SEJAM MUITO BEM VINDOS A ESTE BLOG!--------ABRAÇOS,------SOL da Esteva

sábado, 6 de outubro de 2018

O meu Padrão





O meu peito em frente avança  
Como se fosse um soldado.
Não tomará aliança
Vinda de qualquer lado.

Que a Paz nos seja forte
E gentes, com harmonia,
Não se lamentem da sorte:
Renovem sua alegria.

Até haver conquistado
O meu reduto de dor,
Jamais estive parado.

Quero o meu Padrão na Terra
A marcar o meu Amor
Para se abolir a guerra.


SOL da Esteva

Etiquetas: , , ,

13 Comentários:

Blogger Gil António disse...

Bom dia:- Brilhante ... Fabuloso.
.
* Amor Fogueado em Chama *
.
Feliz fim de semana.

6 de outubro de 2018 às 10:11  
Anonymous alfacinha disse...

Que a maioria calada planta um padrão na terra com o título
" nunca mais gueirra ".
Bjos

6 de outubro de 2018 às 16:21  
Blogger lua singular disse...

Oi Sol,
Seria bom se nosso viver seguisse um padrão de honestidade. Tenho pena nos que estão nascendo agora.
Beijos no coração
Lua Singular

6 de outubro de 2018 às 17:12  
Blogger Cidália Ferreira disse...

Este poema é um esmero! Parabéns!!|
És o meu farol, o meu mar de emoções...
Beijos - Boa noite - Bom fim de semana.

6 de outubro de 2018 às 20:41  
Blogger Célia Rangel disse...

O "Padrão" da paz, pelo amor que nos envolve é pertencer ao signo da construção generosa aqui na Terra de todos nós!
Abraço.

7 de outubro de 2018 às 01:34  
Blogger Janita disse...

Querer é poder, meu Amigo.
Tenho a certeza que, vindo de ti, só poderão vir dias de Paz e Amor.
A tua poesia é, toda ela, uma estrada de Luz.

Beijos, dias bons e felizes, SOL.

7 de outubro de 2018 às 15:49  
Blogger Gracita disse...

Quem luta com bravura pelo quer com certeza há de alcançar
Linda poesia amigo
Beijos e bom final de somingo

7 de outubro de 2018 às 18:10  
Blogger Maria Rodrigues disse...

Sentido e belo soneto.
Beijinhos
Maria
Divagar Sobre Tudo um Pouco

7 de outubro de 2018 às 23:31  
Blogger Majo Dutra disse...

PAZ É UM TEMA QUE TAMBÉM ME É MUITO CARO.
Saudações amistosas.
~~~~

8 de outubro de 2018 às 16:52  
Anonymous Arte & Emoções disse...

Que a Paz nos seja forte
E gentes, com harmonia,
Não se lamentem da sorte:
Renovem sua alegria.

"As montanhas suavizam-se a voz do posso e derretem-se a voz do quero". Edward Purinton. Querer é poder meu amigo. Lindo e profundo o teu soneto. Parabéns!

Abraços e uma ótima semana para ti e para os teus.

Furtado

8 de outubro de 2018 às 20:44  
Blogger Fá menor disse...

Muito belo!
Todos temos a nossa dose de dor e de padrão.

Beijinhos, amigo Sol!

12 de outubro de 2018 às 11:09  
Blogger Jaime Portela disse...

Um soneto magnífico, onde o domínio da palavra é evidente.
Gostei imenso, parabéns.
Caro amigo, um bom fim de semana.
Abraço.

12 de outubro de 2018 às 20:05  
Blogger Beatriz Bragança disse...

Amigo
Belo poema!
Já lutamos tanto, já nos vimos«em perigos e guerras esforçados, mais do que prometia a força humana», como dizia outro grande poeta, que está na hora de termos Paz.
Um abraço
Beatriz

17 de outubro de 2018 às 17:28  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial