SEJAM MUITO BEM VINDOS A ESTE BLOG!--------ABRAÇOS,------SOL da Esteva

sábado, 12 de outubro de 2019

Nos tempos que viverei





Doo tanto ao meu Amor
E me empenho a desviá-lo…
Creio não saber domá-lo
Mas não me irei recompor.

O coração, minha dor,
(E eu não pretendo chorá-lo)
Desejaria alcançá-lo
Para além do meu terror.

Nem preciso identidade
Para viver descansado
Com pouca felicidade.

Nunca mais libertarei
O pensar de ser pensado
Nos tempos que viverei.



SOL da Esteva

Etiquetas: , , ,

23 Comentários:

Anonymous alfacinha disse...

Um poeta sabe brincar virtuosamente com metáforas de sentimentos que só poetas conseguem inventar.

12 de outubro de 2019 às 11:58  
Blogger Cidália Ferreira disse...

Um poema poderoso!! Amei!

Beijos
Bom fim de semana

12 de outubro de 2019 às 14:59  
Blogger Gracita disse...

O sentimento amor explicitados em metáforas esplêndidas
Deixar transparente o amor e vivenciar todas as emoções dele advindas
Um poema soberbo amigo Sol
Beijos

12 de outubro de 2019 às 16:59  
Blogger Mariazita disse...

Um poema que requer mais do que uma simples leitura, para se apreender verdadeiramente o seu sentido.
Brincas com as palavras duma forma magistral.
Excelente!

Desejo bom Fim-de-semana
Beijinhos
MARIAZITA / A CASA DA MARIQUINHAS

12 de outubro de 2019 às 17:49  
Blogger Diná Fernandes disse...

Querido poeta Sol de Esteva,
Gostei imenso de como jogaste com as palavras.
Destaco:
"Nunca mais libertarei
O pensar de ser pensado
Nos tempos que viverei."

Grata por tã bela leitura.

Bom find amigo!

Bjss

12 de outubro de 2019 às 19:04  
Blogger lua singular disse...

Oi Sol,
Uma quadra tristinha, mas linda no que concerne.
Gostei muito
Beijos no coração
Lua Singular

13 de outubro de 2019 às 02:55  
Blogger Hada de las Rosas disse...

Esse detalhe grandioso destas palvaras de amor, de pasion, incluso de temor hacen toda a magia acontecer
Uma boa semana pra voce!

13 de outubro de 2019 às 03:09  
Blogger madrugadas disse...

Ninguém entende o amor.
O amor vive-se. É uma vida interior.

13 de outubro de 2019 às 04:57  
Blogger María Dorada disse...

Intensos sentimientos.

Me ha encantado el poema.

Besos.

13 de outubro de 2019 às 07:52  
Blogger Paula McGill disse...

Sem comentarios... mesmo!

13 de outubro de 2019 às 14:20  
Blogger Tais Luso disse...

Muito bonito, para ler e reler, pegar o sentido das belas palavras!
Destaco,

"Nem preciso identidade
Para viver descansado
Com pouca felicidade."
beijo, Sol, uma ótima semana!

14 de outubro de 2019 às 01:49  
Blogger La Gata Coqueta disse...

Profundas palabras que son labradas sobre un lienzo en blanco dando forma a la poesía, sentimientos que van dejando huella en el corazón de quienes las escriben...

Te felicito amigo!

Un fuerte abrazo y una feliz semana!

Mari

14 de outubro de 2019 às 12:54  
Blogger manuela barroso disse...

O tema amoroso enlaçado com o soneto num bailado tão harmonioso!
Bji, Sol!

15 de outubro de 2019 às 22:57  
Blogger Olinda Melo disse...

Olá, Sol da Esteva

E assim é o Amor, que muitas vezes se compraz em não se fixar na pessoa a quem amamos, por motivos que nem nós compreendemos. E a vida vai passando, perdendo o tempo que não abunda, quando tudo poderia ser tão simples.

Gostei muito do seu poema, meu amigo, cantando o Amor e os seus desencontros.

Abraço

Olinda

17 de outubro de 2019 às 10:40  
Anonymous Arte & Emoções disse...

Olá amigo! Passando para te cumprimentar e apreciar este teu belo e profundo soneto.

Abraços e muita paz para ti e para os teus.

Furtado

17 de outubro de 2019 às 20:27  
Blogger Jaime Portela disse...

Mais um brilhante soneto.
Parabéns pelo talento e inspiração.
Caro amigo, continuação de boa semana.
Abraço.

17 de outubro de 2019 às 20:38  
Blogger CÉU disse...

Olá, meu querido amigo!

Nos tempos que viverá, e que serão ainda muitos, dê amor. Se receber, tanto melhor, caso não, fique com o coração cheio de certezas e de vida.

Beijos e bons sonhos.

18 de outubro de 2019 às 00:41  
Blogger Fá menor disse...

Belo!
O Amor é o que nos suporta o caminhar.

Bom fim-de-semana, amigo!

Beijinhos.

18 de outubro de 2019 às 15:50  
Blogger Daniela Silva disse...

Bela inspiração :)

Beijinho | danielasilva-oficial.blogspot.com

18 de outubro de 2019 às 16:03  
Blogger María Dorada disse...

A veces con poco se es feliz, y es como más se valora la vida.

Tienes sentimientos muy intensos que llegan amigo.

Muy bello también este poema.

Gracias por visitar mi blog.

Estoy mirando a ver si tienes lista de seguidores pero no lo veo.

Besos.

19 de outubro de 2019 às 11:05  
Blogger Sinval Santos da Silveira disse...

Poeta/Amigo, Sol da Esteva !
Amar a vida, sem temor, com coragem
e resignação...
Parabéns pelo belo poema !
Uma feliz semana e um fraternal
abraço, aqui do Brasil !
Sinval.

20 de outubro de 2019 às 16:54  
Blogger SILO LÍRICO - Poemas, Contos, Crônicas e Outras disse...

Parabéns pelo teu dia,
Oh poeta criativo!
Hoje existe mais motivo
Para compor poesia.

O poeta quando cria
Abre uma porta ao cativo
Coração sem lenitivo
Sem fé e sem alegria!

O poeta é até um santo
Quando cria, por encanto,
O encantamento da luz

Poética que como o canto
É cantado e vai ao pranto
Pela emoção que seduz.

Grande abraço! Laerte.

20 de outubro de 2019 às 19:23  
Blogger A Casa Madeira disse...

Nem preciso identidade para viver descansado... bonito isso!
abçs.

24 de outubro de 2019 às 20:08  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial