SEJAM MUITO BEM VINDOS A ESTE BLOG!--------ABRAÇOS,------SOL da Esteva

sábado, 17 de abril de 2021

Por desgraça

                                       © SOL da Esteva - Acordar Sonhando

 

    
Sempre a boa raiz 
Deu qualidades á fruta,
Como imagem de Juiz
No final duma disputa.

Pois, com a Justiça cega,
Como será que nos vê?
Que caminhos ela emprega
Apenas pelo que lê?

Eu sei que quem investiga
É fruta de qualidade
No seu dizer a verdade.

Mas nem a tudo se obriga
Que a moral duma história
Tenha por desgraça a glória.
 


SOL da Esteva

 

Etiquetas: , , ,

14 Comentários:

Blogger A Paixão da Isa disse...

é verdade amigo por vezes a justiça ela nao é justa mas quem somos nòs bravo pelo lindo poema bjs

17 de abril de 2021 às 10:43  
Blogger SARA disse...

Amigo muito obrigada pelas palavras que deixou no meu cantinho o teu poema é muito lindo eu amei como és um grande poeta um bjo um lindo fim de semana com paz e amor.

17 de abril de 2021 às 13:12  
Blogger lua singular disse...

Oi Sol,
A justiça caminha mais devagar que um cavalo comum.
Eu brigo pelos meus direitos e sempre ganhei. Já cheguei ao ir ao INSS todos os dias até que se cansaram e resolvera me dar minha aposentadoria. Eu disse ao juiz: eu não dou moleza nem ao Diabo.
Abraços
Lua Singular

17 de abril de 2021 às 18:09  
Blogger Juvenal Nunes disse...

Há algo de profético no titulado do blog; vale mais acordar sonhando, do que viver dormindo.
Abraço amigo.
Juvenal Nunes

17 de abril de 2021 às 19:22  
Blogger Cidália Ferreira disse...

Gostei tanto do seu poema!! :) Obrigada pela partilha!

-
SINTO FALTA...
-
Beijos, e um excelente fim de semana.

17 de abril de 2021 às 21:50  
Blogger Hada de las Rosas disse...

Que tal, boa noite amigo!
a justiça nao e apenas cega, mas
tambem paralisada creo yo, mas suas palavras encontro sabedoria
energia e esperanza, e um belo contraste
com esses tempos dificeis e deprimentes.
Um grande beijo ┊ ┊ ┊ ┊ ┊
┊ ┊ ✫ ˚ ♡ ⋆。 ❀
┊ ☪︎⋆

┊. ˚

18 de abril de 2021 às 03:23  
Blogger Maria Rodrigues disse...

Um poema espectacular!
Bom domingo
Bjs

18 de abril de 2021 às 16:26  
Blogger Dalva Rodrigues disse...

Pois é meu amigo, não é a justiça que não é justa, são os homens, devemos preservar as boas instituições e estarmos atentos para que tudo seja transparente e possamos coibir os abusos.
O ser humano tem a potencia de ser corruptível e mau, nem mesmo em plena pandemia a ganância ficou adormecida. Como diz o ditado: O hábito não faz o monge. Nem toga faz o juiz, bem o sabemos.
Gostei muito da poesia, abraço e boa semana!

18 de abril de 2021 às 21:21  
Blogger Isa Sá disse...

Bonito poema.

Isabel Sá  
Brilhos da Moda

19 de abril de 2021 às 08:26  
Blogger Olinda Melo disse...

Pois é, amigo Sol das Estevas. A Justiça sujeita a interpretações
e poder discricionário leva-nos por caminhos sombrios.
Um belo e oportuno poema.
Abraço
Olinda

19 de abril de 2021 às 18:44  
Blogger Alfa & Ômega disse...

Olá, meu amigo, há muito não o visito. minha saúde anda meio que fragilizada. Em tratamento. Sua poesia entrou profundo no poder da justiça! Muito legal. Grande abraço!

19 de abril de 2021 às 20:25  
Blogger Roselia Bezerra disse...

Olá, amigo Sol da Estevas!
Justiça divina é incontestável...
A humana pode falhar sim.
Tenha dias abençoados!
Abraços fraternos

20 de abril de 2021 às 12:00  
Blogger Sinval Santos da Silveira disse...

Iluminado Poeta, Sol da Esteva !
Eis um autêntico questionamento, em
ritmo poético,aos feitos da Justiça.
Para quem vence a demanda, o Juíz lhe
parece um Deus !
Ao vencido, não tem jeito, sua aparênia
é de um demônio...
Belo Poema,amigo ! Parabéns !
Uma ótima semana, com saúde e alegria.
Um fraternal abraço, aqui do Brasil !
Sinval.

20 de abril de 2021 às 20:55  
Blogger Fá menor disse...

Muito belo e verdadeiro poema!

Andamos tão mal servidos de justiça!...

Tudo de bom!
Beijinhos.

21 de abril de 2021 às 14:53  

Publicar um comentário

Subscrever Enviar feedback [Atom]

<< Página inicial