SEJAM MUITO BEM VINDOS A ESTE BLOG!--------ABRAÇOS,------SOL da Esteva

quarta-feira, 9 de novembro de 2011

Sonhos



Guardo a tua imagem radiosa,
Dos tempos que, juntos, nós passamos.
Bebi teu perfume, minha rosa,
Da taça por onde nos beijamos.

Teus olhos, janelas desta Vida,
São promessas de satisfação;
E eu, gosto deles, minha querida,
Assim, a falar-me ao coração!

Teu peito arfava docemente…
Mas eram os olhos que viviam
Os sonhos de onde, eternamente,

Nós, ambos, havemos renascido;
Também saberemos como o viam,
As Almas que os hajam já vivido.




SOL da Esteva

Etiquetas: ,

39 Comentários:

Blogger © Piedade Araújo Sol disse...

o soneto é uma maneira dificil de fazer poesia na minha opinião, e aqui está um belissimo registo de como se tem talento nesta arte.

parabéns e deixo um

beij

9 de novembro de 2011 às 09:42  
Blogger Yasmine Lemos disse...

Soneto do sonho.Ontem escrevi sobre sonho também,mas está longe dessa beleza de versos.
bom dia Sol!
bj

9 de novembro de 2011 às 10:04  
Blogger ANTÓNIO SANTOS (TOMANEL) disse...

Sonhar, sonhar faz parte da vida.
Adoro sonhar!
Quantas coisas belas estão escondidas neste teu soneto...
Sonhos de amor!
Já alguém dizia que sonhar é amar
E que amar é ter dor.
Abraço cá do Algarve.

9 de novembro de 2011 às 10:37  
Blogger Elio disse...

Ottimo poema Sol. A presto.

9 de novembro de 2011 às 10:44  
Blogger Célia disse...

Olá, SOL! Imagem de profundo amor e, como todos, quando autênticos, sofridos e guardados com muito carinho! Destaco: "Mas eram os olhos que viviam / Os sonhos de onde, eternamente, / Nós, ambos, havemos renascido;"
Magnificamente inspirado! Abraço da Célia.

9 de novembro de 2011 às 12:22  
Blogger Simone MartinS2 disse...

Bom dia querido poeta...
Estou sempre sonhando,
pois os sonhos me alimentam.
E de vidas e amores,
em meus sonhos eu devaneio.
entre delirios e paixoes,
verdadeiras ou fantasiadas,
nao importa! Sou feliz ao acordar...

Adorei...sou a favor do livre arbitreo na poesia...
escrever sem pensar no que, mas sim, com o coração.
Isso voce faz muito bem! Abraços e fique bem!

9 de novembro de 2011 às 12:53  
Blogger Tunin disse...

Eu acho bonito quem sabe sonetar. E tu sonetas como ninguém. É bom sonhar, faz bem à alma.Abração.

9 de novembro de 2011 às 13:03  
Blogger Henrique ANTUNES FERREIRA disse...

Solamigo

Um soneto é um poema
pra poetas de eleição
cuja pena nunca trema
e não trema o coração

E por aqui me fico, apenas com uma singela quadra. Quando tiver coragem e arte acrescentarei outra; quanto aos tercetos - nem falar muito menos prometer.

Olha lá, ó Solamigo:

Eu venho cá (aliás com prazer) boto faladura e tu népia na Travessa. Não se faz; amor com amor se paga. Juro pela minha virgindade (1941/09/20) que assim nunca mais cá volto; jamais!... rsrsrs

Apesar do pesar, abç

9 de novembro de 2011 às 13:47  
Anonymous Anónimo disse...

Sem dúvida meu amigo, que os olhos, dizem o que sentimos e sabemos que todos os que já viveram alguma coisa sabem disso, mas o poema está bonito e sentido.

O meu abraço fraterno

9 de novembro de 2011 às 14:19  
Anonymous Anónimo disse...

peço desculpa por não me ter identificado.

Sou a Felismina Costa

9 de novembro de 2011 às 14:21  
Blogger Jossara Bes disse...

Sol Querido!

Adoro sua forma de "poetar"!
Um dia quero parecer com você na maneira de escrever!
Que os anjos te cuidem!

Beijos!

9 de novembro de 2011 às 15:03  
Blogger Rui Pires - Olhar d'Ouro disse...

Bela exposição sentimental num encontro de palavras que nos soam em coro aos ouvidos!

Abraço caro amigo!

Rui

9 de novembro de 2011 às 15:07  
Blogger MARILENE disse...

Os olhos falam dos sentimentos, em silêncio. E é através deles que gravamos a imagem da pessoa amada, que guardamos nos cantos mais escondidos de nossa alma, a protegê-la de tudo e de todos.
Seus versos são encantadores.

Bjs.

9 de novembro de 2011 às 16:36  
Blogger edumanes disse...

Sonhos são ilusão
Que parecem realidade
Fazem feliz o coração
Mas não é bem verdade

Alguns são medonhos
Até fazem gritar
Por serem estranhos
Tenho medo de sonhar!

Desejo uma boa noite para você
amigo Sol da Esteva,
Um abraço
Eduardo.

9 de novembro de 2011 às 21:53  
Blogger Dayse Sene disse...

Meu querido Sol!
Lindo poema...e como é bom sentir o doce sabor dos beijos, de quem amamos...
Poderiam nunca sair dos nossos lábios.
Um dia espetacular...
que você, tenha sempre motivos para sonhar.
Um grande abraço.

PS: Muito boas as músicas tocadas aqui em seu canto...fazem-me sonhar mais ainda, quando volto as minhas lembranças...
Bom gosto você tem. Beijos.

10 de novembro de 2011 às 10:02  
Anonymous simone martins disse...

Bom dia! Não quero ficar sozinha,
mas sim, em total momento de reflexão.
Tenho que deixar de lado a rejeição.
Trabalhar minha luz interior, mente e espirito.
E depois, mais calma, tranquila e em Paz...
Peço a volta de todos...Todos aqueles que me amam!

Obrigada pelo carinho, espero que esteja tudo bem contigo.
Adoro ler-te, poeta sensivel...abraços e fique bem! Estou bem!

10 de novembro de 2011 às 12:52  
Blogger Dayse Sene disse...

Ah, Sol! Fiquei horas aqui me deliciando com a suas música...seu gosto é muito semelhante aos meus nesse quesito, rs...
Um grande abraço...depois volto, para te curtir mais...

10 de novembro de 2011 às 14:26  
Blogger manuela barroso disse...

Belo ambiente musical, que combina na perfeição com a musicaidade do seu soneto, Sol!
Um muito bem conseguido soneto! parabéns.
Bjis

10 de novembro de 2011 às 23:44  
Blogger manuel fernando disse...

Precioso y hermoso poema, con unos lindos versos al canto del amor, "soñar es parte de nuestra vida", gracias por compartir. Que pases un feliz fin de semana lleno de sensaciones positivas. Un abrazo desde la distancia de un amigo.

11 de novembro de 2011 às 16:10  
Blogger Marina-Emer disse...

Y en las estrellas de mi pensamiento,

Roza los mares mi corazón herido

Dónde mi amor será muro escondido,
******************************************
PRECIOSOS TUS VERSOS ...ES UN PLACER VISITAR TU BLOG
FELIZ FIN DE SEMANA
UN ABRAZO
mARINA

11 de novembro de 2011 às 18:04  
Blogger Janita disse...

Olá SOL!

Ah, agora sim!

Desde o título ao poema tudo é encanto e satisfação de belas recordações, dessa grande felicidade que é amar e ser amado.

Gostei muito de te ver mais animado.

SOL, esqueço-me sempre de fazer referência às imagens que são tão lindas!
Como têm o teu nome suponho, ou melhor, tenho a certeza que são de tua autoria. Esta é muito curiosa por se encontrar um pouco desfocada. Percebo pouco dessa Arte, mas penso que esse efeito não aconteceu por acaso. Isso dá-lhe um certo ar de mistério.

Um beijo.
Tem um bom fim de semana.

Janita

11 de novembro de 2011 às 21:19  
Blogger Lúcia Bezerra de Paiva disse...

Bom dia, SOL, amigo

Estou retornando do que, me parece, foi um Sonho.
Estou bem Acordada, sei que outros sonhos virão,acordada, ou não! Estou forte e serena, para o Hoje e o Amanhã,sem me esquecer do
Passado. É o passado que mais me fortalece,Hoje...

Beijo,
da Lúcia

12 de novembro de 2011 às 13:07  
Blogger Manuel disse...

A alma de um poeta está sempre apaixonada e é essa paixão que alimenta e dá azo a toda a inspiração.
Sinto nos seus sonetos todo esse encanto e magia.
Bom poema caro Sol

12 de novembro de 2011 às 15:16  
Blogger ॐ Shirley ॐ disse...

Um poema de amor sempre nos faz viajar dentro de nós mesmos. Sol, um beijo!

12 de novembro de 2011 às 17:14  
Blogger Magia da Inês disse...

♡°
º✿
º° ♥✿
Seus sonetos são sempre bonitos.
Bom fim de semana!
Beijinhos.
Brasil
♥♡

13 de novembro de 2011 às 02:42  
OpenID nacasadorau disse...

Um soneto perfeito e com o sentir se sempre, do grande poeta.
Parabéns amigo.

Tenha um bom Domingo
Beijinho

13 de novembro de 2011 às 09:45  
Blogger Isabel Maria Rosa Furtado Cabral Gomes da Costa disse...

A nossa memória eterniza momentos divinos. E, enquanto houver memória, a imortalidade é uma realidade.
Um abraço.

13 de novembro de 2011 às 13:51  
Blogger Everson Russo disse...

Sonhos de amor que sempre estarão guardados na alma..abraços de boa semana pra ti ammigo.

13 de novembro de 2011 às 14:21  
Blogger Sonhadora disse...

Meu querido amigo

Um poema que é um hino de amor...e ao amor.
Belo como sempre ler a tua inspiração.

Deixo um beijinho
Sonhadora

13 de novembro de 2011 às 18:35  
Blogger OceanoAzul.Sonhos disse...

Sonhos de amor, quem os não tem... escrevem dentro do poeta sentimentos, palavras que nos tocam sempre.

Como sempre magnifico!
um abraço
oa.s

13 de novembro de 2011 às 21:29  
Blogger Su disse...

querido amigo poeta...

que belíssimo e comovente soneto...

tem um amor latente em que esse sonho o leva e o trás a todo momento em evidência...

maravilhoso...

um abraço e fiquem com Deus.

Su.

13 de novembro de 2011 às 21:59  
Blogger 。♥ Smareis ♥。 disse...

Oi Amigo, encantador esse soneto. A nossa memória sempre guarda muitos sonhos e lembranças, sempre cheia de belas recordação que estão guardada sempre na alma.Beijos e ótima semana.

13 de novembro de 2011 às 23:08  
Blogger Everson Russo disse...

Uma bela semana pra ti amigo...abraços.

14 de novembro de 2011 às 12:06  
Blogger Dora Regina disse...

Sonhar é viver...
É deixar a vida acontecer!
Grande abraço!!

14 de novembro de 2011 às 12:21  
Blogger Lilá(s) disse...

Na memória guardo sempre boas lembranças, recordando jamais as esquecerei...lindo o teu soneto!
Bjs

14 de novembro de 2011 às 22:33  
Blogger Patrícia Pinna disse...

Bom dia, poeta amigo Sol. Eu já havia lido esse fantástico soneto no blog "A VIAGEM",quando a Evanir com sensibilidade o homenageou.
O amor através das expressões dos olhos, dizem muita coisa ao nosso coração, o aquece, refaz, seduz, e envolve.
Um beijo grande no coração, e parabés pela homenagem!
Fique na paz de Deus, pois você merece tudo de bom.

15 de novembro de 2011 às 01:53  
Blogger Everson Russo disse...

Um belo dia de paz e versos pra ti meu amigo...abraços.

15 de novembro de 2011 às 12:14  
Blogger rosa-branca disse...

Olá amigo, ai os sonhos...eles comandam a nossa vida e dão vida à alma do poeta. Lindo soneto de amor (mais um) de tantos que te saem da alma. Adorei. Beijos com carinho

15 de novembro de 2011 às 13:55  
Blogger Nilson Barcelli disse...

Os sonhos feitos soneto.
Que é magnífico. Gostei imenso.
Um abraço, caro amigo.

15 de novembro de 2011 às 23:09  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial