SEJAM MUITO BEM VINDOS A ESTE BLOG!--------ABRAÇOS,------SOL da Esteva

sábado, 2 de fevereiro de 2013

Pelo muito Amor








Só por um sorriso radioso,
Sinto a tua Alma enternecida.
Tudo é pujante nessa Vida
Quando uma presença se dá gozo.

Luz, o que nós somos no Amor;
Vida, se o Amor é uma nascente;
Sonho, se sorrimos docemente
Quando o nosso peito é sofredor.

Assim, há tristeza no viver
Quando a Alma ama, confiante,
Adentro do peito, abrigada,

E desejaria não sofrer
Pelo muito Amor, extasiante,
Que ante os demais lhe é negada.




 

SOL da Esteva

Etiquetas: , , ,

32 Comentários:

Blogger Olinda Melo disse...


Excelente começar este dia lendo estas suas palavras, caro Sol da Esteva, e são as primeiras que leio hoje, o que é de muito bom augúrio.

Luz, Amor, Vida. Duas Almas enternecidas e ligadas por sentimentos de pertença e de harmonia, onde o sofrimento não tenha lugar,o ideal para uma vida perfeita.

Belo Soneto!

Bom fim de semana.

Abraço

Olinda

2 de fevereiro de 2013 às 09:38  
Blogger São disse...

Mais um belo poema e com uma flor linda...

Bom fim de semana

2 de fevereiro de 2013 às 10:48  
Blogger Dorli disse...

Oi Sol!
Se o adjetivo amor for muito extasiante: sofremos. Até nossos sentimentos têm que ser moderados. A entrega total faz por parte do nosso parceiro presa fácil e, nos faz sofrer.
Belo soneto
Beijos
Lua Singular

2 de fevereiro de 2013 às 11:26  
Blogger Felismina mealha disse...

Tal e qual, amigo Sol!

Sempre na senda do amor sofrido...
está um especialista.

Abraço fraterno.

2 de fevereiro de 2013 às 12:38  
Blogger António Manuel - Tómanel disse...

Luz de amor, não falta, Sol da Esteva.
Encantos, sonhos e sofrer, fazem parte da palavra "amar" e tu, amigo SOL, consegues penetrar no coração da pessoa amada, como se esse tal amor extasiante jamais tivesse fim.
Um abraço cá deste meu Algarve.

2 de fevereiro de 2013 às 13:20  
Anonymous Simoa disse...

Olá, boa tarde,

Sol da esteva, Nosso Senhor deu-lhe o dom da poesia, bonito soneto.

inserido num blog, simples, com gosto e bonitas imagens...

Um abraço,
José Pechorro

2 de fevereiro de 2013 às 14:27  
Anonymous Simoa disse...

Escrevi Esteva, com letra minuscula, do que peço desculpa,
José Pechorro

2 de fevereiro de 2013 às 14:31  
Blogger edumanes disse...

Por um sorriso radioso
Uma rosa no jardim
Com seu perfume maravilho
Alegria e bem estar sem fim!

Estou aqui a desejar
Para você, amigo Sol da Esteva
Que em sua vida sempre possa encontrar
Tudo aquilo que muito deseja!

Bom fim de semana
um abraço
Eduardo.

2 de fevereiro de 2013 às 14:37  
Blogger MARILENE disse...

O mais belo sentimento não nos chega apenas com alegrias. Dele fazem parte a saudade e a dor. Quando abrigado e não revelado, sufoca. Quando amplamente demonstrado, liberta. Seus sonetos são preciosos. Bjs.

2 de fevereiro de 2013 às 15:32  
Anonymous Anónimo disse...

Meu amigo SOl, a esteva está prestes a deixar o alentejo, e não só, pleno de vida ... branca, parecendo que nevou, tal o número de flores com pétalas brancas, tal qual teu coração, puro e poético. Parabens, Rui Santos

2 de fevereiro de 2013 às 15:48  
Blogger Célia Rangel disse...

SOL! Belo poema, como sempre!
Fica a certeza de que na alegria, amamos; na tristeza, amamos; na incerteza, amamos... Só assim caminhamos pra o encontro definitivo de um grande amor!
[ ] Célia.

2 de fevereiro de 2013 às 18:06  
Blogger Manuel disse...

A alma de um poeta está, sempre, em constante na procura do amor.
Os momentos de paixão fluem nas belas estrofes dos poemas apaixonados.
Belo, como sempre.
Um abarço

2 de fevereiro de 2013 às 21:12  
Blogger Me And The Time disse...

Palavras que encantam e irradiam amor
Um encanto de poema que move a paixão
Transmitida entre as linhas deste lindo poema...

Abraço;

Leandro Ruiz

http://eu-e-o-tempo.blogspot.com/

http://www.youtube.com/user/ByMeAndTheTime

3 de fevereiro de 2013 às 00:09  
Blogger Paulo Francisco disse...

Mais um lindo soneto.
Um abraço meu amigo.

3 de fevereiro de 2013 às 04:52  
Blogger Rita disse...

Bom dia
Bom domingo
E bom poema cheio de palavras lindas
desejo um dia cheio de alegria
Bjuss
Rita!!!

3 de fevereiro de 2013 às 10:35  
Blogger Yasmine Lemos disse...

Bom dia amigo...também não queria sofrer de amor como diz seu belo poema,mas o coração é dono de tudo.
bjs

4 de fevereiro de 2013 às 12:15  
Blogger Jossara Bes disse...

Querido Poeta!

"Luz, o que nós somos no Amor;
Vida, se o Amor é uma nascente;"

O brilho do amor dá leveza a alma!
Se causa sofrimento, não importa!
Amor será sempre amor, acima de tudo!
Quem ama sabe!
Linda poesia!
Beijos!

4 de fevereiro de 2013 às 12:24  
Blogger © Piedade Araújo Sol disse...

a imagem acompanha muito bem este soneto de amor e nostalgia,
uma boa semana.
um beijo

;)

4 de fevereiro de 2013 às 13:41  
Blogger Mariangela disse...

Mesmo sofrendo tanto, ama-se desesperadamente...

Beijos
Mariangela

4 de fevereiro de 2013 às 15:44  
Anonymous David C. disse...

Bonita inspiración.
Saludos
David

Pd: El post de la semana pasada en Observando Cine, llamado "Las Orejas de Antoine" era un cuento cinéfilo escrito por mi.

4 de fevereiro de 2013 às 16:03  
Anonymous irene alves disse...

O amor é alegria e sofrimento.
O amor tem sempre esses dois lados.
Como sempre um bom poema.
Bjs.
Irene Alves

4 de fevereiro de 2013 às 20:18  
Blogger rosa-branca disse...

Olá Sol, a alma do poeta é uma arca do tesouro, pois tudo guarda. Pena que não consiga escolher o que guardar. Lindo soneto meu amigo onde a nostalgia impera. Beijos com carinho

4 de fevereiro de 2013 às 22:47  
Blogger ONG ALERTA disse...

Sempre o amor, abraço Lisette.

5 de fevereiro de 2013 às 00:38  
Blogger La Gata Coqueta disse...



Estamos de nuevo en el mes del amor y la amistad…

Las flores ensalzarán la brillantez de los textos y la poesía recorrerá las cumbres de la vida en busca de la esencia de ese amor desconocido, hasta encontrarlo…

Y yo un gorrión con patitas de algodón quisiera ser…
Para refugiarme, en las alforjas del tiempo y presenciar la complicidad de la luna en el teclado del silencio, que ingenuo se sonrojará, de aquellos sueños poéticos que viajaran por las cornisas del pensamiento en busca de la utopía del amanecer…

Un abrazo de emociones
Y un beso de ilusiones.

Atte.
María Del Carmen




5 de fevereiro de 2013 às 02:16  
Blogger Rui - Olhar d'Ouro disse...

Arrebatador poema!
Parabéns!

5 de fevereiro de 2013 às 16:26  
Blogger Luís Paz disse...

Ja nota-se o dom e o talento, apenas alisando as palavras muito bem empregadas e que foge de um vocábulo piegas e amador.
Tu usas a poesia em cada verso, e mais do que isso, em cada palavra.
Tudo constrói um grande quadro pintado com o teu talento, e eu admiro com prazer.
parabéns


Hey te aguardo pra um comment *-*
diademegalomania.blogspot.com

Valeu

6 de fevereiro de 2013 às 02:25  
Blogger manuela barroso disse...

Com o sorriso que deixaste e o sorriso que encontro nesta rosa
juntamente com o lindo soneto tudo rejuvenesce nesta nascente de amor.
Maravilha como sempre
Beijinho Sol

6 de fevereiro de 2013 às 14:10  
Blogger lucia bezerra de paiva disse...

Uma linda rosa, com muito amor!
Tão bom, vir aqui...saio leve e sonhadora...

Beijos, SOL,
da Lúcia

7 de fevereiro de 2013 às 00:17  
Blogger Patrícia Pinna disse...

Boa tarde, Sol. Quando existe amor em nós, há em todos os tempos a forma e o desejo de viver intensamente, quer a felicidade ou a tristeza que por ora acomete o nosso interior.
Lindo e emocionante soneto.
Tenha um fim de semana abençoado.
Beijos na alma.

7 de fevereiro de 2013 às 20:23  
Blogger Cristina disse...

Bello siempre leerte, te dejo un fuerte abrazo a la distancia.
Regreso de a poquito a retomar la lectura mi querido sol, bonito noche!

8 de fevereiro de 2013 às 02:11  
Blogger La Gata Coqueta disse...



Paso a saludarte…
Vestida de felicidad,
Con rosas de paciencia
Y aromas de prudencia.

Deseando…
Que el fin de semana valla pasando
Enarbolando,
Los sueños que te vallan rozando.

Atte.
María Del Carmen



8 de fevereiro de 2013 às 23:37  
Blogger Simone MartinS2 disse...

Amor, coração, saudade, solidão.
Amor, alma gemea, dor e abandono.
Amor, sempre o amor...Lindo teu
poetar...Abraços

12 de fevereiro de 2013 às 16:33  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial