SEJAM MUITO BEM VINDOS A ESTE BLOG!--------ABRAÇOS,------SOL da Esteva

sábado, 26 de maio de 2012

Sentimento





Não sei qual é a causa do tormento!...
Que fundo é este mar que nos sufoca!...
Estranho! Tal sabor, que alimento
Na dor, que bem aperta a nossa boca.

E, ante o dia cru, que se passou,
De nervos e de espera... e de tensão,
Na ânsia de querer o que ficou
Tão longe deste nosso coração.

E a ânsia foi constante, no desejo
Comum dos nossos seres apaixonados...
Apenas um olhar ou terno beijo

Teriam destruído o sofrimento
Que haja, ao manter-nos separados,
Pondo á prova o nosso sentimento.
    

  




SOL da Esteva

Etiquetas: , , ,

57 Comentários:

Blogger Vera Luiza Vaz disse...

Todo o sentimento na expressão dos versos envolve a alma, o coração infinitamente enlaçados na paixão do amor...
Lindo lê-los nesta manhã outonal de garoa aqui...
Abraço, Sol!

26 de maio de 2012 às 11:56  
Blogger Vera Luiza Vaz disse...

Ah... linda seleção musical dos anos 60!!! Vivi esse tempo como uma jovenzinha cheia de sonhos...rsrsrs... Abraço!

26 de maio de 2012 às 12:00  
Blogger Célia Rangel disse...

Eu não sei se danço... ou leio seus belos poemas! Seleções fantásticas! Ecléticas. Transportam-me a uma juventude ali na minha esquina da vida! Obrigada, SOL! Bj. Célia.

26 de maio de 2012 às 14:47  
Blogger Yasmine Lemos disse...

recado no blog
bj

26 de maio de 2012 às 14:58  
Blogger Patricia disse...

Se lee en cada verso un amor profundo, un sentimiento apasionado. Gostei muito,
saludos,

26 de maio de 2012 às 16:46  
Blogger edumanes disse...

A causado do tormento não saber
Os motivos de sua causa também não
E quais foram os desgostos para sofrer
Serão mágoas que alimentam as ferida deixadas no coração!

Bom fim de semana,
um abraço
Eduardo.

26 de maio de 2012 às 18:07  
Blogger CamilaSB disse...

Um fluir de sentimentos cadenciados e apaixonados
nos versos de um lindíssimo soneto, tão belo como a magnífica
flor que o ilustra... gostei muito da sua poesia (temos em comum o gosto pelos sonetos) obrigada pelo carinho e volte sempre! Beijinho com amizade!

26 de maio de 2012 às 18:24  
Blogger Multiolhares disse...

quando os sentimentos são fortes tudo superam
bjs

26 de maio de 2012 às 18:26  
Blogger blog. da Tereza Maria disse...

Ola querido amigo
Passando por aqui para me deleitar nesse universo de poesias
Você escreve com o coração e faz das palavras uma teia de sentimentos quase tocáveis...
Um abraço Poético!

26 de maio de 2012 às 19:38  
Blogger Dad disse...

Lindo poema! Parabéns pela inspiração!
Beijinhos,

26 de maio de 2012 às 19:46  
Blogger Silenciosamente ouvindo... disse...

A sua poesia também é muito boa. Amigo, peço desculpa, não me lembro
se já inseri alguma poesia sua. Deveria ter feito um registo e
não o fiz e a minha memória "anda má". Mas, gostaria de inserir
uma poesia sua, se o amigo o permitir, com os devidos créditos.
Basta deixar-me um comentário.
E desculpe se me estou a repetir.
Um beijinho e bom fim de semana.
Irene Alves

26 de maio de 2012 às 20:42  
Blogger Maria Luiza disse...

Realmente não saber a causa de um tormento é demais! Logo vem a inquietação a ansiedade de querer tudo resolver. e enquanto isso não sai, não sossegamos. Tudo isso nos seus versos! lindo fds e um abração!

26 de maio de 2012 às 21:34  
Blogger *Simone Poesias* disse...

Maravilhoso poema, inspirador!
Bjinhos amigo XD

26 de maio de 2012 às 21:43  
Blogger Tunin disse...

Músicas extasiantes, poema poeticamente correto. O que fazer? Sentar no safá, tomar um gole de vinho e degustar deliciosamente o poema, ouvindo as belas páginas musicais.
Abração.

26 de maio de 2012 às 21:54  
Blogger Jossara Bes disse...

Sol, Querido!

Por vezes posso ser repetitiva!
Me perdoe!
O que fazer se me encanta seu "poetar"?
Então, só posso repetir...lindissimo!
Tenha um ótimo fim de semana!
Beijos!

26 de maio de 2012 às 23:00  
Blogger MA FERREIRA disse...

Lindo teu soneto Sol!!
Amei!
Bjs

26 de maio de 2012 às 23:36  
Blogger Zilani Célia disse...

OI SOL!
SE O AMOR FOR VERDADEIRO, A DISTÂNCIA TRARÁ SOFRIMENTO, MAS NUNCA O DESTRUIRÁ.
LINDOS VERSOS.
ABRÇS

zilanicelia.blogspot.com.br/
Click AQUI

26 de maio de 2012 às 23:47  
Blogger Mery disse...

Ah, se o desejo é comum por que ficar "separados?
Será que entendi bem...mas quem entende de paixões amores só poetas abem perceber certas coisinhas que nem vemos; o amor nos cega.
Beijinho da Mery*
Uma boa noite de sábado e ótimo domingo, de muita Paz!
Mery*

26 de maio de 2012 às 23:48  
Blogger AFRICA EM POESIA disse...

o Amor não se explica sente-se
um beijo grande para ti...

27 de maio de 2012 às 00:19  
Blogger Carla Fernanda disse...

O amor foge sempre do controle e leva-nos por terrenos desconhecidos, de incertezas, expectativas...

Bom fim de semana!

27 de maio de 2012 às 00:34  
Blogger Henrique ANTUNES FERREIRA disse...

Solamigo

Todos temos um nosso sofrimento
Que dá cabo de nós, que nos sufoca
Quando a dor nos impede um só momento
De sofrer e de manter calada a boca

Já está. Foste tu quem começou e eu que nunca fui, sou e serei poeta, cheguei a isto. Isto quer dizer apenas uma quadra mas que me deu um tamanho sofrimento para a fazer que te juro neste preciso momento que nem sei o que me está a acontecer.

Mais um soneto bonito e o resto são tretas.

Abç

27 de maio de 2012 às 00:40  
Blogger Cristina disse...

Que maravilla! Un placer leerte, te dejo un fuerte abrazo.
Bonito domingo.

27 de maio de 2012 às 03:01  
Blogger Dorli disse...

Olá sonho:
Tu vais de poesia e eu de contos(2novos)
Tu és um verdadeiro poeta e eu vivo à recordar
Suas poesias são sutis, essa principalmente que fala de sentimento, esse tal "bixo" nos atormenta eternamente, amando, sofrendo, ganhando, perdendo, tudo isso é o bálsamo das nossas vidas.
Um bom domingo para ti
Abraços
Lua Singular

27 de maio de 2012 às 03:05  
Blogger Luar disse...

Sol

O amor nos põe à prova tantas vezes.
Mas quando é puro e verdadeiro supera todas as adversidades.
Mesmo que doa mais que a própria dor.
Beijinho

27 de maio de 2012 às 12:00  
Blogger Magia da Inês disse...

♫♫♪¸.•°`Soneto lindo!
Fotografia tão linda quanto o soneto.
Bom domingo!
Boa semana.
Beijinhos.
Brasil°º✿
¸¸.º°❤
°º✿

27 de maio de 2012 às 13:34  
Blogger Sandra Subtil disse...

Profundo o sentimento, oceânica a escrita.
beijinho

27 de maio de 2012 às 14:38  
Blogger António Manuel Conceição Santos disse...

Meu caro amigo Sol da Esteva...
Se há quem descreva tanto amor com ardor e sentimento, tu és um deles.
Não te cansas de sonetar o "amor" e isso é bom, refresca-nos a alma e dá-nos a sensação de que existe algo para além daquilo que nós tanto gostamos, oui seja, de amar.
Parabéns.
Tomanel
Um abraço cá do Algarve

27 de maio de 2012 às 15:26  
Blogger Everson Russo disse...

Tormentos, dores e inquietudes da alma sempre farão parte do caminho,,,da vida,,,das paisagens interiores...abraços fraternos de bom domingo e uma bela semana pra ti amigo.

27 de maio de 2012 às 16:03  
Blogger Elio disse...

Ciao Sol, oltre a farti i consueti complimenti per i tuoi testi, desidero anche ringraziarti per le continue visite sul mio blog. A presto.

27 de maio de 2012 às 16:46  
Blogger Simone MartinS2 disse...

Boa tarde...Sempre o amor não e mesmo?
Estamos sempre pondo a prova os nossos
sentimentos ou passando por provações
que o amor nos impõe...Enfim, algo tão
lindo e sublime, vive nos complicando.
Adore... abraços

27 de maio de 2012 às 17:19  
Blogger Smareis disse...

Sol,
Sempre maravilhoso o que escreve.Parabéns pela beleza do poema.
Falar de amor é crer na vida, na poesia, fazer laços de vento, travar arribações; sorver a luz do sol, e deixar pulsar o coração...

Grande beijo e ótima semana meu amigo.

28 de maio de 2012 às 05:47  
Blogger rosa-branca disse...

Olá amigo Sol, mais um maravilhoso soneto aos quais já nos habituou. Adorei como sempre. Beijos com carinho

28 de maio de 2012 às 18:54  
Blogger Leninha disse...

Teu poema me chega como o cantar dos pássaros,o barulho das ondas do mar e o perfume das rosas de maio.E tua melodia me aquece o coração...sempre.

Bjsssssss,
Leninha

29 de maio de 2012 às 04:24  
Blogger ana costa disse...

O amor sempre foi inspiração para poetas, músicos ou compositores...
Aqui neste teu poema ele é enaltecido de uma maneira brilhante...
Amei!
Beijo

29 de maio de 2012 às 08:46  
Blogger Mariangela disse...

Querido Sol!
Amor... o que passamos por ele,
o que esperamos dele...
não é preciso muito,
apenas um beijo.
Lindo seu amor, linda música...
Beijo,
Mariangela

29 de maio de 2012 às 11:58  
Blogger manuela barroso disse...

Os teus sonetos querido amigo, têm a ternura espontânea de quem supera a técnica do soneto e neles planta a nostalgia da ausência de um amor.
Arte e sensibilidade!
És um mestre!
Grande abraço

29 de maio de 2012 às 16:46  
Blogger Lúcia Bezerra de Paiva disse...

Interessante, como o tormento,
as dores de amor, de apaixonados,
faz brotar tanta beleza, tanta harmonia.
Que belo soneto, linda imagem, faz-nos sonhar acordados.

Você, SOL, é sentimento, enternecedor...

Beijo,
da Lúcia

29 de maio de 2012 às 17:15  
Blogger Rita disse...

Hoje vim te visitar e dizer que ter amigos
sempre presente deixando na minha pagina uma
palavra de carinho é muito gratificante Por isso agradeço de coração a sua amizade.
Parabéns por tudo que vc tem de bonito aqui
Deixo um abraço
de boa tarde
Bjuss
Rita!!!!!!

29 de maio de 2012 às 18:11  
Blogger Fernanda disse...

Amigo Sol!

Mal possa, falo contigo.
Obrigada pelo imenso carinho.
Beijo

29 de maio de 2012 às 19:18  
Blogger Evanir disse...

Sol ,meu amigo Sol.
Quanta saudades de ti infelizmente também estou passando por uma chuva bem difícil mais temos que enfrentar cada obstaculo que vem surgindo em nossas vidas.
Um beijo com infinita ternura,Evanir.

29 de maio de 2012 às 19:37  
Blogger Marcia disse...

Lindissimo encanto em palavras!

29 de maio de 2012 às 21:55  
Blogger Nilson Barcelli disse...

Às vezes não sabemos mesmo as causas dos nossos tormentos.
Mas sei que o teu poema é magnífico.
Um abraço, caro amigo.

29 de maio de 2012 às 22:51  
Blogger MARILENE disse...

Um olhar pode nos dar certezas e afastar amarguras. Muito lindo seu soneto. Consegue falar de dor com beleza. Bjs.

29 de maio de 2012 às 23:04  
Blogger mfc disse...

Um poema de amor encantado e terno... tal como sempre nos habituaste!

29 de maio de 2012 às 23:11  
Blogger Julio Vilar pereira Pinto disse...

Oh! meu amigo cada vez estás mais refinado na maneira de escrever.
Este poema é de uma profundidade que não tem fim. Ao lê-lo, arrepiei-me, pois fez-me sentir um turbilhão de recordações.
Que lindo é.
Parabens SOL

30 de maio de 2012 às 14:32  
Blogger Manuel Luis disse...

Esta tudo dito aqui nestes comentários. Sente-se!
Abraço

30 de maio de 2012 às 16:57  
Blogger edumanes disse...

Sim senhori acredito
Como se fala no Alentejo
Ser preciso o nosso grito
Para parar esse cortejo!

Tormento sufocante
Que nos impede de respirar
Desta gente bem falante
Que não sabem o país governar!

Bem falante digo eu
Talvez não seja bem assim
Das promessas se esqueceu
Porque são gente ruim!

Obrigado pela visita,
boa quarta-feira
um abraço
Eduardo.

30 de maio de 2012 às 17:36  
Blogger ॐ Shirley ॐ disse...

Lindo soneto, Sol. Beijos!!!

30 de maio de 2012 às 18:44  
Blogger Tunin disse...

Passando para te deixar um grande abraço.

30 de maio de 2012 às 19:15  
Anonymous Anónimo disse...

Amigo, precisamos sempre de ser fortes!
raramente a vida nos corre de feição...somos eternos sobreviventes.
Belo poema!

30 de maio de 2012 às 20:49  
Blogger Lilá(s) disse...

Este poema é de uma profundidade incrível!!
Sempre o amor pondo à prova os nossos
sentimentos...
Bjs

31 de maio de 2012 às 00:38  
Blogger ELAINE disse...

Profundo, lindo e triste! Querido amigo, abraço carinhoso!
Uma iluminada quinta-feira!
Elaine Averbuch Neves
http://elaine-dedentroprafora.blogspot.com.br/

31 de maio de 2012 às 07:30  
Blogger Anne Lieri disse...

Bastava um simples beijo!Lindo soneto!Bjs e meu carinho!

31 de maio de 2012 às 15:37  
Blogger David C. disse...

Bien intenso poema.
Saludos
David

1 de junho de 2012 às 13:52  
Blogger Leninha disse...

Amigo Sol,

Impressionante com sabes retirar do sofrer um poema de tal magnitude.E com tal intensidade,que nos fazes partilhar o teu sentimento e,com emoção,sentir a tua dor.
Tens a alma de poeta e isto a todos encanta...bardo,menestrel,poderias viver nos reinos antigos,cantando a dor,a beleza e o amor de príncipes e princesas...
Ah,Sol e tuas palavras em meu cantinho me tornam "iluminada"pela tua Luz...obrigada,meu querido.
Bjssssss,
Leninha

1 de junho de 2012 às 19:08  
Blogger Carolina disse...

Ola Sol, belho poema, intenso, hay beleza em el dolor..
Saludos.

1 de junho de 2012 às 21:26  
Blogger Sonhadora disse...

Meu querido amigo

Cantas o amor num poema sublime...numa intensidade imensa, adorei.

Um beijinho com carinho
Sonhadora

2 de junho de 2012 às 03:05  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial