SEJAM MUITO BEM VINDOS A ESTE BLOG!--------ABRAÇOS,------SOL da Esteva

sábado, 16 de junho de 2012

Nostalgias







Sorri, ó meu encantamento,
Sorri e sê feliz no Amor.
Me honra ser, por um momento,
O solitário morador
Adentro do teu pensamento!

Um toque, um olhar, um carinho,
São o renascimento, puro,
Do Amor, único caminho,
Que leva ao lugar seguro
Onde se vive de mansinho.

Mas, eis a hora da partida
Trazendo a tristeza ao peito.
Bem sei de ti, alma querida,
Sofres comigo, neste jeito,
Esta separação da vida.

Quisera não sofrer agora
A ansiedade que nos cerca;
Quisera que se fosse embora
A tristeza que, no peito, aperta,
E que só o halo, teu, melhora!...

Me quedo, nesta solidão,
Revendo o teu rosto lindo...
Crê, sinto, em mim, teu coração
Pulsar de Amor; e mais me findo
A recordar nossa paixão.


   


SOL da Esteva

Etiquetas: , , ,

48 Comentários:

Anonymous Anónimo disse...

Amigo!

Não gosto do tom deste poema.

Por onde anda a força?

A coragem?

As lições de esperança, que enchem as nossas manhãs de sábado?

Eu sei! mas elas vão voltar mais luminosas ainda.

Quero que tenha um feliz dia e que escreva outro poema a dizer isso mesmo: valeu?

Um beijo

F.M.

16 de junho de 2012 às 10:56  
Blogger Rui Pires - Olhar d'Ouro disse...

Gostei muito! Lindo como soa ao ouvido!
Abraço e bom fim de semana!

16 de junho de 2012 às 12:02  
Blogger Maria Luiza disse...

Lindo amigo! recordar é viver! Fala de amor, tem sonoridade e vibra na alma! Grande abraço! Feliz fds!

16 de junho de 2012 às 12:17  
Blogger António Manuel Conceição Santos disse...

Hello!
De soneto aos versos soltos... um passo grande.
Discordo do primeiro comentário de um anónimo.
Este teu poema é bastante bonito, sou bem e tem o toque que nos habituaste, isto é, a sua leitura tem entusiasmo do principio ao fim.
Boa!
Um abraço cá do Algarve.

16 de junho de 2012 às 13:16  
Blogger Vera Luiza Vaz disse...

Ler um poema de amor traz encantamento singular.
As palavras se aquecem na disposição que o poeta lhes dá.
Compõem figuras de sentimentos vários... Todos, porém, de profundo sentir...
Abraço, querido amigo poeta Sol!

16 de junho de 2012 às 13:24  
Blogger Yasmine Lemos disse...

Quando o existir depende da presença do amado(a)
lindo Sol
bjs

16 de junho de 2012 às 13:47  
Blogger Mariangela disse...

Quem dera amigo querido,
ser o único morador no pensamento do nosso amor,nos
bastaria um toquinho apenas, um olhar e feliz ficaríamos!
Lindo Sol, como sempre!
Beijos com carinho!
Mariangela

16 de junho de 2012 às 14:55  
Blogger edumanes disse...

Sorrisos de encantamento
Encontrados no escuro
Trazidos pela força do vento
Ancorados em porto seguro!

Perdidos à deriva andaram
Nas ondas em alto mar
Da solidão se salvaram
Libertos e felizes para amar!

Bom fim de semana,
Um abraço
Eduardo.

16 de junho de 2012 às 15:30  
Blogger Rita disse...

Me quedo, nesta solidão,
Revendo o teu rosto lindo...
Crê, sinto, em mim, teu coração
Pulsar de Amor; e mais me findo
A recordar nossa paixão.

Com esse trecho do poema deixo um abraço
bom final de semana bjusss
Rita!!

Maravilha!!!!!

16 de junho de 2012 às 17:24  
Blogger Carolina disse...

Um abrazo, amigo... e bello, bellisimo su expresao, su sentir.
Feliz sabado.

16 de junho de 2012 às 21:22  
Blogger Dorli disse...

Olá Sol:
Ninguém é totalmente alegre ou nostálgico. Temos momentos felizes e infelizes.
No primeiro comentário, talvez essa pessoa hoje deva estar infeliz e quer ouvir de você só poemas alegres, mas há horas em que a saudade bate em nosso coração e temos o direito de dividir com amigos , mas outrossim, nesse dia você só queira mostrar que a vida não é só um mar de rosas, não que esteja nostálgico.
Lindo poema que identifica à muita pessoas.
Um saudoso abraço
Lua Singular

16 de junho de 2012 às 21:42  
Blogger © Piedade Araújo Sol disse...

desta vez não foi um soneto, mas,embora nostálgico é um bom poema.

um bom fim de semana.

um beij

16 de junho de 2012 às 22:34  
Blogger Célia Rangel disse...

Solidão amorosa é a mais dolorida! Crudelíssima!
Bj. Célia.

16 de junho de 2012 às 23:02  
Blogger Jossara Bes disse...

Sol, Querido!

Que lindo poema!
"Me quedo nesta solidão
Revendo teu rosto lindo"!
Lembranças nos transportam no tempo, nos provocam sensações e emoções que só quem sente consegue escrever! Quando o sentir é da alma do poeta, transforma-se neste encanto de palavras!
Beijos!
Tenha um lindo domingo!

16 de junho de 2012 às 23:07  
Blogger mfc disse...

O tema da saudade revisitado de uma forma muito linda e sempre terna!
Um abraço.

16 de junho de 2012 às 23:41  
Blogger *Simone Poesias* disse...

Linda poesia!
Esta nostalgia que de vez em quando vem, nos deixa uma saudade no peito e até faz chorar o coração.

Bjinhos amigo ;)

17 de junho de 2012 às 00:03  
Blogger Magia da Inês disse...

°`♥✿✿⊱╮
♡¸¸.•
Simplesmente adoro sua poesia.
Boa semana!
Beijinhos.
Brasil
¸.•°`❤✿⊱╮

17 de junho de 2012 às 15:18  
Blogger Elio disse...

Ciao Sol, ottima poesia, un po' triste. E' sempre tristezza quando si lascia un essere amato, anche se rimane sempre la speranza di ritrovarlo un giorno. Ho inserito nel mio blog un traduttore, tutto in alto delle pagine e, tra l'altro, traduce in portoghese. Potresti provarlo e dirmi se è abbastanza valido? Grazie e buona serata domenicale.

17 de junho de 2012 às 16:22  
Blogger Anne Lieri disse...

Uma belíssima poesia de amor e saudade!Adorei!Bjs e bom domingo!

17 de junho de 2012 às 17:06  
Blogger Tunin disse...

O poema é de uma beleza leve cuja nostalgia faz o coração chorar. Lindo poema do amor.
Abração.

17 de junho de 2012 às 17:06  
Blogger Leninha disse...

Amigo Sol,

Não pense na partida,pense somente no sonho que está vivendo...partidas sempre existirão mas o que importa é o regresso,é o novo encontro,é o sentir o aconchego de um amor tão especial e tão terno...

Bjsssssss e uma linda semana para o amigo,
Leninha

17 de junho de 2012 às 19:10  
Blogger Janita disse...

Olá SOL.
Nostalgia...quem nunca a sentiu e sofreu, quando ela é tão forte que nos angustia?
Tens a sorte de poder desabafar em lindos versos, SOL!
Beijinhos, meu Amigo, desejo que esteja tudo bem contigo.

Janita

17 de junho de 2012 às 21:02  
Blogger manuela barroso disse...

Nossa!
Mas que romantismo tão lindo!
Juro, que deves ser considerado o poeta mais romântico da blogosfera!
Fantástico querido amigo, Sol!
Vou a sorrir...
Beijinho

17 de junho de 2012 às 23:38  
Blogger Everson Russo disse...

Toda essa nostalgia faz parte de uma história boa,,,vivida intensamente e que hoje se guarda nas cores de uma saudade...abraços de bom dia e boa semana pra ti amigo.

18 de junho de 2012 às 12:19  
Blogger Smareis disse...

Oi Amigo.
Uma nostagia que derreteu minha alma, e molhou meu coração.
Adorei!

Abraço e ótima semana!

18 de junho de 2012 às 19:06  
Blogger ELAINE disse...

Ai amigo Sol, lindo demais.... Toda essa nostalgia nos faz ir tão longe.... sonhar.... Palavras mágicas, sabiamente escritas.... Tem postagem nova hoje..... Um abençoado início de semana!
Abraço fraterno e carinhoso!
Elaine Averbuch Neves
http://elaine-dedentroprafora.blogspot.com.br/

18 de junho de 2012 às 22:43  
Blogger Lilá(s) disse...

As tuas palavras sabiamente escritas mesmo nostálgicas têm um encanto muito próprio! gosto do teu estilo.
Bjs

19 de junho de 2012 às 00:02  
Blogger Patrícia Pinna disse...

Boa noite, Sol. Poema lindo. O amor é um sentimento profundo, vivo e que mora em nós
Apaixonar-se e em algum momento não sofrer, parece contradição.
Deixemos o amor fluir na paz, e no calor dos corações apaixonados e saudosistas.
Um beijo na alma, e fique na paz!

19 de junho de 2012 às 00:07  
Blogger vieira calado disse...

Bem lírico...

e romântico!

Forte abraço!

19 de junho de 2012 às 02:00  
Blogger Mery disse...

Eu amei¨¨um poema lindo!
Profundo! toca na alma da gente, e essa saudade que parece tão sentida! É, bom recordar!
Um hino aos apaixonados!
Beijinhos e parabéns pela inspiração.
Mery*

19 de junho de 2012 às 11:57  
Blogger fus disse...

Me ha gustado tu poema. Enhorabuena

un saludo

fus

19 de junho de 2012 às 12:25  
Blogger CamilaSB disse...

« Me quedo nesta solidão
revendo o teu rosto lindo...»
Olá, Sol! Um coração apaixonado, pleno de amor e carinho, dedicado a um «rosto lindo...» Um amor nostálgico e sincero!
Gostei muito... um beijinho com amizade e carinho!

19 de junho de 2012 às 14:41  
Blogger Lúcia Bezerra de Paiva disse...

Da Cadeirinha,neste final de tarde cearense, vejo o Sol, distante, se despedindo e, ao mesmo tempo tenho, aqui próximo, um nostálgico mas belo conjunto de harmoniosas palavras, ornadas de linda imagem, tendo ao fundo suaves melodias, trazidas por outro SOL...o meu amigo querido, de além Mar...

Beijo,
da Lúcia

19 de junho de 2012 às 21:45  
Blogger Simone MartinS2 disse...

"...E a solidão se assola
em meus pensamentos.
Trago para vida real,
tua imagem, teus cheiros,
teus gostos...Tua vida!
Mas bem sei, que com tua partida,
tudo apenas ficou em minha memoria,
guardado a sete chaves. E quando a
solidão chega, tuas lembranças me
fazem companhia!"

Adorei e não pude deixar de interagir.
ADOROOOO!!!
Abraços

20 de junho de 2012 às 02:56  
Blogger MARILENE disse...

Não há como fugir dessa nostalgia, quando se impõe a despedida. Nos enchemos de lembranças e de saudade. Sempre muito belos seus versos. Bjs.

20 de junho de 2012 às 05:24  
Blogger Hermínia Nadais disse...

Gostei tanto!...
Felicidades!

20 de junho de 2012 às 16:34  
Blogger Luar disse...

Paixões e amores que não morrem nunca, mesmo que haja despedidas.
Beijinhos

20 de junho de 2012 às 21:13  
Blogger Anne Lieri disse...

Maravilhosa e comovente poesia de amor!Sorrimos no começo e mesmo triste,sorrimos no final por um amor tão profundo!bjs,

20 de junho de 2012 às 21:18  
Blogger Evanir disse...

Quantas saudades eu sinto
quando fico ausente por motivos alheio a minha vontade.
o importante é que essa fase passa tenho esperança
na renovação ,e certeza de um amanhã com muita alegria ,
mais beleza com uma visão perfeita desse mundo.
Precisamos ter esperanças e seguir com certeza
de grande vitória.
Serei ousada o suficiente para enfrentar todos os obstaculos
com fé e esperança .
Agradeço de coração sua linda amizade tenho certeza
que tudo voltará ao normal na minha vida.
Beijos no seu coração.
Com carinho.
Evanir.
Com certeza ira para minha postagem esse emocionante poema.
Amigo quantas saudades!!!

21 de junho de 2012 às 02:38  
Blogger Rita disse...

Bom dia !
Passando para deixar um alô sei
que vc merece todo meu carinho por
estar sempre me prestigiando.
Eu faço o mesmo te parabenizo por
tudo que vc faz de bonito nesse seu
espaço..Abraços
Rita!

21 de junho de 2012 às 14:39  
Blogger ॐ Shirley ॐ disse...

Bela poesia que fala de amor, de nostalgia, de saudade...Esse sentimento é sempre assim. Beijo, Sol!

21 de junho de 2012 às 19:10  
Blogger »♥«Nati Caetano»♥» disse...

Sol...
Nostalgia,quando ela vem,as lembranças entoam momentos vividos e não esquecidos.Um bom final de tarde.Bjs

21 de junho de 2012 às 19:37  
Blogger Yasmine Lemos disse...

Recordar é viver e sofrer também...Lindo poema
Sol obrigada pelo carinho quanto ao livro da minha mãe!
bjs

21 de junho de 2012 às 21:30  
Blogger Sonhadora disse...

Meu querido amigo

O tempo é como o vento...leva as nuvens e deixa os sonhos que perduram para além do tempo...em imagens que acendem todas as lembranças...que guardam todos os silêncios onde gravámos todos os passos...Lindo como sempre ler-te.

Um beijinho com carinho
Sonhadora

22 de junho de 2012 às 00:32  
Blogger Sylvia Rosa disse...

"Me honra ser, por um momento,
O solitário morador
Adentro do teu pensamento!" Maravilhoso poema, encantador como tu meu amigo. obrigada pelo carinho de sempre, desculpas pela demora. Bj e excelente FDS

22 de junho de 2012 às 21:28  
Blogger Zilani Célia disse...

OI SOL!
QUE LINDO POEMA.
ALMAS GÊMEAS, NUM PROCESSO DE SEPARAÇÃO, MUITO DOLORIDA.
AMORES QUE TRANSCENDEM A VIDA...
ABRÇS
zilanicelia.blogspot.com.br/
Click AQUI

23 de junho de 2012 às 00:31  
Blogger ♫*Isa Mar disse...

Recordações num nostálgico e belo poema.
Bom fim de semana, bjs

23 de junho de 2012 às 02:31  
Blogger AnaClarissa disse...

Só quem ama sente assim tal nostalgia do(a) amado(a)
Poético, mas triste!
Beijinho, SOL!

23 de junho de 2012 às 12:28  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial