SEJAM MUITO BEM VINDOS A ESTE BLOG!--------ABRAÇOS,------SOL da Esteva

sábado, 29 de janeiro de 2011

Vivências


Adorei esses momentos,
Permitidos, junto a ti.
Felizes encantamentos
Que tanto, tanto, vivi.

Não sabes quanto me deste
Num beijo de compaixão!
Felicíssimo, fizeste
O meu pobre coração.

E não quererei dizer
Que não estou apaixonado.
Antes, pretendo querer

Um amor silenciado,
Cheio de sonho e prazer,
Do que a vida tenha dado.

SOL

Etiquetas: ,

9 Comentários:

Blogger ANTÓNIO MANUEL SANTOS disse...

Este lindo poema de amor já chegou ao Algarve, e, daqui de Faro, felicito-te por mais um belo "exemplar".
Eu e http://www.umraiodeluzefezseluz.blogspot.com
dão-te muitos parabéns.
Xau SOL amigo...

29 de janeiro de 2011 às 16:00  
Blogger Paula disse...

wow.. entao a ultima estrofe esta qualquer coisa de fenomenal.. wow..

29 de janeiro de 2011 às 17:07  
Anonymous DAD disse...

Eu já estou como o António Manuel! Começa mas é a pensar publicar um livro pois os teus poemas são lindos!
Quero ler meis!
Bom fim de semana e um beijinho,

29 de janeiro de 2011 às 22:57  
Blogger Multiolhares disse...

Por vezes encontramos a felicidade, em pequenos instantes, em pequenas atenções
Bj

31 de janeiro de 2011 às 20:35  
Blogger Laura disse...

Não queiras para ti
beijos de compaixão
pois assim não terás
para quem abrir o coração...

estive fora, voltei ontem..sorry.

beijinho da laura

2 de fevereiro de 2011 às 21:54  
Blogger Laura disse...

Pois é, momentos de felicidade fugaz, mas mais vale assim que nada, será?
beijito.

laura

4 de fevereiro de 2011 às 17:28  
Blogger Sergio Martins disse...

Sem tal paixão a vida é insossa! Abç!

9 de junho de 2011 às 22:39  
Blogger Jossara Bes disse...

Olá Sol!

Tudo bem com você?
Gosto tanto de seus poemas!

Desejo a você uma linda semana!

Beijos!

3 de outubro de 2011 às 01:18  
Blogger Dorli disse...

Olá Sol:
Tu escreves mui biene.
Amor mora no teu coração
Quanta vivência:
Uma estrofe para ti:

Me encontraste por acaso
Tão longe do teu Portugal
Amigos para sempre saudoso
Pena a distância, mais virtual

Abraços

8 de junho de 2012 às 17:12  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial