olá, Sol
Um poeta a pintar uma tela ímpar.
Lindo.
abç amg

12 de setembro de 2015 às 22:34  
Blogger Evanir disse...


Demorei para vir Agradecer
SUA Mensagem Tão carinhosa pelo
meu aniversario.
Fiquei muito feliz com SUAS Palavras
è sempre a Maior prova da SUA amizade.
Por vezes NÃO conseguimos Visitar
Nossas Doces amizades,
mas Não Por Esquecer um Riqueza conquistada
durante tantos anos.
De Coracão te agradeço.. Uma semana Abençoada.
Beijos no Coração. Evanir PS:
deixei na postagem um premio for
Seu gosto e Vontade ofereço com Muito carinho.

14 de setembro de 2015 às 19:29  
Blogger Débora Teixeira. disse...

Uma obra de arte,já desbotada com o tempo!
Mais nunca perde o valor!
Lindíssimo texto.
Beijos.

30 de setembro de 2015 às 18:30  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial