SEJAM MUITO BEM VINDOS A ESTE BLOG!--------ABRAÇOS,------SOL da Esteva

sábado, 21 de janeiro de 2012

Olhando esse caminho








Olho a imagem, de ti,
Que trago sempre em meu peito.
Tenho-a, no meu conceito,
Pelo amor que recebi.

Mui grato, te ficarei,
Em haveres retribuído
Todo o amor, por mim vivido,
Mesmo em silêncio. Sei!

Sinto o vazio, sozinho,
Porque a saudade apertou.
E nada de ti voltou

Por esse mesmo caminho
Que fica perto de ti.
E não te vi. Não te vi...



SOL da Esteva

Etiquetas: , , ,

53 Comentários:

Blogger Rui Pires - Olhar d'Ouro disse...

Belo poema, algo que não é novidade, é certo...
Por vezes escutamos os silêncios o que eles nos transmitem e não é tão pouco quanto isso mas a saudade aperta... por certo!

Abraço caro amigo!

21 de janeiro de 2012 às 09:54  
Blogger Maria Luiza disse...

Lindo, Sol! Mais um, no qual derramas tua sensibilidade excepcional!
Lindo final de semana também! Abraços!

21 de janeiro de 2012 às 10:11  
Anonymous Anónimo disse...

Eu sei! há caminhos, que só fazem sentido, quando percorridos as dois, e só o sonho, a esperança, consegue ainda alimentar, como se fossemos eternos.
É preciso alimentar o sonho, meu amigo Sol!
E o sol é a estrela maior, que alumia e aquece a vida, que cria!

Gostei muito.

Um beijo e um bom fim de semana.

F.M.

21 de janeiro de 2012 às 10:13  
Blogger Luar disse...

A saudade espreitando por detrás das palavras.
Beijinho

21 de janeiro de 2012 às 10:17  
Blogger Magia da Inês disse...

°º✿
º° ✿ ✿⊱╮
O verdadeiro amor não morre... está sempre presente assim como o lirismo dos seus versos.
Bom fim de semana!
Beijinhos.
Brasil°º✿
º° ✿ ✿⊱╮

21 de janeiro de 2012 às 10:56  
Blogger manuel fernando disse...

Precioso y hermoso poema, gracias por acariciar nuestro corazón con la magnifica belleza de tus versos, transformado en una ilusionada nostalgia. Que pases un feliz fin de semana lleno de sensaciones positivas. Un abrazo desde la distancia de un amigo.

21 de janeiro de 2012 às 11:19  
Blogger Everson Russo disse...

Que esse caminho de vida seja repleto de paz...serenidade, versos e no fim,,,o amor...abraços de bom sa'bado pra ti amigo.

21 de janeiro de 2012 às 12:13  
Blogger Tunin disse...

Que este mesmo caminho que levou ao amor possa trazê-lo para enfeitar o teu coração solitário! Beleza de poema, meu poeta.
Abração.

21 de janeiro de 2012 às 12:33  
Blogger edumanes disse...

Este caminho me faz lembrar,
Por onde, já antes, passei
Lá onde o Sol mais brilhar
Aquele lugar que nunca esquecerei.

No Alentejo pensei,
Com sua beleza natural
É planície bem sei
Faz parte de Portugal.

Mui grato, este poema que li,
Escrito por Sol da Esteja
É dos muitos que já vi
Mostrando paisagista natureza!

Desejo bom fim de semana, para você.
Com a continuação dos sempre fantásticos poemas.
Um abraço
Eduardo.

21 de janeiro de 2012 às 15:04  
Blogger Sergio Martins disse...

O caminho do amor é assim, sem explicação e traz consigo uma expectativa de dor; mas é a melhor escolha que podemos fazer. Tenha um bom fim de semana!

21 de janeiro de 2012 às 15:15  
Blogger Célia disse...

Caminhos, encontros, idas sem volta... desencontros... e o que fica é a visão solitária! Românticamente belo!
Abraço, Célia.

21 de janeiro de 2012 às 22:19  
Blogger BRISA disse...

QUERIDO AMIGO
EM RITMO DE ROCK
JA ESTOU DANÇANDO RSRSRS.NO AMOR A SAUDADE FAZ PARTE.Quando uma saudade vier ao teu encontro, deixe dos olhos rolar uma lágrima, do coração uma saudade e dos lábios um sorriso, pois a suprema vontade da vida é rir quando se tem vontade de chorar!" Só existem dois dias no ano que nada pode ser feito. Um se chama ontem e o outro se chama amanhã, portanto hoje é o dia certo para amar, acreditar, fazer e principalmente viver. O surgir de cada dia, vem sempre com nova mensagem de esperança! Que a cada amanhecer, brote uma flor para alegrar seu dia! Agradeça a Deus, tudo que você recebe... O ar que você respira; os amigos que você tem; o alimento do seu dia-a-dia; a capacidade de amar e a alegria de ter tanto para agradecer.

Abra a janela do seu coração e deixe entrar por ela tudo de mais lindo como AMOR enfim tudo que venha tornar você extremamente feliz e sua vida tem que ser vivida sempre com toda Felicidade! Fique com Deus! (Shalom)
UM FELIZ DOMINGO.
BRISA

22 de janeiro de 2012 às 01:04  
Blogger ANALUZ disse...

eu sei, a saudade mata dentro, por vezes ...

e o não retornar faz parte da Vida

encontros, desencontros, reencontros!!

a vida é feita por ela mesma, e por nós, a cada segundo

e, nada é por acaso...


abraço

22 de janeiro de 2012 às 02:48  
Blogger *Simone Poesias* disse...

Muito linda sua poesia. A saudade é que fica e dói.
Parabéns!
Bjos XD

22 de janeiro de 2012 às 06:42  
Blogger blog. da Tereza Maria disse...

Olá amigo
Acordei e vim buscar um sonho aqui
Lindo poema de amor onde a alma se desnuda e o coração fala de sentimentos nele habitado
Um abraço poético!

22 de janeiro de 2012 às 10:33  
Blogger Antonio Rubilar B. Valente disse...

Grande amigo!!!Saudade dói!o amor dói e a vida da gente, sangra a alma e a nossa essência.Ótima poesia!Gostei! Vim te visitar e te convidar a fazer um brinde à S.Paulo em meu blog.Dê uma passadinha por lá quando você tiver um tempo.Afetuoso abraço,
Rubi Valente.

22 de janeiro de 2012 às 15:17  
Blogger Evanir disse...

Sol meu anjo Querido.
Eu não sou poeta apenas escrevi
tudo que trago na alma.
E você com sua imensa sabedoria entendeu
meu solitário recado.
Eu sei você conhece minha alma e meu coração
muitas vezes machucado.
Embora triste sempre calado porque acredito no amor
de Deus .
Sol eu sonho acordada porque
dormindo tenho só pesadelo..
Mais sonhar acordada ainda é um privilégio para mim
esse direito me reservei desde que conheci o nome do seu blog.
Lindo seu poema .
Como todos que você escreve sempre falando de amor.
Deixando um beijo meu no seu coração.
Evanir..

22 de janeiro de 2012 às 16:16  
Blogger Anne Lieri disse...

Sol,sempre muito lindos os teus sonetos!É mesmo triste amar alguém,percorrer um caminho e não encontrar a pessoa amada!Gostei!Bjs e meu carinho!

22 de janeiro de 2012 às 17:05  
Blogger Integração Histórica disse...

Boa tarde , caro Sol da esteva . Primeiramente é um lisonjeia pisa em solo Acordar sonhando , e fazes da sua arte sentido coesivo ao nome do blogger .
Belo poema , Sol , BELO POEMA!!! De exaltação a caminhada passada , faltou algo e se perguntas o que ?
" Por esse mesmo caminho
Que fica perto de ti.
E não te vi. Não te vi... "
Há um pouco de dor no verdadeiro amor que sentiste . Amor que guardará para toda a vida.

Maravilhoso poema !

22 de janeiro de 2012 às 17:27  
Blogger Jossara Bes disse...

Sol Querido!

"Saudade é o amor que fica"!
Alquimia perfeita transformada em
doces palavras, em linda poesia!
Beijos, poeta!
Tenha uma linda semana!

22 de janeiro de 2012 às 19:34  
Blogger Tiago Braga disse...

As saudades são umas estranhas e dolorosa forma de sentir e acima de tudo dar valor ..... Mas o que nos conforta é sempre a possibilidade de o amanha vir a matar estas saudades!

22 de janeiro de 2012 às 20:07  
Blogger Elio disse...

Ciao Sol, ho colto l'occasione per testare il traduttore che mi hai consigliato. Non è perfetto, ma aiuta effettivamente a capire meglio il testo in una lingua non conosciuta. Ottima la poesia e verrò ancora al più presto.

22 de janeiro de 2012 às 20:55  
Blogger ANTÓNIO SANTOS (TOMANEL) disse...

Mais um lindo poema num fim de semana cheio de Sol.
Saudades, quem não as tem...
Um grande abraço cá do Algarve.

22 de janeiro de 2012 às 22:52  
Anonymous Anónimo disse...

Eu sou a brisa que passa
Por caminhos em ansiedade,
Consolo todos os rostos
Em que pressinto a saudade.

Vou percorrendo os caminhos
Na busca do meu farol,
Distribuindo amor,
Entre a esteva e o Sol!

Aquele abraço
MMourão

23 de janeiro de 2012 às 00:09  
Blogger São disse...

O fundo musical tirou-me anos de cima.

O poema? Gostei, mas achei-o triste.

Boa semana.

23 de janeiro de 2012 às 11:34  
Blogger Patrícia Pinna disse...

Bom dia, amigo e poeta Sol. Versos tão lindos, onde o amor existe dentro de ti, sem esperar uma concretização, a presença física.
O seu amor é de alma, e é com ela que você sente a distância, uma separação de corpos, mas não de sentimentos.
Um beijo na alma, e tudo de bom.
Tenha um lindo dia, amigo, uma excelente semana de paz!

23 de janeiro de 2012 às 11:59  
Blogger Sonhadora disse...

Meu querido amigo

As saudades ficam sempre dentro de nós, no mais fundo do nosso sentir.
Como sempre um poema Intenso.

Deixo um beijinho com carinho
Sonhadora

23 de janeiro de 2012 às 19:05  
Blogger 。♥ Smareis ♥。 disse...

A nossa caminhada por vezes e cheia de saudades e lembranças, devidos a tantos desencontros.
Beijos e ótima semana amigo.

23 de janeiro de 2012 às 21:42  
Blogger Evanir disse...

Por esse mesmo caminho
Que fica perto de ti.
E não te vi. Não te vi...
LINDO DEMAIS !!!
LINDA TAMBÉM SÃO AS MUSICAS QUE
PARA E FICO A OUVIR SEMPRE.
E BATE SAUDADES EU CONHEÇO ESSAS MUSICAS
DE MOMENTOS A MUITO TEMPO VIVIDO.
e SEMPRE MARAVILHOSO PODER VOLTAR NO TEMPO E SONHAR.
UMA LINDA SEMANA BEIJOS MEUS NO SEU CORAÇÃO.
EVANIR.

23 de janeiro de 2012 às 22:51  
Blogger rosa-branca disse...

Olá amigo Sol, lindo poema de amor e saudade que adorei. Beijos com carinho

24 de janeiro de 2012 às 00:17  
Blogger Lindalva disse...

pela longa estrada da vida... Vim te convidar a participar das brincadeiras pelo aniversário de 2 anos de renascimento da minha Ilha. O convite está acima das postagens e basta dá um clic que serás levado a festa. Temos 2 brincadeiras e a grande festa dia 13 de fevereiro. Te espero lá. Beijos no coração ♥ ♥ ♥

24 de janeiro de 2012 às 02:43  
Blogger OceanoAzul.Sonhos disse...

Quando o amor se transforma em recordação, a saudade doi e aperta.
Poema com muito sentir.

beijinhos
cvb

24 de janeiro de 2012 às 13:02  
Blogger AFRICA EM POESIA disse...

lindo poema de Amor
foi bom ler e sentia a beleza do poema


um beijo poetico

24 de janeiro de 2012 às 21:25  
Blogger Maria José Rezende disse...

Bonito blog. Parabéns. Grande abraço.

24 de janeiro de 2012 às 22:21  
Blogger Manuel disse...

Em 14 versos, apenas, deixa desfilar um mundo de emoções.
São os sentimentos, o amor, a paixão e alguma nostalgia que de forma harmoniosa se encadeiam em mais um belo soneto.

24 de janeiro de 2012 às 22:40  
Blogger Lilá(s) disse...

O verdadeiro amor está sempre presente. Como sempre um beleza de poema!
Bjs

ps: deixei de receber o mail das actualizações deste blogue!!!

24 de janeiro de 2012 às 23:06  
Blogger Lúcia Bezerra de Paiva disse...

Não há como, sair desse caminho!
É nele, que encontro um terno amor!
Vou e volto, sempre, para aspirar poesia...

Beijo, SOL,
da Lúcia

25 de janeiro de 2012 às 01:30  
Blogger Sonia Pallone disse...

Sentimentos de amor...É disso que sinto meu coração transbordar, ao vir no teu espaço, sentir sua poesia, viajar no teu compasso...Beijos&Carinhos.

25 de janeiro de 2012 às 02:07  
Blogger Everson Russo disse...

Um belo dia de paz pra ti meu amigo,abraços.

25 de janeiro de 2012 às 10:23  
Blogger *Simone Poesias* disse...

Olá Sol, fico grata com sua visita e comentário.
Suas poesias sempre lindas. E essa música é linda!!
Bjoss xD

26 de janeiro de 2012 às 17:02  
Blogger Multiolhares disse...

o caminho do amor ainda que um dia se deixe de cruzar figa sempre gravado a fogo no coração
bj

26 de janeiro de 2012 às 18:02  
Blogger Nilson Barcelli disse...

Os teus sonetos, para além da tua "imagem de marca" habitual, são sempre muito bons.
E este não foge à regra.
Um abraço, caro amigo.

26 de janeiro de 2012 às 20:01  
Blogger manuela barroso disse...

Querido Amigo Sol,
Pensei que andava ainda distante!
E deparo com uma linda poesia.
A nostalgia, visita-nos de quando em vez!
Abraço

26 de janeiro de 2012 às 22:52  
Blogger ॐ Shirley ॐ disse...

Olá, Sol, o amor também tem seu lado triste. Muito bonito o seu poema. Beijos, amigo!

27 de janeiro de 2012 às 16:41  
Blogger Jesus te ama! disse...

O QUE DIZER DIANTE DESTAS PALAVRAS TÃO VERDADEIRAS PARECE ATÉ DESABAFO ABRAÇO QUERIDO DEUS TE ABENÇOE

27 de janeiro de 2012 às 16:59  
Blogger MARILENE disse...

Essa visão, tão desejada, permanece na lembrança, alimentando a saudade. Seus versos são sempre encantadores, mesmo na nostalgia que por vezes nos traz. Transbordam sensibilidade.

Bjs.

27 de janeiro de 2012 às 17:01  
Blogger Maria José Rezende disse...

Olá. Lindas palavras de amor. Parabéns. Grande abraço.

27 de janeiro de 2012 às 17:11  
Blogger Anne Lieri disse...

Sol,poema muito inspirado de amor e saudade!Gosto muito de te ler!Bjs e bom fim de semana!

27 de janeiro de 2012 às 19:47  
Blogger Luana Barcelos Dantas disse...

Amei o poema...
Querida amiga, obrigada pelo comentário no meu blog, gostei muito.
Bjos
Luana Barcelos Dantas

27 de janeiro de 2012 às 20:23  
Blogger Patrícia Pinna disse...

Boa noite, Sol. Como já deixei o meu comentário, vim reler, e te desejar um fim de semana abençoado para você e sua família.
Um beijo na alma.

OBS:GOSTO MUITO DE VOCÊ, SUA PERSONALIDADE, E ESCRITA.

27 de janeiro de 2012 às 21:20  
Blogger ★MaRiBeL★ disse...

…………(‘ ” ” () ♥
……….(“( ‘o’ , ). ♥
……….(“)(“)(,,). ♥
(¯`ღ´¯)(¯`ღ´¯)
..`•.¸(¯´ღ´¯)¸.•´
........`•. ¸.•´.
Lovely Kisses
★MaRiBeL★

31 de janeiro de 2012 às 16:59  
Blogger BLOG DE POESIAS DO PROFEX disse...

Poema recheado de saudades. Mas se houve saudade foi porque valeu!
Abraços, companheiro!

31 de janeiro de 2012 às 17:59  
Blogger Rui Pires - Olhar d'Ouro disse...

Mesmo em silêncio, sentimos por vezes retribuição!

Excelente caro amigo!

(deixei de receber os avisos destas mensagens no mail!)

Abraço

3 de fevereiro de 2012 às 15:43  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial