SEJAM MUITO BEM VINDOS A ESTE BLOG!--------ABRAÇOS,------SOL da Esteva

sábado, 22 de setembro de 2018

Nosso alento





Diz-se, muitas vezes, que a Morte
É a nossa Vida que se dá.
Só um mero acaso ou até sorte
Deixa reviver-se o que não há.

O que nos rodeia e não se vê,
Seja sentimento ou só lembrança,
É fruto do Amor, como se crê,
Onde se guardou a Esperança.

E a Eternidade já presente
Manterá a força que se sente
E nos segurou todo o talento.

Desistir na dor que rói a Alma
Não nos trás a paz nem deixa calma
Para recobrar o nosso alento



SOL da Esteva

Etiquetas: , , ,

14 Comentários:

Blogger Mariazita disse...

Bom dia, SOL
Regressei de férias e, aos poucos, de acordo com as possibilidades de tempo, irei visitando e assim agradecendo, a todos que me visitaram na minha ausência, o que faço seguindo a ordem cronológica dos comentários.
Obrigada!

Os sentimentos e as lembranças não se vêem, a não ser no nosso coração e na nossa mente. E sim, neles reside a Esperança de que o Amor neles contidos não desapareça nunca, mas se mantenha até a Eternidade...
Adorei este belo soneto.

Aproveito para lembrar que no passado dia 1/9 publiquei o 3º. Capítulo de “SEGREDOS”, e no próximo dia 1/10 será publicado o 4º.

Bom Fim-de-semana
Beijinhos
MARIAZITA / A CASA DA MARIQUINHAS

22 de setembro de 2018 às 10:42  
Blogger Beatriz Bragança disse...

Amigo Sol
belo soneto!
Temos de manter sempre viva a Esperança, pois o Amor, esse, nunca desaparecerá.
Beijinho
Beatriz

22 de setembro de 2018 às 14:00  
Anonymous Arte & Emoções disse...

Amigo Sol! Mais uma vez, aqui me deparo com mais um dos teus belos e profundos sonetos, com ênfase para o quarteto abaixo:

O que nos rodeia e não se vê,
Seja sentimento ou só lembrança,
É fruto do Amor, como se crê,
Onde se guardou a Esperança.

Abraços e uma ótima semana para ti e para os teus.

Furtado
PS: Amanhã tem bolo no nosso humilde espaço. Passa lá para comer um pedacinho.

22 de setembro de 2018 às 16:03  
Anonymous Alfacinha disse...

Alento = corragem = força e o amor vencerá

Abraços e uma ótima semana

23 de setembro de 2018 às 09:08  
Blogger Cidália Ferreira disse...

Bom dia!
Excelente poema! Amei. A imagem é lindíssima!!
Página autografada...[Poetizando e Encantando]
Beijos e um excelente Domingo.



23 de setembro de 2018 às 10:48  
Blogger lua singular disse...

Oi Sol,
A dor na velhice é o me desespera, jura que gostaria de morrer, mas não é como a gente quer.Tomo remédios fortíssimos. Já rodei muitos médicos e nada.
Só passa quando adormeço e acordo cedo e ela me fazendo companhia.Pode?
Beijos
Lua Singular

23 de setembro de 2018 às 23:40  
Blogger Maria Rodrigues disse...

Há que manter sempre acesa a chama da esperança.
Maravilhoso soneto
Beijinhos
Maria
Divagar Sobre Tudo um Pouco

24 de setembro de 2018 às 18:12  
Blogger Smareis disse...

Um poema brilhante. Uma bonita imagem.
Como sempre sua poesia me encantou!
Um beijo, um sorriso e ótima semana!
Escrevinhados da Vida

24 de setembro de 2018 às 20:54  
Blogger La Gata Coqueta disse...

Hay que dejar que todo fluya y la vida va caminando hacía un final que ya esta escrito desde el día que hemos visto la primer luz...

Un abrazo y un feliz miércoles.

Mari

26 de setembro de 2018 às 09:57  
Blogger Rui Pires - Olhar d'Ouro disse...

Sublime composição!

Abraço
Rui
Olhar d'Ouro - bLoG
Olhar d'Ouro - fAcEbOOk

26 de setembro de 2018 às 16:02  
Blogger Quase Cinderela disse...

Adorei o poema!
Deixou-me a pensar
Muito obrigada
Abraço

26 de setembro de 2018 às 17:10  
Blogger Jaime Portela disse...

E o alento é uma coisa que não nos deve faltar.
Mais um excelente soneto. Gostei imenso, parabéns.
Caro amigo, um bom fim de semana.
Abraço.

28 de setembro de 2018 às 14:48  
Blogger A Casa Madeira disse...

certeza, para continuar caminhando.
tudo chega para todo mundo um dia.
Muito belo.
Boa entrada de mês de outubro.

28 de setembro de 2018 às 19:10  
Anonymous Arte & Emoções disse...

Olá amigo! Passando para agradecer mais uma vez, as carinhosas palavras, quando do nosso aniversário, meu e dos meus filhos, assim como agradecer, também, por me fazer entender a origem do SOL.

Abraços e muita saúde e paz para ti e para os teus.

Furtado

1 de outubro de 2018 às 21:54  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial