SEJAM MUITO BEM VINDOS A ESTE BLOG!--------ABRAÇOS,------SOL da Esteva

sábado, 12 de junho de 2021

Anos poucos e breves

                                      © SOL da Esteva - Acordar Sonhando

 
 

Durante a vida terrena
Muitas são as provações.
Mantenha-se Alma serena
E amainem-se os corações.

O corpo que nos abriga,
Nos suporta e nos sustém
Até que o tempo nos diga
Que chegamos ao Além.

Voam, as Almas, mais leves
Pela Paz que cá ganhamos
Em anos poucos e breves

Com Memórias que deixamos.
...Ainda assim te atreves
A pensar que desertamos?

 

 
SOL da Esteva

 

Etiquetas: , ,

21 Comentários:

Blogger Roselia Bezerra disse...

Bom dia de sábado, amigo Sol da Estevas!
Um poema de alma apaziguada, de fineza de espírito.
A serenidade nos faz crer no amanhã de glória.
Venham as provações, nosso Deus está â frente.
Seja feliz e abençoado!
Abraços fraternos de paz e bem

12 de junho de 2021 às 10:04  
Blogger " R y k @ r d o " disse...

Deixando a minha admiração, aplauso e elogio, por tão bonito e bem escrito soneto.
.
Feliz fim de semana
.
Pensamentos e Devaneios Poéticos
.

12 de junho de 2021 às 10:37  
Blogger chica disse...

Mais um poema lindo,sobre os breves anos da vida...Lindo! abraços, chica

12 de junho de 2021 às 11:06  
Blogger madrugadas disse...

Grande verdade amigo.
O corpo só nos abriga de dores e ilusões enquanto por cá andamos.
Depois que desta vida partimos num outro mundo nos achamos
E desta vida passageira de trabalhos e canseira nada levamos
Apenas o bem que praticamos com amor e fé só isso lá encontramos.

12 de junho de 2021 às 11:14  
Blogger São disse...

O poema , muito bem escrito, fala ainda acertadamente sobre a nossa passagem por aqui...

Abraço, excelente fim de semana :)

12 de junho de 2021 às 13:10  
Blogger Dalva Rodrigues disse...

Um belo soneto, SOL!
Fé na vida e fé na morte, somos humanos e sonhamos.
Sonho com um mundo mais fraterno aqui onde estamos.
Abraço, meu amigo, bom fim de semana!

12 de junho de 2021 às 13:20  
Blogger Beatriz Pin disse...

A vida é unma proba constante que nos vai pulindo e limando aspereças e aristas.
Preparándonos para o Além a onde imos ligeiros de equipagem.
Expresado sabiamente num dos seus sonetos que gosto de ler e admirar.
Bom finde.
Abraço

12 de junho de 2021 às 14:44  
Blogger Maria Rodrigues disse...

O importante é que os anos que cá estamos sejam vividos com qualidade.
Bom fim de semana
Beijinhos

12 de junho de 2021 às 15:39  
Blogger Cidália Ferreira disse...

Poema magistral. Parabéns, Poeta!:)
-
Coisas de uma Vida
*
Bom fim de semana!
Beijos

12 de junho de 2021 às 17:09  
Blogger Mum disse...

Belo Poema!! É claro que não desertamos!!! XXX

12 de junho de 2021 às 18:35  
Blogger Fê blue bird disse...


A vida é efémera e só nos resta levá-la com sensatez e paz de espírito.
Desertar é desistir, isso nunca!
Muito bonito e refletivo este seu soneto amigo Sol.

Um beijinho.

12 de junho de 2021 às 20:38  
Blogger Hada de las Rosas disse...

Querido amigo, boa noite!
seus poemas me iluminam, enriquecem e aquecem meu coraçao.
Obrigada por tanta beleza e profundos pensamentos.🎼> ԑ̮̑ ঙ Beijos ԑ̮̑ ঙ <🎼

13 de junho de 2021 às 01:57  
Blogger SARA disse...

Um lindo poema sobre a nossa vida aqui na terra um bjo e lindo domingo.

13 de junho de 2021 às 11:32  
Blogger Paula disse...

LIIINDO!!!

13 de junho de 2021 às 14:28  
Blogger Rajani Rehana disse...

Beautiful blog

14 de junho de 2021 às 03:35  
Blogger Rajani Rehana disse...

Please read my post

14 de junho de 2021 às 03:35  
Blogger Julio Vilar pereira Pinto disse...

Belo soneto, a vida é breve e longa alguém determina isso, mas nunca desertamos, partimos para novas missões, abraço

14 de junho de 2021 às 12:53  
Blogger Julio Vilar pereira Pinto disse...

Belo soneto, a vida é breve e longa alguém determina isso, mas nunca desertamos, partimos para novas missões, abraço

14 de junho de 2021 às 12:53  
Blogger Rosemildo Sales Furtado disse...

Por que desertar? Afinal a vida é bela e única. Daí, temos que vivê-la, amá-la e preservá-la. Belo soneto amigo. Parabéns!

Abraços e uma ótima semana para ti e para os teus.

Furtado

14 de junho de 2021 às 19:10  
Blogger lua singular disse...

Oi Sol,
Seu poema é lindo!
Belos tempos idos
Que na memória faz morada
Beijos
Lua Singular

15 de junho de 2021 às 23:32  
Blogger Jaime Portela disse...

Um soneto de mestre, género poético onde o teu talento mais se mostra.
Excelente, gostei imenso.
Bom fim de semana, caro amigo Santos.
Abraço.

18 de junho de 2021 às 08:50  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar feedback [Atom]

<< Página inicial