SEJAM MUITO BEM VINDOS A ESTE BLOG!--------ABRAÇOS,------SOL da Esteva

sábado, 14 de abril de 2012

Paixão





No teu rosto transparente,
Com lábios, filtros de vida,
E os olhos, fogo, Querida,
Evocam teu corpo quente.

E sobe, em mim, o desejo
De ter-te bem apertada
No meu peito. Anichada
Pelo refúgio dum beijo...

E a estranha melancolia
Que assalta o meu pensamento
Nas horas de solidão,

Desfez-se no fim do dia,
Num olhar tão suculento,
Que ardo, agora, em paixão.





SOL da Esteva

Etiquetas: , , ,

55 Comentários:

Anonymous Anónimo disse...

Bom-dia, caríssimo Sol!

A foto...é linda!

O! poema, revela uma vida plena...embora de sonho!

mas, se os sonhos são o que na maior parte das vezes nos faz viver...
que ao menos eles, permaneçam!

Bom fim de semana para o sonhador que há em si, meu amigo poeta!


Um beijo

F.M.

14 de abril de 2012 às 11:31  
Blogger Mariangela disse...

Querido amigo Sol...
Nos momentos de solidão, só nos resta sonhar,
esse momento é nosso, e qualquer hora se realizará!
Beijos de um feliz dia!!
Mariangela

14 de abril de 2012 às 12:04  
Blogger Vera Luiza Vaz disse...

Vivam o sonho e a paixão!!
Eles nos possibilitam ler versos tão inspirados...
As azáleas na foto completam o quadro...
Abraço, amigo Sol!

14 de abril de 2012 às 12:39  
Blogger Luar disse...

Sol

Como sempre, recheado de intensidade, paixão e amor!
E que haja olhares ao fim do dia que nos façam arder de Paixão, e esquecer a solidão. Gostei demais.

Beijinho com carinho

14 de abril de 2012 às 13:19  
Blogger MA FERREIRA disse...

Lindo seu poema de amor e paixão!

Que seu final de semana sejade paz!!

bjs

14 de abril de 2012 às 13:28  
Blogger São disse...

Lindo e sentido esse poema, que me agradou muito.

Bom fim de seman, caro amigo

14 de abril de 2012 às 13:33  
Blogger Sandra Subtil disse...

Sol,
que poema arrebatador. Pleno de querer e paixão.
Beijinho

14 de abril de 2012 às 15:28  
Blogger Jossara Bes disse...

Sol, Querido!

"Com os lábios, filtros de vida"!
Quanta doçura,carinho!
Quanto amor!
Poema lindíssimo!
Beijos!

14 de abril de 2012 às 15:53  
Blogger Nilson Barcelli disse...

Gostei do teu soneto, as palavras fluem com imensa naturalidade. É melódico e tem o ritmo adequado.
Caro amigo, tem um bom fim de semana.
Abraço.

14 de abril de 2012 às 17:23  
Blogger Simone MartinS2 disse...

Nossa!
Adorei, suave
e direto essa
declaração de
Amor a quem de
direito!
Romantismo em
verso e prosa
para aquela que tu
tanto gosta...Ama!
Abraços

14 de abril de 2012 às 19:49  
Blogger Jesus te ama! disse...

OI SOL MEU AMIGO QUERIDO LINDO POEMA!!
AMOR QUENTE PAIXÃO E MUITO QUERER!!!

14 de abril de 2012 às 22:33  
Blogger Célia Rangel disse...

SOL! Enquanto lia... contemplava a imagem mental da sua "Querida"! Que amor belo repleto de serenidade que vem de um espaço amoroso completo!
Bj. Célia.

15 de abril de 2012 às 02:47  
Blogger *Verinha* disse...

Muito lindo poema SOL!!!
Sentimentos esses que afloram a inspiração!!!

Beijo grande em seu coração...
Verinha

15 de abril de 2012 às 11:57  
Blogger OceanoAzul.Sonhos disse...

Um amor que aflora em palavras, muito lindo!

abraço SOL
cvb

15 de abril de 2012 às 15:31  
Blogger © Piedade Araújo Sol disse...

um soneto de amor e quase diria uma declaração de amor.

gostei!

beij

15 de abril de 2012 às 17:39  
Blogger mfc disse...

A imagem de um corpo quente é bem o símbolo daquele amor ardente que se deseja!
Liiiindo...!

15 de abril de 2012 às 17:49  
Blogger Tiago Braga disse...

Mas que optimo tema para se escrever, lindo

15 de abril de 2012 às 21:38  
Blogger Lilá(s) disse...

Quando o amor é ardente, a poesia acontece.
Bjs

15 de abril de 2012 às 22:04  
Blogger António Manuel Conceição Santos disse...

Olá! amigo SOL ...
Gostei de ler o teu poema. Senti o calor da amada mulher e aquele "caliente" beijo, dizes tu: anichada pelo refúgio dum beijo...
Lindo mesmo.
Um abraço cá do Algarve.

15 de abril de 2012 às 23:30  
Blogger Leninha disse...

Sol muito querido,

Poema intenso,pleno de paixão,inebriado de amor.Lindo,amigo!!!Um amor que explode e tira o fôlego!

Bjssssss,
Leninha

16 de abril de 2012 às 02:05  
Blogger Palavras disse...

UM amor intenso, incondicional.

Grande abraço caro amigo

Leila

16 de abril de 2012 às 02:44  
Blogger Sonhadora disse...

Meu querido amigo

Um belo poema de amor sereno e doce que adorei ler...uma brisa suave.

Deixo um beijinho com carinho
Sonhadora

16 de abril de 2012 às 15:29  
Blogger oteudoceolhar disse...

…estive a dar resposta ao teu comentário ali do outro lado. Lá pelo cantinho de Maria.
Eu bem sabia…quem melhor do que um poeta, para viver o sonho e deixar que o sonho comande a vida?
Os Poetas, sabem melhor do que ninguém o que é o sonho, o fado o amor…eu pelo menos penso assim…
E depois “cantar” o amor pelas palavras é uma melodia única, tão única como o próprio amar. E esse verbo, tão delicado. Que digo eu que não saibas tu ó poeta…é um dos verbos mais difíceis de conjugar, senão for o mais difícil.
Mais uma vez obrigado.
Beijo n´oteudoceolhar*

16 de abril de 2012 às 17:52  
Blogger manuela barroso disse...

Ah! E "ela" não resiste mesmo a
tão grande poesia e a tão linda declaração, querido Sol!
Mais uma vez paarabéns
Fraterno abraço

16 de abril de 2012 às 17:54  
Blogger Patrícia Pinna disse...

Boa tarde, Sol. Que lindo soneto de um amor tão puro, que toda solidão é dissipada através de um olhar, que aquece com verdade a alma apaixonada.
Um beijo na alma, meu amigo, e tudo de bom.

16 de abril de 2012 às 18:01  
Blogger Evanir disse...

Senti vontade de te oferecer o calor do sol e o brilho das estrelas.
Mas pensando bem, prefiro agradecer tua amizade e dizer que você é meu presente,
um ser iluminado que consegue trazer ao meu mundo grande carismae alegrias.
Você realmente representa a palavra " AMIZADE " É belissimo ter vc comigo !
Seu carinho e sua amizade me faz muito bem.
Muitas bençãos e vitórias pra você nessa semana.
Que Deus guie seu caminho hoje e sempre.
Carinhosamente te desejo uma semana de paz e na luz.
Beijos no coração.
Evanir.

16 de abril de 2012 às 18:22  
OpenID nacasadorau disse...

Os teus sonetos me encantam.

Obrigada, amigo Sol

Beijinho

16 de abril de 2012 às 20:03  
Blogger rosa-branca disse...

Meu amigo Sol, a musa deve ter ficado toda babada...com um poema assim, acho, que nem o mais vil dos mortais ia resistir. Não adorei...Amei demais. Beijos com carinho

16 de abril de 2012 às 20:58  
Blogger Luana Barcelos Dantas disse...

Amei o poema...meu amigo Sol, seu comentário lá no meu blog foi pertinente, me fez pensar...é isso mesmo..resignação...quando você não pode mais mudar as coisas por si mesma, você entrega qualquer transformação possível nas mãos de Deus, não temos como controlar tudo e precisamos aceitar que não somos Deuses..rsrsr..Obrigada pelo carinho de sempre..beijos

16 de abril de 2012 às 21:44  
Blogger SIMONE PRADO disse...

E que linda e intensa paixão...quem não gostaria de ser a querida? De estar nesse abraço junto ao peito? Nessa sofreguidão...depois vem vc e fala da solidão. No fim do dia ainda arde a paixão. Tremendo. bjos.

17 de abril de 2012 às 00:25  
Blogger Olinda Melo disse...

Lindo e apaixonante soneto, Sol da Esteva.

Mais palavras para quê? Está tudo aí, fogo, paixão, amor.

:)

Abraço

Olinda

17 de abril de 2012 às 01:35  
Blogger Sergio Martins disse...

Que soneto maravilhoso, parabéns!!! A paixão é o que nos faz permanecer vivos.

17 de abril de 2012 às 02:58  
Blogger ELAINE disse...

Meu amigo! Que paixão! Que amor ardente! Versos lindos! O amor nos mantém vivos! A paixão nos aquece o corpo e o amor nos ilumina a alma! Lindo! Parabéns! Excelente terça-feira! Abraço carinhoso!
Elaine Averbuch Neves
http://elaine-dedentroprafora.blogspot.com.br/

17 de abril de 2012 às 07:59  
Blogger Everson Russo disse...

Paixão que consome, que devora, que deseja virar amor pra ter a serenidade dos dias...abraços fraternos de bom dia pra ti meu amigo...

17 de abril de 2012 às 12:42  
Blogger Carla Fernanda disse...

Lindo e quente...
Beijos e bom dia!!

17 de abril de 2012 às 13:30  
Blogger Rita disse...

Olá bom dia pra você,visito seu Blog
e deixo aqui um abraço pela postagem
sempre gratificante ,que gosto muito!
Minha frase de hoje!

