SEJAM MUITO BEM VINDOS A ESTE BLOG!--------ABRAÇOS,------SOL da Esteva

segunda-feira, 5 de dezembro de 2011

Força de Viver



Senti, irreal, o teu corpo perto.
Ouvi, sussurrar, tua voz, Mulher.
Olhei em teus olhos e vi aberto
O teu coração, a se me oferecer.

Renasceu, em mim a nova esperança!
Eu sou aquele que anseia viver
Inteiro para ti, na minha herança
De um dia nos achar-mos sem sofrer.

Quem é, dentre os mortais, que não se vê
Na força de viver e de amar?
Apenas quem não vive sem se dar,

Terá por solidão, e por mercê,
Amargas dores do tempo já perdido
Na ânsia, sem Amor, de haver nascido.



SOL da Esteva

Etiquetas: , , , ,

41 Comentários:

Blogger ANTÓNIO SANTOS (TOMANEL) disse...

O positivismo é das coisas mais importantes que deve existir entre um homem e uma mulher. Quando alguém cai, estará por perto o outro que lhe dá a mão para o(a) levantar.
Assim é a força de viver e de amar, como tu o dizes neste teu belo soneto.
Abraço cá do Algarve.

5 de dezembro de 2011 às 10:37  
Blogger Tunin disse...

Necessitamos sempre de um ombro sincero para derramarmos nossas lágrimas. E o melhor é esta cumplicidade entre um homem e sua mulher.Teus sonetos são maravilhosos.Que tu cresças a cada dia!Abração.

5 de dezembro de 2011 às 10:45  
Blogger Everson Russo disse...

Tão pleno e tão poético quando alguém faz renascer em outro alguém essa força de viver...abraços de boa semana pra ti amigo.

5 de dezembro de 2011 às 10:53  
Blogger Leninha disse...

É tão sublime o amor
O amor que tem da meiga flor
O perfume,a cor
E não pode haver no mundo
Seja lá quem for
Sorrindo
SEM TER UM GRANDE AMOR

Sol muito querido,

Esta foi a música que,nos idos anos cinquenta,embalou os meus sonhos de menina moça,antes do Rock e do Twist...e a você eu a dedico,pelo aniversário de seu blog e pela beleza de poema que veio iluminar a minha segunda feira...
Te gosto muito,amigo.
Bjsssss ensolarados,
Leninha

5 de dezembro de 2011 às 11:00  
Anonymous Anónimo disse...

"Eu sou aquele que anseia viver...*inteiro para ti!

"Amargas dores do tempo já perdido*))

Um poema de amor que me tocou, vivo assim... à procura de um amor* que não precise me fazer sofrer..."Sonho* * *(?)

Abraços.
Mery/ Rio de Janeiro*))

5 de dezembro de 2011 às 11:05  
Blogger Marina-Emer disse...

precioso tu soneto de amor

es un placer visitarte
feliz semana ,un abrazo
Marina

5 de dezembro de 2011 às 11:15  
Blogger Célia disse...

Olá SOL! Yesterday... tive um amor único que trago comigo ad eternum... Posso dizer que entre os mortais me doei e me doo ainda a esse amor, hoje em outra esfera, mas autêntico como sempre! Lindíssimo seu poema! Destaco: ..."Quem é, dentre os mortais, que não se vê / Na força de viver e de amar? / Apenas quem não vive sem se dar,"...
Abraço, Célia.

5 de dezembro de 2011 às 11:18  
Blogger Evanir disse...

Sol.
A força do amor é tudo em nossas vidas
faz nascer novas esperanças acreditar no milagre da vida.
Quando julgamos estar perdendo as forças eis que de subito
voltamos a luta para renascer das cinzas.
Seu poemo tocou fundo meu coração também desejo imensamente
voltar a sonhar com um futuro menos triste com novo colorido .
Uma linda semana para você paz e luz.
Evanir

5 de dezembro de 2011 às 11:23  
Blogger Jossara Bes disse...

Sol Querido!

Como é bom "acordar sonhando", com tão linda poesia!
Tenha uma linda semana!
Beijos!

5 de dezembro de 2011 às 12:13  
Blogger Alexandre Mauj Imamura Gonzalez disse...

Que beleza de poema. o amor... sem ele não vivemos, é verdade
boa semana, amigo

5 de dezembro de 2011 às 12:15  
Blogger Luar disse...

Sol

Lindo demais.
Realmente quem não se dá não vive mesmo, permanece em estado letárgico.

Beijinho

5 de dezembro de 2011 às 14:25  
Anonymous marialuizasaes disse...

Olha Sol, neste poema o amor está com força total. Penso que é assim que devemos tê-lo para com o próximo: com força total! Lindo poema! Abração!

5 de dezembro de 2011 às 14:37  
Anonymous Anónimo disse...

Caro Amigo

É um poema lindo, de força, de esperança, de vontade de viver!
Um poema, onde o coração acordado, sonha...e, há poucas coisas mais importantes que o sonho, apenas, o ver transformado em realidade...

Nunca deixe de sonhar!

Um abraço, meu amigo!

F.M.

5 de dezembro de 2011 às 14:42  
Blogger ana costa disse...

Quem já não viveu ou sonhou viver um amor assim?
Pleno, total, absoluto...
Parabéns amigo por mais esta linda homenagem a esse tão nobre sentimento que é o amor....
Um beijo

5 de dezembro de 2011 às 16:14  
Blogger Rui Pires - Olhar d'Ouro disse...

"Quem é, dentre os mortais, que não se vê
Na força de viver e de amar?
Apenas quem não vive sem se dar"...

Bonito poema, mas destaco este trecho, é impressionante o que ele transmite!
Gostei imenso!

Abraço,

Rui

5 de dezembro de 2011 às 16:21  
Anonymous Jorge disse...

Mais um poema, excelente, em que a Mulher e o Amor, estão bem presentes. É sempre bom ler e sentir a importância que o poeta dá à Mulher na poesia que escreve.

Um abraço,

5 de dezembro de 2011 às 16:50  
Blogger Mário Margaride disse...

Belo poema, meu amigo!

Muita força e determinação em cada palavra.

Gostei muito!

Abraço e boa semana!

Mário

5 de dezembro de 2011 às 16:57  
Blogger MARILENE disse...

Essa música de fundo é linda!!!!! (a francesa)
Você fala de amor com AMOR. Demonstra em seus versos a importância do sentimento em sua vida. E isso é encantador.

Bjs.

5 de dezembro de 2011 às 18:41  
Blogger Simone MartinS2 disse...

Boa noite, mas para que sofrer?
Se o amor existe e persiste,
o bom mesmo e vive-lo a cada momento!
Lindo teu poema. adorei!
Abraços

5 de dezembro de 2011 às 22:29  
Blogger Manuel disse...

Se não houvesse poetas quem poderia cantar o amor!
E por haver poetas, como o Sol da Esteva, temos estes belos sonetos
para nos encantar.

5 de dezembro de 2011 às 22:46  
Blogger Anne Lieri disse...

Que maravilha de soneto!Eu adorei!Parabéns!Bjs,

6 de dezembro de 2011 às 20:03  
Blogger »♥»♥«Nati Caetano»♥»♥« disse...

Olá amigo Sol!
Esta poesia é sublime,como se o olhos falassem e o coração dispara no querer de um dia distante que se foi, a mulher que vistes,nos sonhos dourados cantando o Amor, cantando a dor e a solidão.Viver é algo belo,mas o Amor só acaba para quem não sabe amar.
Deixo aqui meu carinho e minha amizade.Beijos no coração amigo.Ah! as músicas são lindas, vou ficar aqui escutando, tempo de nostalgia e dará para fazer uma linda poesia.Naquele tempo que se foi,a canção era a nossa alegria do eterno Amor,e dançamos naquele dia olhar no olhar e ficamos a deriva dos nossos desejos e por ai vai...estou indo..senão vou ficar aqui...Tchau

6 de dezembro de 2011 às 20:38  
Blogger »♥»♥«Nati Caetano»♥»♥« disse...

Ah, eu ainda estou aqui, escutando Venus By Shocking Blue e também yellow River e Carlos Santana, adoro este guitarrista fatal..Dire Straits e aqui tem uma bela coleção...Ai Meu Deus..Vou indo..Bjs

6 de dezembro de 2011 às 20:45  
Blogger Milla Carol disse...

digno, lindo tudo aqi.
http://pormedodefalar.blogspot.com/

6 de dezembro de 2011 às 22:49  
Blogger Nilson Barcelli disse...

A força que é preciso para ter força de viver...
Magnífico soneto, como sempre.
Gostei imenso.
Um abraço, caro amigo.

7 de dezembro de 2011 às 00:06  
Blogger © Piedade Araújo Sol disse...

um soneto pleno de esperança.

gostei!

um beij

7 de dezembro de 2011 às 08:24  
Blogger Everson Russo disse...

Um belo dia repleto de poesia pra ti meu amigo...abraços fraternos...

7 de dezembro de 2011 às 10:44  
OpenID nacasadorau disse...

Perfeito e não menos belo soneto, onde o amor sempre reina.

Beijinho, amigo Sol.

7 de dezembro de 2011 às 21:54  
Anonymous manuela barroso disse...

Lindo soneto de um acordar de novo para vida
E surge de novo...a uz do Sol...
Bjis

7 de dezembro de 2011 às 22:59  
Blogger Marina-Emer disse...

muchas gracias amigo por tu visita es un placer recibirte en mi casa
un abrazo
Marina

8 de dezembro de 2011 às 12:09  
Blogger Elio disse...

Ciao Sol, un passaggio veloce. Giusto il tempo per farti i miei auguri di buon compliblog ed i complimenti per la foto del sole e per il tuo poetico testo. A presto.

8 de dezembro de 2011 às 15:14  
Blogger Sonhadora disse...

Meu querido amigo

Morremos e renascemos tanta vez, mas que a esperança não nos deixe, adorei como sempre e deixo um beijinho.

Sonhadora

8 de dezembro de 2011 às 20:00  
Blogger rosa-branca disse...

Olá amigo, lindo soneto de amor, como sempre e ao que já nos habituaste. Adorei. Beijos com carinho

8 de dezembro de 2011 às 23:55  
Blogger Marina-Emer disse...

gracias por tu visita ...ha sido un placer recibirte con el vaiven del mar en mi poesia
un abrazo
Marina

9 de dezembro de 2011 às 14:16  
Blogger Milla Carol disse...

Obrigada pela visita, amei aqui
poesia quente como os sol.

9 de dezembro de 2011 às 14:29  
Anonymous maria luiza saes de rezende disse...

Sol, meu querido amigo, suas poesias acalentam nossa alma e fazem-nos suspirar. Que você tenha um lindo e ensolarado final de semana! Grande abraço!

9 de dezembro de 2011 às 18:17  
Blogger Anne Lieri disse...

Sol,passando para reler esse belíssimo e inspirado soneto e desejar um bom final de semana!Bjs,

9 de dezembro de 2011 às 18:51  
Blogger Rafah Jenuino|Publishing Group. disse...

Olá!
Gostei muito do teu espaço, e estou segundo – te!

“ Pois o que realmente importa é a observação, sem ela o olhar perde a graça...”

Um abraço, Rafah – Blog Eternus!
http://eternizadoempalavras.blogspot.com/

9 de dezembro de 2011 às 20:27  
Blogger Manuel disse...

É sempre agradável voltar e levar mais um pouco da magia dos seus sonetos.

9 de dezembro de 2011 às 22:41  
Blogger »♥»♥«Nati Caetano»♥»♥« disse...

OLá meu querido amigo Sol.Amigo vim aqui desejar um feliz feliz de semana,e também dizer,o meu muito obrigada pela sua amizade linda.Amigo, agora está aparecendo os seguidores,e eu 2x rsrs.Jà li e reli sua poesia bela.Beijos no seu coração e muita luz no seu caminhar.Nati

10 de dezembro de 2011 às 19:13  
Blogger Sergio Martins disse...

Maravilhoso poema; parabéns! Amar e amar sempre, eis o sentido de viver!

18 de janeiro de 2012 às 19:34  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial