SEJAM MUITO BEM VINDOS A ESTE BLOG!--------ABRAÇOS,------SOL da Esteva

sábado, 27 de abril de 2013

Tempo perdido





 
 

Não nego aquela minha timidez
Ao te conhecer, ao seguir teus passos...
Acompanhar, na minha embriaguez,
Sentir ciúme, até, dos teus abraços...

Oh, prima-dona do meu coração,
Quanto eu sofri ao sentir-te ausente;
E, como calei, vendo a tua mão
Sendo levada, ali, na minha frente…

Tentei cruzar contigo o meu olhar,
(Apenas um só) que me prometesse
Outro pretexto, que eu pudesse usar.

Mas tu, sempre altaneira e rosto erguido,
Como se o mundo não nos conhecesse
Não percebeste quanto foi perdido.



 

SOL da Esteva

Etiquetas: , , ,

30 Comentários:

Blogger Sónia M. disse...

Será tempo perdido, ou seremos nós que perdemos O Tempo de...

Bom fim de semana

Abraço

Sónia

27 de abril de 2013 às 11:55  
Blogger Marcia Morais disse...

Encantada meu querido,bom fim de semana!

27 de abril de 2013 às 12:41  
Blogger António Manuel - Tómanel disse...

Quando se ama e se é amado, o tempo perdido, é aquele que não foi aproveitado por ambos... mas, na sua altivez, essa tal mulher, de rosto erguido, naturalmente, era o modo de corresponder e de partilhar o amor que conseguiste transportar para este soneto - estar-se-ía a fazer de "cara"?

Um abraço cá do Algarve.

27 de abril de 2013 às 12:43  
Blogger Jossara Bes disse...

Oi Sol,

Ah! O amor!
As "peças" que o coração nos prega!
No final rendem lindas poesias!
Verdadeiras ou imaginárias, não importa. O que importa é sentir!
Beijos, poeta do amor!

27 de abril de 2013 às 16:31  
Blogger Carolina disse...

Bom dia,
seu romantismo aquece meu coracao, e meu privilegio de ler voce. Amar, amar que cada dia que amanhece um milagre pode ser, querido Sol, um beijo hasta Oporto!

27 de abril de 2013 às 17:18  
Blogger Pérola disse...

E como o amor não correspondido pode doer.

Porém, amar só por si é dádiva e milagre.

beijo

27 de abril de 2013 às 19:26  
Blogger António Bernardo disse...

O Amor...
O importante é amar,e mesmo que não haja reciprocidade,amar sempre.

Abraço, poeta e Amigo Sol.

27 de abril de 2013 às 19:28  
Blogger Anne Lieri disse...

Triste desencontro de amor num soneto maravilhoso!Adorei te visitar!bjs e bom fim de semana!

27 de abril de 2013 às 21:39  
Blogger Célia Rangel disse...

Esses desencontros... desencantam-nos... mas há de ficar uma esperança de amar e ser amado... sempre.
Abraço, Célia.

28 de abril de 2013 às 01:15  
Blogger Olinda Melo disse...


Desilusões que deixam a sensação de 'tempo perdido', desencontros que amarguram o coração. Este seu poema transmite-nos de uma forma invulgar estes sentimentos. Excelente!

Abraço, Sol.

Olinda

28 de abril de 2013 às 02:19  
Blogger Rita disse...

Bom dia !!!
desencontros triste, mas ficou bonito aqui
o que escreveu lindo elogios mais uma vez

Abraços de bom domingo e boa semana
Bjuss

_Rita__

28 de abril de 2013 às 12:33  
Blogger La Gata Coqueta disse...




A veces puedo estar distante
pero nunca ausente,
puedo no escribirte,
pero jamás olvidarte...
y cuando me necesites, puedo
no estar cerca, pero jamás abandonarte...
porque estas en mi corazón!!

Hoy me encuentro celebrando,
el 5º aniversario del nacimiento
del blog de La gata coqueta
y sin pararme a pensar
en mi torpe atrevimiento...
...al pasar sin avisar,
para entregarte la invitación a la celebración,
que de mano me harías sentir muy feliz brindando a mi lado.

¡¡Gracias por asistir a la que desde siempre ha sido tu casa!!

Un abrazo desde el ❤ y con el ❤
Feliz domingo!!

Atte.
María Del Carmen




28 de abril de 2013 às 13:21  
Blogger Fred Caju disse...

Bastou o primeiro verso pra me identificar.

28 de abril de 2013 às 14:11  
Blogger Tunin disse...

Os desencontros sem nos decepcionam porque faz o amor arder, mas aqui, neste soneto, ficou lindo como se não fosse um desencontro.
Abração.

28 de abril de 2013 às 18:17  
Blogger Maria Rodrigues disse...

Nostálgia e dor num soneto de saudade, lindo como sempre!!!
Bom restinho de domingo
Beijinhos
Maria

28 de abril de 2013 às 18:41  
Blogger Evanir disse...

Que nossa amizade continue eterna
e tenham sempre um lugar especial em nossos corações,
e nossa jornada de hoje e de sempre esteja repleta de flores,
paz e amor.
Que DEUS: esteja sempre com sua mão
estendida apontando o caminho correto
por onde devemos prosseguir .
Uma feliz e abençoada semana.
Beijos,Evanir..

29 de abril de 2013 às 02:28  
Blogger Dorli disse...

Oi Sol

A separação de qualquer coisa ou ser vivo nos traz angústia e sofrimento, mas nada é eterno. Fica melhor que tem altivez, pois nada sente.
Bons sonhos
Beijos
Lua Singular

29 de abril de 2013 às 03:27  
Blogger Zazzle Korpan disse...

LINDOOOOOO !!!

Faz um poema pra mim??

Tema: CASAR COM UM HOMEM RICO !

Esse é meu sonho kkkk

Abraços

ZAZ

29 de abril de 2013 às 03:54  
Blogger ELAINE disse...

Querido amigo! Passando pra ver como você está e agradecer o carinho. Encontros e desencontros... Poesia triste e linda...
Uma semana de muita paz e alegria!
Abraço fraterno e carinhoso!
Elaine Averbuch Neves
http://elaine-dedentroprafora.blogspot.com.br/

29 de abril de 2013 às 17:37  
Blogger Lilá(s) disse...

Este comentário foi removido pelo autor.

29 de abril de 2013 às 22:57  
Blogger Lilá(s) disse...

Um triste desencontro de amor, que proporcionou um soneto maravilhoso!
Bjs

29

29 de abril de 2013 às 22:58  
Blogger Magia da Inês disse...

¸.•°✿✿⊱彡

Muito lírico como tudo que você escreve.
Ótimo mês de maio!
Beijinhos.
Brasil.°✿⊱彡
¸.•°✿✿⊱彡

1 de maio de 2013 às 20:00  
Blogger Nilson Barcelli disse...

As mulheres nem sempre nos percebem...
Mais um excelente poema.
Um abraço, caro amigo.

1 de maio de 2013 às 20:38  
Blogger Manuel Penteado disse...

Estive uns dias for,a e, confesso, precisava desta inspiração a que me tens habituado.
Muito bom e sentido este soneto.

1 de maio de 2013 às 22:26  
Blogger La Gata Coqueta disse...




Las palabras en silencio
son melodías de ternura,
refugio de sensaciones,
que sigilosas van en busca de emociones
para vestir la vida de alegres tentaciones...
...deteniéndose a perfumar los sentimientos,
con el aroma de las flores, que irán brotado
durante este mes de mayo.

Hoy mejor que ayer...
Un beso y una flor para ti!

Atte.
María Del Carmen




2 de maio de 2013 às 00:26  
Blogger Cristina disse...

A veces simplemente los acercamientos no ocurren y la desolación embriaga el alma.
Bellísimo leerte te dejo un fuerte abrazo, bonita noche!

2 de maio de 2013 às 00:45  
Blogger Aleatoriamente disse...

Um poema apaixonante!
O amor é sempre motivos para as coisas boas.

Beijinho amigo

3 de maio de 2013 às 11:40  
Blogger São disse...

Por vezes existem assim uns desencontros e nós ficamos sempre a imaginar como teria sido...

Bom final de semana

3 de maio de 2013 às 16:09  
Blogger Julio Vilar pereira Pinto disse...

Mais um lindo soneto que nos mostra que a vida são encontros e desencontros.
1 abraço Sol

3 de maio de 2013 às 17:24  
Blogger Teresa Almeida disse...

A comunicação que não foi entendida foi derramada em beleza poética. Algo valeu a pena!

Beijinho, Sol.

17 de maio de 2013 às 07:49  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial