SEJAM MUITO BEM VINDOS A ESTE BLOG!--------ABRAÇOS,------SOL da Esteva

sábado, 15 de janeiro de 2011

Alento



Ao meu encontro vieste,
Alma gémea, alma amada.
Tu tanto, tanto me deste
Nesta vida apaixonada…

Eu resisto, até poder
E tu, também, certamente.
Mas vê, amor, o querer
Pode mais que toda a gente.

Depois, eu logo te vejo
E aí te adorarei;
Contigo eu trocarei,

Se for possível, um beijo.
E novas forças virão
Alentar-me o coração.

Etiquetas: ,

5 Comentários:

Blogger Multiolhares disse...

Quando se encontra a alma gémea o coração sabe, e o que os céus unem os homens jamais separam
beijos

15 de janeiro de 2011 às 23:23  
Blogger Laura disse...

É isso aí, renovo as palavras da Luna (multiolhares) e as pessoas erróneamente julgam que é pecado acabar com o casamento assinado no papel! ELE refere-se a muito mais que isso, que não separem nem tentem separar todos os que se amam de verdade!...mas nem todos entendem!
Bonito.

beijinho de Bom Domingo.

laura

16 de janeiro de 2011 às 10:11  
Blogger ANTÓNIO MANUEL SANTOS disse...

Aí está a prova de que dar e receber um beijo é a coisa mais calentosa deste mundo. Dá arrepios, aquece o coração, dá felicidade, dá carinho, dá esperança e dá tantas coisas mais que não caberiam aqui neste comentário, sobretudo, quando o beijo é partilhado por ambos.

Um abraço e aguardo novo poema.
Santos - Algarve

16 de janeiro de 2011 às 18:59  
Blogger Paula disse...

mei, especialmente os 2 ultimos versos...

16 de janeiro de 2011 às 19:17  
Blogger Paula disse...

Amei

16 de janeiro de 2011 às 19:17  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial