SEJAM MUITO BEM VINDOS A ESTE BLOG!--------ABRAÇOS,------SOL da Esteva

sábado, 8 de junho de 2024

A História irá contar

 

 

Herói, de um feito manifesto,
É justiça ser condecorado.
Mas traidor, há pouco assinalado,
Só por conivência que detesto.

E Camões, no seu lugar de Paz,
Revolveu-se pelo que acontece.
Ordem de Camões, quem a merece?
A sua menção não satisfaz

A quem desconhece o seu lugar.
Um dia, a História irá contar
Dos feitos tão mal justificados.

Soldados, serviram a Nação
Sobrando-lhes só a ilusão
De, em vida, serem justiçados.
 


SOL da Esteva 

Etiquetas: , , ,

11 Comentários:

Blogger Vivir y dejar Vivir...Liz disse...

Querido amigo, precioso y triste poema.
Abrazos y te dejo un 💋🌹

8 de junho de 2024 às 14:18  
Blogger Roselia Bezerra disse...

Boa tarde de sábado, amigo Sol da Esteva!
Uma homenagem merecida... apesar da nuance do final do poema mostrar e desejar uma realidade que pode não ter acontecido.
Sejam valorizados os que lutaram pela pátria numa época tão cheia de conflitos.
Hoje em dia, não estejamos muito diferentes talvez...
Valeu a bela e sentida menção poética que você fez ao gigante Poeta.
Tenha um final de semana abençoado!
Abraços fraternos de paz

8 de junho de 2024 às 15:10  
Blogger La Gata Coqueta disse...

Sé feliz, porque la piedra nunca es tan grande, porque las injusticias se pagan, porque el dolor se supera, porque la verdad, insiste... porque los errores te enseñan, y porque nadie es perfecto. La vida siempre da una segunda oportunidad para todo y pone a cada uno donde debe estar...

Un fuere abrazo y un feliz domingo amigo.

Mari

8 de junho de 2024 às 22:22  
Blogger J.P. Alexander disse...

Profundo poema de una realidad injusta. Te mando un beso.

9 de junho de 2024 às 00:34  
Blogger Reflexos Espelhando Espalhando Amig disse...

Bravíssimo Sol!
Fantástica e rica publicação!
Muito obrigada por
nos brindar assim tão
generosamente.
Bjins
CatiahoAlc.

9 de junho de 2024 às 00:54  
Blogger Maria Rodrigues disse...

A injustiça encontra-se por todo o lado.
Um soneto sublime!
Beijinhos

9 de junho de 2024 às 11:16  
Blogger Tais Luso de Carvalho disse...

Belíssimo e dolorido soneto. Aqui também sentimos essa dor, frustração, uma fé que não se concretiza...e assim vamos remando com o coração apertado, em cada promessa que vem, dessa turma que uma vez acreditamos. Coisas semelhantes, meu amigo. Desilusão vem a galope! E de todos os lados.
Uma boa semana, meu amigo Sol. Paz e saúde!
Bjs.

10 de junho de 2024 às 01:27  
Blogger madrugadas disse...

Também vivo essa dor e desilusão. Desencanto de soldados esquecidos, traídos e humilhados.

10 de junho de 2024 às 10:58  
Blogger Jaime Portela disse...

Há injustiças que perduram estranhamente.
Excelente soneto, gostei de ler.
Boa semana.
Abraço.

10 de junho de 2024 às 12:53  
Blogger Nova Rio Redondo disse...

This is my first time visiting this blog, nice to meet y. salam kenal

10 de junho de 2024 às 21:15  
Blogger Lucinalva disse...

Bom dia, Sol
Um poema reflexivo, desejo tudo de bom para você e família, abraços.

11 de junho de 2024 às 14:55  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar feedback [Atom]

<< Página inicial