Se um dia errei,aprendi com o Tempo
Que a minha maior virtude,é reparar
a Tempo meu erro.

(Rita Sperchi)

17 de abril de 2012 às 14:18  
Blogger Sylvia Rosa disse...

Venho agradecer a nobre visita e comentário mais que carinhoso. A cada dia confirmo à cumplicidade que há entre os poetas que se atraem pelo carinho e sensibilidade no sentir e na fala, e nos faz deparar a cada instante com pessoas de alma tão linda como a sua. Beijo SOL

17 de abril de 2012 às 17:49  
Blogger Janita disse...

Olá SOL.

Li e reli e aquilo que posso dizer é que vejo paixão em cada palavra tua.
Lindíssimo poema que só me faz pensar em quão ditosa é essa musa inspiradora.
Parabéns SOL, por não deixares extinguir-se o fogo que alimenta esse teu amor!

Um beijo.

Janita

17 de abril de 2012 às 17:51  
Blogger *Simone Poesias* disse...

Que linda poesia, muita sensibilidade em cada verso!
Um beijo XD

17 de abril de 2012 às 18:55  
Blogger Manuel disse...

Pura paixão em poesia.
Como sempre inspirado e apaixonado.
Bonito soneto.

17 de abril de 2012 às 21:58  
Blogger Smareis disse...

Oi Sol,

Fantástico como sempre suas postagens.
Muita sensibilidade em cada palavras. Maravilhoso soneto meu amigo.
Um poema digno dos mestres! tem inspiração, profundidade, emoção...
Abraço e ótima semana.

17 de abril de 2012 às 23:19  
Blogger Ange disse...

Boa noite poeta!
Retratas aqui com fervor o fogo de uma devastadora paixão!
Muito lido o poetar com o jogo das palavras que você tão caprichosamente aqui construiu. Parabéns!
Uma linda e inspirada noite para você!
Lembranças
Ange.

18 de abril de 2012 às 00:04  
Blogger Antônio Lídio Gomes disse...

Meu caro poeta, poema sublime e tocante, embora evoque certa nostalgia...
E ao ouvir a canção Dalilah by Tom Jones, o poema fica deveras lindo.
Um fraterno abraço.

18 de abril de 2012 às 06:45  
Anonymous Jota Effe Esse disse...

Aplausos pelo soneto. Meu abraço.

18 de abril de 2012 às 19:38  
Blogger Lúcia Bezerra de Paiva disse...

Depois do vazio, a intensa paixão!

Carinhoso abraço,SOL,
da Lúcia

18 de abril de 2012 às 22:47  
Blogger Centelha Luminosa disse...

Querido Sol!

Essa poesia é das mais belas que tenho tido a oportunidade de apreciar nesses últimos tempos!

Paixão! O que seria de um encontro a dois, se não fosse ela?

Vive entre a luz do amor e fogo de um vulcão, é ela a Paixão!

Beijos e abraços, poeta !!

18 de abril de 2012 às 22:57  
Blogger Rui Pires - Olhar d'Ouro disse...

Lindo poema!

19 de abril de 2012 às 18:39  
Blogger Rita Freitas disse...

Tão belo e apaixonado este poema, de uma suavidade intensa.
Bjs

19 de abril de 2012 às 20:33  
Blogger LUCONI disse...

Sol meu amigo, você escreveu com a alma, que belos versos formando uma linda declaração, adorei, beijos Luconi

19 de abril de 2012 às 21:47  
Blogger BlueShell disse...

Até me arrepiei..tal a beleza do soneto: parabéns, meu anjo. Meu sol.
BJ

19 de abril de 2012 às 22:34  
Blogger © Piedade Araújo Sol disse...

reler e deixar votos de bom fim de semana.

um beij

20 de abril de 2012 às 14:51  
Blogger Maria Luiza disse...

Realmente paixão ardente! Gostei muito, amigo Sol. Grande abraço!

21 de abril de 2012 às 22:11  
Blogger MARILENE disse...

Todos os finais de dia deveriam ser assim, com olhares que levam a melancolia e a solidão, tomando-nos de paixão.

Perdoe-me a ausência, mas viajei duas vezes e me atrasei para essa preciosa visita.

Bjs.

28 de abril de 2012 às 19:35  
Blogger Paula disse...

Lindo... ... ...

3 de maio de 2012 às 17:34  
Blogger Graça Gouveia disse...

Boa tarde Sol da Esteva.
_Grata pelo convite, embora desnecessário, uma vez que o faço com alguma assiduidade, para " entrar " no seu Blogue e ler muitas das suas fabulosas Histórias/Poemas/Memórias, etc.
Não bastasse esta parte, apetece cá vir e, tal como diz, para ouvir a fabulosa Música... e que bem selecionada está! Aliás, já tinha comentado anteriormente.
Grata por nos proporcionar tal prazer, desejo-lhe cont. de bom fim de semana.
Pf pode enviar sempre o que lhe apetecer...
Cumprimentos cordiais.
Graça

26 de maio de 2012 às 15:25  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial