SEJAM MUITO BEM VINDOS A ESTE BLOG!--------ABRAÇOS,------SOL da Esteva

sábado, 1 de dezembro de 2012

Escolhas







 

Algo se destrói dentro de mim,
Crescendo a amargura ao meu redor.
Sinto, muito fundo, mais Amor,
Mas que eu prefiro tê-lo assim.

Fome! Sempre a fome de te ver
E de te apertar ao peito meu.
E, pelo manjar dum beijo teu,
Não me importaria de morrer.

Oh! Se eu pudesse ter direito
De assim, livremente, te escolher,
Dar-te-ia Amor, do mais intenso,

Sempre, eternamente, a despeito
Do que nos pudesse acontecer.
...Mas era demais, pelo que penso!




 




SOL da Esteva

Etiquetas: , , ,

21 Comentários:

Blogger Paulo Francisco disse...

Sol, amor não se escolhe; amor nunca é demais; Amor invade e pronto.
Um abraço amigo.

1 de dezembro de 2012 às 01:35  
Blogger Jossara Bes disse...

OLá, Sol!

"Fome! Sempre a fome de te ver
E de te apertar ao peito meu."

Linda poesia! "Sentimento que sei sentir"!
Beijos, amigo poeta!

1 de dezembro de 2012 às 10:35  
Blogger Mariangela disse...

Oi Sol, querido amigo, não permita que a amargura se aproxime, e nem se sinta desmerecedor desse lindo amor!
Linda poesia, Sol, mas porque tem que ser assim?
Beijos!
Mariangela

1 de dezembro de 2012 às 12:40  
Blogger António Manuel - Tómanel disse...

Grande amigo e poeta Sol da Esteva!
Quem não tem fome de ver a pessoa amada e quem não tem o ansejo de apertar ao seu peito esse anjo querido, que com asas quer voar mas não sabe que destino levar.
Seu poema é lindo.
Um abraço cá do Algarve

1 de dezembro de 2012 às 12:52  
Blogger Fred Caju disse...

Do caralho! Massa o final.

1 de dezembro de 2012 às 14:43  
Blogger Carolina disse...

Romantico Esteva, hermoso, um amor tao puro como agua limpiara toda a dor passado. Beijos.

1 de dezembro de 2012 às 18:20  
Blogger © Piedade Araújo Sol disse...

Mais um belo soneto impregnado de amor que aqui nos dá a partilhar.
gostei.
a foto está um pouco desfocada.
um bom fim de semana.
um beijo

;)

1 de dezembro de 2012 às 18:28  
Blogger Jorge disse...

Muito bom o soneto!
Bom fim de semana. Que ao menos o sol nos aqueça as almas!

1 de dezembro de 2012 às 21:42  
Blogger Célia Rangel disse...

...Pelo manjar de um beijo teu... uma metáfora que adoça e muito meu sabor de amor! Manjar dos deuses!
Bj. Célia.

1 de dezembro de 2012 às 22:33  
Blogger Evanir disse...

Querido Amigo Sol.
Quantas saudades de ler seus poemas!!
A vida não tem brincado comigo
por isso ando um pouco ausente.
Postei um poema seu de Natal o mesmo que postei
no ano passado.
Sol ,um abençoado Domingo beijos no coração pra sempre sua amiga,Evanir.

2 de dezembro de 2012 às 02:25  
Blogger PRECIOSA disse...

Amigo Sol, meu amor partiu a 4 meses, para um lugar que eu não imagino a distancia, sei que deve estar em um lugar cheio de luz, onde espero um dia encontra=lo e assim poder continuar a degustar todo doce do manchar do amor.., ele se foi mas tenho certeza que esse amor que vivemos vai em outra vida continuar
parabens pelo poema que ne fez sonhar
Abraços carinhoso
Preciosa Maria

2 de dezembro de 2012 às 04:35  
Blogger Dorli disse...

Olá Sol
Temos três vidas para serem vividas: a nossa, a com nosso amor e a comunhão com esse amor que nasceu na Terra, no plano espiritual.
O amor nunca morre, o que dói é falta de credibilidade e esperança num outro mundo melhor
Beijos
Lua Singular

2 de dezembro de 2012 às 12:23  
Blogger Lilá(s) disse...

Românticos e sempre impregnados de amor estes belos sonetos!
Grande poeta.
Bjs

2 de dezembro de 2012 às 22:00  
Blogger Cristina disse...

El amor siempre se viste de melancolía, hermosas letras!
Te dejo un fuerte abrazo, buen inicio de semana.

3 de dezembro de 2012 às 17:03  
Blogger Manuel disse...

Continuas, na tua forma muito pessoal, a cantar o amor.
Todos os que gostam de poesia, sabem que os sonetos são das mais difíceis formas de a expressar e o meu amigo continua mestre.
Um abraço

3 de dezembro de 2012 às 21:43  
Blogger ♥ ♥ Simone Fernandes ♥ ♥ disse...

Que linda poesia, um encanta de versos!
Um beijo grande XD

4 de dezembro de 2012 às 20:37  
Blogger Evanir disse...

Boa Tarde Amigo Sol.
Estarei postando na noite de
hoje o presente que recebi de você.
De alguma forma fazer uma união espetacular
entre amigos.
Amado quando puder me escreva por email
caso tiver algum outro poema alusivo ao Natal.
Por favor me envia a que eu tinha já foi postada
espero que tenha ficarei muito feliz.
Carinhos na sua alma ,Evanir.

5 de dezembro de 2012 às 15:27  
Blogger Rita disse...

Querido amigo só esse verso já
é demais......


Oh! Se eu pudesse ter direito
De assim, livremente, te escolher,
Dar-te-ia Amor, do mais intenso,


Abraço com carinho
Rita!!!!

6 de dezembro de 2012 às 17:00  
Blogger lis disse...

Oi Sol
Com sempre , um poema sentido e amoroso,
adorei
estava com saudades de vir aqui
deixo abraços

7 de dezembro de 2012 às 00:24  
Blogger »♥«Nati Caetano»♥» disse...

Olá querido amigo Sol.
Bela poesia, um pouco triste e muito cheia de Amor.
Amigo fiquei ausente, devido a uma fratura que tive no dedo, e não dava para digitar nada.

E fiquei procurando seu blog na lista de leitura,mas não encontrei.

Amigo tem 2 mimos de Natal para vc e amigos(as) está no final do post, se vc gostar pode pegar os dois que ofereço com carinho e amizade.

Bjs

7 de dezembro de 2012 às 17:14  
Blogger MARILENE disse...

Nem todas as escolhas podemos fazer, mas os sentimentos que nos envolvem não podemos negar. Bjs.

8 de dezembro de 2012 às 04:39  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial