SEJAM MUITO BEM VINDOS A ESTE BLOG!--------ABRAÇOS,------SOL da Esteva

sábado, 6 de agosto de 2022

Segredos para uma Vida

                                                     © SOL da Esteva - Acordar Sonhando
 
 

Embalo meus sonhos de criança
Como se eles fossem sempre vivos.
Neles, recriei uma aliança
E tornei meus dias afectivos.

Hoje espelho, em quem me descende,
Os meus sonhos que me dão viver.
A Vida só ensina a quem aprende
Ou tenha a ventura de aprender.

Milagres, quando a Alma os sentir,
São segredos para uma Vida.
Guardá-los na sombra do porvir

É saber que podem ser tesouro
Para além da certa despedida
E valem bem mais que o vil ouro.



SOL da Esteva

 

Etiquetas: , , ,

18 Comentários:

Blogger - R y k @ r d o - disse...


.Soneto deslumbrante que me fascinou o ego ler. O meu elogio

Feliz fim de semana… abraço poético
.
Pensamentos e Devaneios Poéticos
.

6 de agosto de 2022 às 15:56  
Blogger madrugadas disse...

Deslumbrante poema - Recordações que nos transportam aos nossos sonhos de meninos e nos dão força para paartilhar esses momentos de felicidade.

6 de agosto de 2022 às 17:52  
Blogger Roselia Bezerra disse...

Milagres, quando a Alma os sentir,
São segredos para uma Vida.

Boa noite de sábado, amigo Sol da Esteva!
Deixemos bons segredos aos descendentes nossos a fim de melhorar a qualidade de vida deles.
Linda mensagen poética!
Tenha um domingo abençoado!
Abraços fraternos

6 de agosto de 2022 às 18:49  
Blogger Sonhadora (Rosa Maria) disse...

Meu querido amigo ... Voltando com muitas saudades. Depois de tantos anos sinto que estou regressando a CASA. Estou abrindo a porta à amizade linda que construímos aqui . Deixo o meu carinho e um beijinho.

6 de agosto de 2022 às 22:38  
Blogger J.P. Alexander disse...

Profundo poema. Dar amor y no hacer daño a nadie te hace feliz te mando un beso.

7 de agosto de 2022 às 02:44  
Blogger Isa Sá disse...

Bonito poema!
Isabel Sá
Brilhos da Moda

7 de agosto de 2022 às 09:20  
Blogger Cidália Ferreira disse...

Poema brilhante!!
-
Procuro nas brechas do meu tempo

Bom Domingo. Beijos

7 de agosto de 2022 às 18:11  
Blogger MARILENE disse...

O que guardamos da infância não perdemos. E os valores que lá adquirimos vamos passando, naturalmente. Lindos versos, meu amigo! Abraço.

7 de agosto de 2022 às 19:34  
Blogger La Gata Coqueta disse...

"Pequeños gestos, pequeñas palabras, pequeños actos, pequeñas demostraciones. Esto hace que todo sea valioso y verdadero."

La vida es un sueño donde nos trae siempre el recuerdo de la niñez...

Un abrazo amigo y una feliz semana.

Mari

7 de agosto de 2022 às 20:26  
Blogger Maria Rodrigues disse...

Há que aprender a bem viver e apreciar e guardar no coração, cada bom momento que a vida nos oferece.
Maravilhoso soneto.
Beijinhos

7 de agosto de 2022 às 21:24  
Blogger Vicky Cahyagi disse...

Great poem with good motivation. Stay healthy and success for your blog

8 de agosto de 2022 às 08:36  
Blogger Juvenal Nunes disse...

Muito bom texto, a espelhar de forma clara os ensinamentos de uma vida.
Abraço amigo.
Juvenal Nunes

8 de agosto de 2022 às 09:45  
Blogger Jaime Portela disse...

Na vida, os exemplos que se deixam é a melhor herança.
Excelente soneto, os meus aplausos.
Boa semana, caro Oliveira.
Um abraço.

8 de agosto de 2022 às 12:13  
Blogger São disse...

Sim, existem coisas que valem bem mais do que ouro...

Abraço , feliz semana

8 de agosto de 2022 às 18:56  
Blogger Jose Ramon Santana Vazquez disse...

hermoso soneto donde se unen los secretos que dan vida al ser humano basados en el amor y refrendados por tan bellas palabras mi querido amigo poeta Sol da Esteva , feliz fin de semana y un fuerte abrazo . jr.

11 de agosto de 2022 às 16:56  
Blogger Pedro Luso de Carvalho disse...

Olá, poeta,
a criança sempre acompanhará o poeta por todas as fases
de sua vida, mesmo que às vezes possa parecer distante
ou ausente, mas não estará ne distante nem ausente, estará
em alguma parte da memória do poeta.
Aplausos para o belo poema!
Um ótimo fina de semana,
um abraço.

11 de agosto de 2022 às 21:52  
Blogger Tais Luso de Carvalho disse...

Olá, querido poeta, que terno poema, cheio de encantos
pois as lembranças de nossa infância são as mais belas,
as mais puras, eram sonhos que enquanto crianças sempre acreditávamos que mais à frente, quem sabe não iriam acontecer?
Agora sonhamos, mas sabemos o que são sonhos, sabemos que conforme, não acontecerão, são enganos do nosso cérebro, e mesmo assim, queremos sonhar. Interessante isso.
Belíssimo poema, amigo Sol!
Aplausos.
Um feliz final de semana!
Beijo, amigo.

11 de agosto de 2022 às 23:04  
Blogger Olinda Melo disse...

Olá, Sol da Esteva
Projectamos os nossos sonhos nos que descendem de nós,
e neles almejamos a sua realização. São os nossos milagres,
e guardamo-los para toda a vida.
Abraço
Olinda

12 de agosto de 2022 às 15:23  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar feedback [Atom]

<< Página inicial