SEJAM MUITO BEM VINDOS A ESTE BLOG!--------ABRAÇOS,------SOL da Esteva

sábado, 6 de agosto de 2016

Como se o tempo não fosse...



 

Corre, corre coração,
Para o encontro, contente.
Deixa levar-te pela mão,
Como criança inocente...

Corre coração (num momento),
Sabe que esperam por ti
Em perpétua devoção
E um terno assentimento.

Vai, coração, a quem amas,
Pulsa (uníssono) com ela,
Abre-te de par em par,
Como se foras janela
Aonde vais respirar
Ou só dar uma olhadela.

O seu bater compassado
Acelera, quando, ao lado
Leva um Amor que adeja.
Não o deves controlar,
Porque, dentro, muito Amor,
Daquele Amor já sagrado,
É o que a Alma deseja.

Ah, Amor de coração,
O meu, seja bom e doce.
Aceita-o na tua mão,
Segura-o dentro do peito.
Aconchega-o a ti
E sente a sua emoção,
Como se o tempo não fosse...


SOL da Esteva

Etiquetas: , ,

13 Comentários:

Blogger Carmem Grinheiro disse...

Olá, Sol.
Belíssima inspiração. Li e reli, embalada no ritmo desse poema tão imbuído de amor:
"Abre-te de par em par,
Como se foras janela"
Coisa linda.
Visualizei um apaixonado a declama-lo à janela da amada, como era costume em tempo idos. Tempos que, talvez não fosse má ideia, resgatar para os nossos dias, tão carentes de sentimentos bons, vividos e cantados, a nos dar esperança e a fazer renascer a fé.
um abraço amigo

6 de agosto de 2016 às 19:17  
Blogger Fá menor disse...

Que o coração siga sempre no compasso do amor!

Bjs

6 de agosto de 2016 às 21:21  
Blogger Majo Dutra disse...

Só mesmo um amor absoluto e sem qualquer
reserva pode entregar-se tão completamente
e inspirar um poema tão sentido e belo.
Também muito interessante do ponto de vista formal...
Dias felizes.
Beijo, amigo.
~~~~~~~~

6 de agosto de 2016 às 22:34  
Blogger Célia Rangel disse...

Se não for "amor de coração" perde-se totalmente a ternura da espontaneidade!
Abraço.

7 de agosto de 2016 às 14:34  
Blogger Rui Pires - Olhar d'Ouro disse...

Maravilhoso! Encantador!
Boa semana e boas férias se for o caso.
Abraço

8 de agosto de 2016 às 15:54  
Blogger Mariangela do lago vieira disse...

Que lindo poema Sol.
E que bom este amor de coração.
Beijos, tudo de bom,
Mariangela

9 de agosto de 2016 às 18:57  
Blogger Luis Coelho disse...

Todo o amor passa pelo coração que pulsa com esses toques de afectividade e de simpatia pela parte amada.
Todos os teus poemas são construídos na base de um amor vivo.

9 de agosto de 2016 às 20:09  
Blogger Luis Coelho disse...

Todo o amor passa pelo coração que pulsa com esses toques de afectividade e de simpatia pela parte amada.
Todos os teus poemas são construídos na base de um amor vivo.

9 de agosto de 2016 às 20:09  
Blogger CÉU disse...

Que incentivo dá a esse coração! Aqui, entre nós, os corações, nem sempre nos obedecem.
Gostei da personificação k fez deste sublime órgão.

Agradeço visita e comentário.

Beijos, amigo Sol!

9 de agosto de 2016 às 21:19  
Blogger Smareis disse...

Olá Sol boa noite!
Um poema muito bonito. Amor de coração, esse sim é puro e verdadeiro.
Ainda não atualizei minha postagem, tive que fazer uma viagem de emergência, só agora estou chegando. Pelos próximos dias, ou no final de semana já deve ter atualização.
Abraços amigo!
Continuação de boa semana.

10 de agosto de 2016 às 21:11  
Blogger Maria Rodrigues disse...

Como é bom correr para o amor.
Magnifico poema
Um abraço
Maria

11 de agosto de 2016 às 22:05  
Blogger Odete Ferreira disse...

Tão doce, tão cantante!
Lindo, meu amigo :)

16 de agosto de 2016 às 01:18  
Blogger Luis Coelho disse...

Poesia mensageira de paz e amor
Momentos de reflexão e meditação.

9 de setembro de 2016 às 06:14  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial