SEJAM MUITO BEM VINDOS A ESTE BLOG!--------ABRAÇOS,------SOL da Esteva

sábado, 9 de janeiro de 2021

O que há

                                      © SOL da Esteva - Acordar Sonhando

   

Foi-se o Verão, Natal e Novo Ano;
Houve ilusão e alguma fantasia.
As Esperanças foram-nos engano
Como a expectativa de alegria.

Estar vivo, já é uma victória
Ao tempo assassino que espreita.
Todo aquele que se iludiu na glória
Poderá não ser livre da maleita.

O que mais grassa entre toda a gente,
É o medo, o terror, a insegurança...
O que há, por demais inconsistente,

Não acredita o estado real
Em conduzir a nossa confiança
E garantindo a Vida em Portugal.

 
 
SOL da Esteva

 

Etiquetas: , , ,

21 Comentários:

Blogger ematejoca disse...

Na maioria da população alemã não grassa medo, terror, insegurança, que são ingredientes que não ajudam nada a superar a crise em que nos encontramos.
Desejo que a vida em Portugal seja partilhada na confiança de dias melhores.

Saudações de Düsseldorf.

9 de janeiro de 2021 às 07:56  
Blogger chica disse...

Aqui no Brasil, o medo está sempre presente.Temos que temer até as palavras do governante...Linda poesia! abraços,chica

9 de janeiro de 2021 às 08:53  
Blogger Dalva Rodrigues disse...

Temos que temer, certamente, ou não nos protegemos, sem contar que não é sábio confiar simplesmente nas palavras/ordens dos governantes.
Só sairemos "bem" dessa com todas as partes envolvidas fazendo sua parte com racionalidade e efetividade.
Adorei o soneto, sol, parabéns!

9 de janeiro de 2021 às 14:37  
Blogger La Gata Coqueta disse...

Estar vivos ya es una victoria siendo agradecidos cada mañana....

Por lo demás estamos pasando por un proceso no muy agradable que al igual que las tormentas en algún momento sucumbirá...

Hay que pensar en positivo sabiendo cuidarse del mismo modo que cuidamos a los demás para no contagiarse, ni contagiar...

Gracias amigo por continuar poniendo luz y color a quienes no terminan de ver la luz al final del túnel.

Bendiciones
y un feliz fin de semana.

Mari

9 de janeiro de 2021 às 16:03  
Blogger A Paixão da Isa disse...

é verdade estar vivo é tao bom bravo mais um lindo poema bjs saude

9 de janeiro de 2021 às 16:57  
Blogger MARILENE disse...

Seus versos, que abordam a realidade, ficaram ótimos. O calendário não nos traz o que desejamos e não se importa se o ano é novo ou velho. O medo e a insegurança continuam presentes, a nos assombrar. A cada dia, temos que agradecer por estarmos vivos. Bjs.

9 de janeiro de 2021 às 20:22  
Blogger Nal Pontes disse...

Este comentário foi removido pelo autor.

9 de janeiro de 2021 às 21:03  
Blogger Gracita disse...

Olá amigo Sol
Vivemos tempos difíceis! Mas precisamos acreditar e confiar que dias melhores virão. Gratos devemos ser pois estamos vivos e com fé e oração aqui estaremos acompanhando as mudanças que essa maleita nos trouxe e ainda vai nos trazer
Bom fim de semana amigo
Beijinhos

9 de janeiro de 2021 às 21:04  
Blogger Nal Pontes disse...

Uma poesia que bem retrata a nossa realidade. O medo que está sempre presente. Te desejo sucesso na sua vida e no seu cantinho. Feliz 2021 Abçs

9 de janeiro de 2021 às 21:04  
Blogger lua singular disse...

Sol,
Gostei do seu grito de verdade.
Estou sem esperanças de um Mundo melhor.
Beijos no coração
Lua Singular

9 de janeiro de 2021 às 22:45  
Blogger Megy Maia disse...

Boa noite!
Tanta verdade nas suas palavras, Sol!
Um grito de revolta mora nas nossas vidas!
Que venham notícias mais justas e verdadeiras!
Um abracinho recheado de esperança!
Megy Maia💛🌟💛

9 de janeiro de 2021 às 23:32  
Blogger Hada de las Rosas disse...

💛💐🌺Arriba los corazones,
alcemos la voz
por un mañana mejor
Beijos con amor para Sol 💛💐🌺

10 de janeiro de 2021 às 02:24  
Blogger madrugadas disse...

Reais estes versos despidos do amor do Natal e das esperanças bo novo ano.

10 de janeiro de 2021 às 07:24  
Blogger Isa Sá disse...

Bonito poema.

Isabel Sá  
Brilhos da Moda

10 de janeiro de 2021 às 08:47  
Blogger Cidália Ferreira disse...

Um poema muito bonito!! ;))
--
Um frio glacial. Uma lareira acesa, e dois dedos de prosa
*
Beijo e uma noite feliz.

10 de janeiro de 2021 às 22:09  
Blogger João Santana Pinto disse...

Vivemos tempos de incerteza e vivemos ou pensamos estar apenas por vezes a sobreviver, mas a verdade é que aqueles que têm a sorte de poder estar confinados em casa, continuam a ter um mar de oportunidades e ocupações. Falta-nos a liberdade conhecida, é certo, mas resta-nos continuar a lutar por melhores dias e por vezes a melhor forma de ajudar é ficar em asa, resistir e fazer por nos mantermos ocupados (hoje temos argumentos que os nossos antepassados não tiveram aquando da gripe espanhola, por exemplo)
Abraço e que não falte a inspiração

11 de janeiro de 2021 às 09:43  
Blogger Maria Rodrigues disse...

Pertinente e belo soneto.
Vamos rezando para que o vírus não bata à nossa porta.
Beijinhos

11 de janeiro de 2021 às 16:30  
Blogger Tais Luso disse...

Tantos são os sentimentos nesse momento, também sinto medo, dúvida, insegurança, tristeza e um enorme desapontamento com muitos que nada fazem, e que não estão nem aí...muitos dos nossos governantes!
Uma boa semana, com saúde e paz!
bjus, amigo Sol.

12 de janeiro de 2021 às 13:35  
Blogger Sinval Santos da Silveira disse...

Amigo Poeta, Sol da Esteva !
O medo que habita aí, atravessou o Oceano e,
também, fixou residência aqui..
Seu tridente é enorme e afiado, impiedoso e
monstruoso, inefável e competente.
Parabéns !
Sinval.

12 de janeiro de 2021 às 14:08  
Blogger Fá menor disse...

Muito certeiro, amigo Sol.
Mas o Novo Ano ainda agora começou, esperemos que ele nos não seja velho e feio.

Beijinhos.

14 de janeiro de 2021 às 14:11  
Blogger CÉU disse...

Tudo indicava que após os festejos de natal e passagem de ano, a situação pioraria. As pessoas não respeitaram os conselhos da DGS e agora temos as consequências. Não me parece k haja assim tanto medo. O confinamento, que hoje começou é bem folgado e poucos ou nenhuns benefícios terá.

Beijos e bom final de semana, amigo Sol. BOM ANO NOVO, que está igual ao velho.

15 de janeiro de 2021 às 23:32  

Publicar um comentário

Subscrever Enviar feedback [Atom]

<< Página inicial