SEJAM MUITO BEM VINDOS A ESTE BLOG!--------ABRAÇOS,------SOL da Esteva

sábado, 2 de julho de 2016

Tu, o sol e eu




O ar fresco da manhã,
banha o meu rosto
numa carícia do sol.

A esperança de encontrar,
no caminho,
o Amor que a Alma deseja,
sentindo o perfume doce, macio e puro,
das flores que se abrem para o dia.

O ar fresco da manhã,
num soluço de tempo,
percorre-me o corpo
e diz-me ser pouquinho
aquilo que respiro.

Os teus olhos,
tulipas de ouro,
se prendem em pétalas de fogo,
deixando que os lábios me beijem
na frescura da manhã nascente.

Sobre o riacho, em frente,
uma frágil neblina
não atrasa o caudal das águas.
E elas vão correndo neste início de manhã,
como o sangue corre pelas veias,
com Amor,
sem peias de gelo ou sol.

Dissipe-se a neblina,
chegue o que nos aquece a Alma
e nada impedirá
sentir no rosto a alegria,
a doçura dos lábios,
o carinho dos dedos,
a ausência dos medos...

Na frescura da manhã,
a felicidade de amar:
tu, o sol e eu.



SOL da Esteva

Etiquetas: , , ,

22 Comentários:

Blogger Majo Dutra disse...

Lindíssimo, Sol amigo!
Que perfeição!
Não tenho mais palavras...
Gostei. Muito.
Dias felizes.
Abraço
~~~

2 de julho de 2016 às 22:44  
Blogger Célia Rangel disse...

Um poema que descreve uma linda primavera amorosa aquecida pelo sol do verão!
Abraço.

3 de julho de 2016 às 00:38  
Blogger Zilani Célia disse...

OI SOL!
UM ENCANTO TEUS VERSOS.
ABRÇS
http://zilanicelia.blogspot.com.br/

3 de julho de 2016 às 01:21  
Blogger Evanir disse...

Com o coração saudoso estou marcando minha presença
no seu cantinho tão especial para mim.
Com muito carinho desejo um Domingo abençoado
por Deus.
Muita saúde para você e sua família.
Te abraço forte.
Beijos no coração.
Evanir.
Lindo poema amigo Sol.

3 de julho de 2016 às 03:44  
Blogger Mariazita disse...

Na frescura da manhã
Só eu, tu e o sol ameno.
Com Amor e com afã,
Nos lábios um beijo pleno.

Votos de um Domingo feliz, querido SOL.
Beijinhos
MARIAZITA / A CASA DA MARIQUINHAS

3 de julho de 2016 às 10:24  
Blogger Gracita disse...

Na frescura da manhã envolvido pela quentura do sol o amor floresce e os lábios se tocam com ardor. Belíssimo poema Sol
Uma semana linda meu amigo
Beijos e sorrisos para animar os novos dias

3 de julho de 2016 às 21:06  
Blogger António Manuel - Tómanel disse...

Fico sem palavras para comentar este poema!
O Sol, sei quem é, o eu, não sei, mas tu, Sol da Esteva, conseguiste saltitar versando tão bem!
Parabéns amigo.
Um abraço cá do Algarve.

3 de julho de 2016 às 22:52  
Blogger Maria Luiza disse...

Um verdadeiro convite ao amor e sua realização! Um fraterno abraço!

4 de julho de 2016 às 00:17  
Blogger Jaime Portela disse...

Um excelente poema de amor.
Gostei imenso, caro amigo.
Sol, tem uma boa semana.
Abraço.

4 de julho de 2016 às 12:38  
Blogger © Piedade Araújo Sol disse...

amor e cumplicidade.
um belo poema de amor.
beijinhos
boa semana.
:)

4 de julho de 2016 às 20:19  
Blogger Dorli Ramos disse...

Oi Sol,
Eu me apaixonei pela Lua e você pelo Sol
Uma lindo poema todo detalhado sem esquecer nenhum detalhe desse amor ensolarado.
Beijos
Minicontista2

4 de julho de 2016 às 23:47  
Anonymous Arte & Emoçoes disse...

Lindo poema! Adorei! Principalmente a estrofe abaixo:

Os teus olhos,
tulipas de ouro,
se prendem em pétalas de fogo,
deixando que os lábios me beijem
na frescura da manhã nascente.

Abraços,

Furtado.

5 de julho de 2016 às 02:13  
Blogger Maria Rodrigues disse...

Cada amanhecer é um novo renascer e se ele for pleno de amor ainda melhor.
Belissímo poema
Beijinhos
Maria

5 de julho de 2016 às 20:48  
Blogger Olinda Melo disse...

Em total cumplicidade com a Natureza, real ou imaginária, o encontro de almas que se prezam e conseguem uma leitura mútua dos sentimentos que as animam.

Belo poema, caro Sol. Obrigada por nos fazer lembrar esse espaço tão importante das nossas vidas.

Abraço.

Olinda

6 de julho de 2016 às 09:43  
Blogger CÉU disse...

E que poema tão rico, tão bem estruturado e em comunhão total com a mãe natureza.
Que triangulo, mais perfeito... É tudo o que a Humanidade deseja.
Gostei mto. Só digo gosto, qdo, de facto, gosto. Até o k eu escrevo, nem sempre ,me agrada, por ai além, portanto com os amigos que escrevem, eu procedo, da mesma forma.

Beijinhos e dias felizes.

Nota - sábado, se deus quiser, irei de férias até á primeira semana de agosto e estarei ausente da net.

6 de julho de 2016 às 16:02  
Blogger CÉU disse...

Retificando - o meu DEUS é um deus maior.

Beijinhos, Sol...

6 de julho de 2016 às 16:04  
Blogger Maria disse...

Olá...adorei este poema fantástico !Muito bom !!

7 de julho de 2016 às 23:57  
Blogger Maria disse...

Olá...adorei este poema fantástico !Muito bom !!

7 de julho de 2016 às 23:57  
Blogger A Nossa Travessa disse...

Solamigo

Fugiste ao soneto... e fizeste um excelente poema - porque sem dúvida és Poeta. Repete assim quando puderes ou quiseres...

Abç do Leãozão

8 de julho de 2016 às 02:25  
Blogger Odete Ferreira disse...

A candura atravessa o poema: há o bucolismo, a pureza, o deleite do encontro de almas querentes, a paz, enfim, a felicidade...
E ficou lindo este poema a soar a madrigal!
BJO, SOL :)

8 de julho de 2016 às 17:36  
Blogger lua singular disse...

Uma poesia que nos machuca por dentro com pétalas de rosas e com a ajuda do Sol o amor chega bem devagar para nos beijar e amar.
Adorei sua poesia
Maravilhosa
Beijos
Lua Singular

8 de julho de 2016 às 23:10  
Blogger Dorli Ramos disse...

Oi Sol
Obrigada pelo carinho
Eles mandam(roubam), a gente obedece e, sem sonhos, muitos bebês irão morrer pelo preço do leite: 5,00 reais o litro.
Beijos
Minicontistas2

8 de julho de 2016 às 23:26  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial