SEJAM MUITO BEM VINDOS A ESTE BLOG!--------ABRAÇOS,------SOL da Esteva

sábado, 22 de fevereiro de 2014

Os sonhos que escrevi





Eu desespero, no meu abandono,
Sabendo que o destino me negou.
Bem sinto, as folhas secas de Outono,
A Vida (triste Vida!) que sobrou.

...E tempo houve, que saí do sono
Aonde a minha Alma mergulhou.
Senti Amor, vivi... e veio o dono
De outra Primavera e me afogou.

Desejei, tão só, a contemplação
Da flor nascida no meu coração...
Muros de raiva, que o Céu ergueu,

Impedem que jamais eu possa olhar
O canteiro, de flores, a perfumar
Os sonhos que escrevi no azul do Céu.


 

SOL da Esteva

Etiquetas: , , ,

28 Comentários:

Blogger Gracita disse...

Oi Sol
Mas que lindo soneto. É a emoção revelada nos versos de quem viveu e sonhou e hoje teve os sonhos levados pela doce brisa.
Desejo que o seu final de semana seja pleno de lindas surpresas e muitas alegrias. Que a fé e esperança nunca lhe abandone e que os seus caminhos sejam coroados de êxitos. Nunca se esqueça que Deus te ouve mesmo nas horas que o teu silêncio fala mais alto que sua voz. Tudo de bom pra você!
Beijos no coração e afagos na alma.
Gracita

22 de fevereiro de 2014 às 15:46  
Blogger Célia Rangel disse...

Ainda sinto em seu poema uma enorme vontade de surpreender as mesmices da vida. Isso traz um fantástico significado: - assim como as estações do ano surgem com seus encantos, há em seu íntimo a vontade de renascer! Lindo poema!
Abraço.

22 de fevereiro de 2014 às 16:56  
Blogger Maria Luiza disse...

Sol, lindo demais e que você nunca perca a vontade de escrever tantos poemas lindos! Um abração!

22 de fevereiro de 2014 às 20:15  
Blogger La Gata Coqueta disse...



Hola amig@, ¿Como estás?
Hoy he pensado en ti, y mirando al cielo le he preguntado a Dios:

¿Cómo es que creas personas tan especiales?
Y él me respondió: no son personas, son mis mejores ángeles…!!

¡¡Feliz fin de semana
llena de benciciones para ti!!

Atte.
María Del Carmen


22 de fevereiro de 2014 às 20:43  
Blogger eduardo maria nunes disse...

Bom fim de semana divertido,
Onde quer que você esteja
Bem passado melhor vivido
Rodeado do que mais deseja.

Nas plantas verdes estão as flores
Perfumadas no campo ou no jardim
Vida feliz sem desgostos e sem dores
Saúde, paz, alegria e felicidade sem fim

Um abraço para você,
amigo Sol da Esteja
Eduardo.

22 de fevereiro de 2014 às 22:24  
Blogger eduardo maria nunes disse...

Corrijo; da Esteva e não da esteja!

22 de fevereiro de 2014 às 22:26  
Blogger Cris Bo disse...

Bellísimas letras Sol, te deseo un hermoso fin de semana!
Un beso!

23 de fevereiro de 2014 às 00:39  
Blogger Zilani Célia disse...

OI SOL!
VERSOS, COM TANTA POESIA QUE ENCANTAM...
ABRÇS

http://zilanicelia.blogspot.com.br/

23 de fevereiro de 2014 às 02:23  
Blogger António Manuel - Tómanel disse...

Outono, sempre cinzento, cor atormentada de um coração que desespera pela Primavera que está a chegar, primeiros sinais, surgem as flores, encantos que perfumam os jardins e que inspiram poesia.
Abraço cá do Algarve.

23 de fevereiro de 2014 às 11:52  
Blogger Maria Rodrigues disse...

Ao longo da vida vamos construindo os nossos sonhos, uns se tornam realidades outros simplesmente se dissipam e ficam apenas na nossa memória.
Belissimo poema.
Beijinhos
Maria

23 de fevereiro de 2014 às 13:55  
Blogger Magia da Inês disse...

˚°
Mesmo um sonho dissipado pode ser uma terna lembrança, sem raiva!...
。˛¸♪♡
Boa semana!
Beijinhos.
¸♯♡♡♪♪

23 de fevereiro de 2014 às 17:58  
Anonymous Anónimo disse...

Amigo!

Estou sem palavras.

Apenas digo, que sinto.

Abraço fraterno

F.M.

23 de fevereiro de 2014 às 23:40  
Blogger Teresa Almeida disse...

Um desejo primaveril faz-te acordar sonhando. Não o deixes morrer!
Beijo.

24 de fevereiro de 2014 às 19:29  
Blogger © Piedade Araújo Sol disse...

a vida aí está para viver, e olhar o céu e o mar...
o teu soneto derrama nostalgia.
boa semana.
beijo

:)

25 de fevereiro de 2014 às 10:29  
Blogger MARILENE disse...

Há melancolia quando vivemos no outono e sabemos que outros alimentam nossos sonhos primaveris. O que vivemos, guardamos, enquanto, da mesma forma, aguardamos uma nova primavera. Bjs.

25 de fevereiro de 2014 às 17:07  
Blogger Vera Luiza Vaz disse...

Amigo Sol, enquanto vamos indo pela vida, um anjo nos inspira a sonhar, porque somos cavaleiros do Grande Pai que nos guia a Planos mais elevados, quem sabe, onde estaremos um dia.. Poetar é parte desse Grande Plano... Obrigada pelo teu inspirado poetar sempre! A poesia nos faz mais leves...

25 de fevereiro de 2014 às 17:53  
Blogger Nequéren Reis disse...

Amiga bela e encantada poesia amei palavras maravilhosa.
Blog: http://arrasandonobatomvermelho.blogspot.com.br
Canal de youtube: http://www.youtube.com/NekitaReis

25 de fevereiro de 2014 às 18:37  
Blogger LUZ disse...

Olá, Sol!

"É pelo sonho, é que vamos", assim diz o poeta.

Mesmo no outono, devemos continuar a sonhar com as ex. e futuras primaveras, porque, "o sonho comanda a vida".

No seu soneto, nota-se que o seu "eu-lírico", fala do outono, com tristeza e algum saudosismo, mas olhe que há primaveras, bem ventosas e prejudiciais.

Agradeço o seu lúcido e inteligente comentário.

Boa semana.

Beijo.

25 de fevereiro de 2014 às 21:09  
Blogger Me and the time / By: Leandro Ruiz disse...

Quantas e quantas são as vezes que escrevemos e descrevemos nossos sonhos e almejamos concretizá-los...


Paz e bem!

Abraço!

Leandro Ruiz

=> Blog >>> Eu e o tempo / Me and the time

26 de fevereiro de 2014 às 02:00  
Blogger Patrícia Pinna disse...

Bom dia, Sol. Não deves se conformar com muros erguidos, sempre há como vislumbrarmos além deles e podemos renascer e alimentar o sentimento em nós.
Cultivar o amor dentro de nós e doá-lo é mais importante do que as tristezas que passamos na vida e suas lamúrias.
Que sintamos além do outono, vivamos ser o rancor imposto, ainda que pareça tudo ser tão difícil.
Esperança, precisamos dela para minimizarmos o peso da realidade.
Lindo, Sol, querido amigo.
Beijos em sua alma e lindoooooooooooooooo dia de paz!

26 de fevereiro de 2014 às 13:08  
Blogger Fa menor disse...

Há que sonhar outros sonhos e fazê-los florir. E sorrir à vida para que ela também nos sorria.
Beijinhos e Sol no coração! :)

26 de fevereiro de 2014 às 15:20  
Blogger manuela barroso disse...

Conteúdo/mensagem tão intimistamente belo
Soneto, a perfeição a que nem todos têm acesso
Mas na esteva, o Sol cai a pique e semeia poesia assim: sublime!
Obrigada querido Sol amigo!

26 de fevereiro de 2014 às 19:33  
Blogger Elio disse...

Ottima poesia, ma adesso ne aspetto una sulla primavera che sta per arrivare. Buonanotte.

26 de fevereiro de 2014 às 21:28  
Blogger Jossara Bes disse...

Querido Sol!
Sonhos escritos no azul do céu!
Primavera a perfumar, logo ali onde os sonhos acordam!
Ah, querido Poeta! Como é bela sua poesia!
Seja muito feliz!
Beijos!

27 de fevereiro de 2014 às 23:16  
Blogger Dorli disse...

Oi Sol,
Desculpa fiquei em falta com você essa semana, estou com sérios problemas e a minha cabeça está mil
Obrigada por me acordar
Beijos
Lua Singular

28 de fevereiro de 2014 às 13:59  
Blogger Zilani Célia disse...

OI SOL!
AGRADEÇO TUA IDA NO "SÓ PRA DIDER" E TE DESEJO UM ÓTIMO FINAL DE SEMANA.
ABRÇS
http://zilanicelia.blogspot.com.br/

28 de fevereiro de 2014 às 21:53  
Blogger ॐ Shirley ॐ disse...

Parabéns pelo belíssimo soneto, Sol!
Beijos!

1 de março de 2014 às 00:04  
Blogger ॐ Shirley ॐ disse...

Parabéns pelo belíssimo soneto, Sol!
Beijos!

1 de março de 2014 às 00:04  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial