SEJAM MUITO BEM VINDOS A ESTE BLOG!--------ABRAÇOS,------SOL da Esteva

sábado, 25 de julho de 2015

De fantasia ou de fados






 

Desejei poder ser duro,
Seco de Amor e de Vida;
Ser como fruto maduro,
Ou como folha caída.

Vivo, no meu mundo escuro,
Em solidão esquecida,
E não vou saltar o muro
Na vida da minha Vida.

Creio, até, que morri
Desde que te conheci
Nos longos tempos passados.

Por isso, pairo nos céus
Por entre fumos e véus
De fantasia ou de fados.



SOL da Esteva

Etiquetas: , , ,

23 Comentários:

Blogger Gracita disse...

Olá amigo Sol
Ninguém quer ser seco de amor porque é este sentimento maravilhoso que nos dá impulso e sofreguidão no prosseguimento da jornada
Talvez num laivo de melancolia até pensamos assim mas toda a tristeza passa e lá vamos nós procurar aconchego nos braços de um novo amor
Um maravilhoso final de semana
Beijos

25 de julho de 2015 às 01:27  
Blogger Mariangela do Lago Vieira disse...

Oi Sol, a perda de um amor é tão triste, mas é preciso dar volta por cima, enfrentar a solidão da tristeza, e ir em busca da felicidade sempre!
Beijos, tudo de bom!
Mariangela

26 de julho de 2015 às 01:55  
Blogger Célia Rangel disse...

Fantasiar o nosso viver traz-nos sonhos e ilusões. Às vezes, nos faz muito bem.
Abraço.

26 de julho de 2015 às 13:30  
Blogger Jossara Bes disse...

Oi Sol!
Lindo demais! O amor cria um mundo particular!
E "entre fumos e véus, fantasias e fados" , vivemos e
poetizamos nossos fantasias e encantamentos!
Beijo carinhoso!
Feliz semana!

26 de julho de 2015 às 16:45  
Blogger lua singular disse...

Oi Sol
O amor sempre foi uma fantasia gostosa o resto é sofrimento na carne.
Se quiser conhecer meu blog novo arrumei o URL do Lua Singular.
Mudei da água para o vinho, apesar de nunca ter bebido.
Beijos no coração
Dorli

27 de julho de 2015 às 19:44  
Anonymous Arte & Emoções disse...

Olá amigo! Como sempre, nos presenteias com as tuas belas criações. Lindo soneto.

Abraços,

Furtado.

27 de julho de 2015 às 22:24  
Blogger Vera Lúcia disse...

Olá Sol,

Fantasiar é um bom remédio contra a dor de amor. Afinal, a fantasia, tal qual os sonhos, nos levam aonde desejarmos e com quem desejarmos.
Lindo o soneto,
Seus versos são sempre impregnados de muito sentimento, seja fantasioso ou não, mas que chegam à alma de quem sabe saborear uma intensa poesia.

Feliz semana.

Abraço.

28 de julho de 2015 às 04:26  
Blogger MARILENE disse...

Os fados são melancólicos e em momentos já tristes, trazem uma doída saudade. Não se consegue ser duro quando a sensibilidade aflora, naturalmente. O voo da fantasia é leve, mas sabemos que o pouso se faz necessário. Muito belo! Abraço.

28 de julho de 2015 às 04:53  
Blogger Manuel disse...

Porque será que os poetas têm sempre uma certa melancolia?
Há um divagar nos sonhos, um recordar nos desejos e uma vontade enorme de amor.
Mais um belo soneto.
Um abraço.

28 de julho de 2015 às 10:50  
Blogger helia disse...

Excelente Poema ! O Amor é um sentimento maravilhoso que devemos ter sempre presente em nossas vidas para sermos felizes ! E quando um Amor esfria, devemos tentar reaquecê-lo ou se não fôr possível , procurar um novo Amor !

28 de julho de 2015 às 11:31  
Blogger Dorli Ramos disse...

Oi Sol,
Segui seu conselho, mas vou postar de quarta e sexta.
Esse novo blog será só meu refúgio, receberei flores com a porta entreaberta para que os espinhos não entrem.
Beijos no coração
Dorli Ramos

28 de julho de 2015 às 12:05  
Blogger Lúcia Bezerra de Paiva disse...

"De fantasia ou de fados": imagem linda!...só o SOL!

Beijo,
da Lúcia!

28 de julho de 2015 às 14:18  
Blogger © Piedade Araújo Sol disse...

Sol
denotei uma imensa nostalgia no teu soneto.
tens de colocar mais sol e luz nesse mundo.
uma boa semana e um
beijo

28 de julho de 2015 às 15:25  
Blogger CÉU disse...

Há quem viva de fantasias e de fados (música, destino) e consiga ser feliz. Neste caso, o seu soneto revela muita tristeza, que é a atitude mais natural num ser humano. Gostei, apesar de melancólico e realista.
Beijos e continuação de boa semana, Sol!

28 de julho de 2015 às 16:45  
Blogger POESIAS SENSUAIS E CONTOS disse...

Lindos versos o seu soneto. Uma bela tarde

28 de julho de 2015 às 18:33  
Blogger Carmem Grinheiro disse...

Olá, Sol.
Poema de profunda tristeza e desalento, como o fado mais vincado.
Ninguém que ame merece viver num mundo escuro.
Que se deixe entrar o sol na vida.
abç amg

28 de julho de 2015 às 21:16  
Blogger Carmem Grinheiro disse...

* Sol, voltei para lhe dizer que muito gostei de seu comentário em forma de quadra.
=)

28 de julho de 2015 às 21:22  
Blogger lis disse...

Oi Sol
Quer fado ou fantasia o amor tem seus mistérios... e seu poema é fruto de um coração que deseja plenitude.
Assim seja para todos nós.
abraços Sol

29 de julho de 2015 às 14:23  
Blogger Magia da Inês disse...

⊰❀˚° ·.
Mundo de fados, mundo de doce melancolia!...

Ótima quinta-feira!
Beijinhos.
♡ه° ·.

30 de julho de 2015 às 20:46  
Blogger Existe Sempre Um Lugar disse...

Boa tarde, entre a imaginação e a realidade existe um espaço que deve de ser aproveitado para nos trazer felicidade, o soneto é maravilhoso que pode ficar situado entre a imaginação e a realidade.
AG

31 de julho de 2015 às 16:22  
Blogger Evanir disse...

Nunca me esqueço daquele que trás no coração
carinho amor e respeito um bem querer.
Como é bom poder contar com sua amizade,
como é bom ter esperança mesmo ,
quando imaginamos estar sozinhos.
Sem duvidas não é verdade tenho sua amizade,
fidelidade e o amor incondicional de Deus.
Deixo um abraço com muito carinho
Beijos no seu doce coração.
Evanir S Garcia.

1 de agosto de 2015 às 02:16  
Blogger Dina Fernandes disse...

Os Fados são maravilhosos.Estás a precisar de alento poeta, não desanime. Obrigada pela visita e o generoso comentário.
Abçs!

7 de agosto de 2015 às 21:37  
Blogger Odete Ferreira disse...

Nem sempre se pode ser como se gostaria...
Bjo, Sol

22 de agosto de 2015 às 16:49  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial