SEJAM MUITO BEM VINDOS A ESTE BLOG!--------ABRAÇOS,------SOL da Esteva

sábado, 27 de agosto de 2011

Comunhão



Algo de mim, te deixei
Na face, por despedida.
Foi o beijo que te dei,
Foi a alma, minha querida.

Fiquei contigo e parti!
Estranha forma de ser...
E agora que já te ouvi,
Revivo após morrer.

Já cresce, dentro de mim,
A força com vida nova,
Porque tudo se renova.

E creio que, sendo assim,
Bem me sinto em comunhão
Com teu doce coração.


SOL da Esteva


Etiquetas: ,

25 Comentários:

Blogger Rui Pires - Olhar d'Ouro disse...

Uma preciosidade este poema.
Palavras que nos transportam por sentimentos!

Abraço,

27 de agosto de 2011 às 11:05  
Blogger Alfa & Ômega disse...

Olá, amigo, Sol! Lindo demais juntamente com a foto.
Belo final de semana com meu abraço!

27 de agosto de 2011 às 12:08  
Blogger Paulo Francisco disse...

Linda a leveza deste poema de amor...
Um abraço

27 de agosto de 2011 às 12:25  
Blogger paulo santiago disse...

"Revivo após morrer"
...................
"Porque tudo se renova"

Gostei!

Abraço
P.Santiago

27 de agosto de 2011 às 12:46  
Blogger ANTÓNIO SANTOS (TOMANEL) disse...

Viva SOL...
Um radioso sol cá do Algarve para ti e teu belo amor.
Nada melhor que saber amar e ser amado conforme este doce poema que nos transporta para o além.
Espero que passes um bom fim de semana.

The SOL, in communion with the love, always be well.

Tomanel

27 de agosto de 2011 às 12:56  
Blogger * Verinha * disse...

É sempre muito gostoso ler seus poemas SOL!

Beijo grande em seu coração..
Verinha

27 de agosto de 2011 às 14:01  
Blogger Anita de Castro disse...

Poema que transporta ânsias contidas de sentimentos
Desejo um bom fim de semana ,um abraço

27 de agosto de 2011 às 14:59  
Blogger Célia disse...

Seu poema, SOL, é um bálsamo para aquietar saudades... Comungar corações e alimentar-se do mesmo pão! Transcende ao imaginário humano! Excelente reflexão. Abraço, Célia.

27 de agosto de 2011 às 15:29  
Blogger Adriana Vargas de Aguiar disse...

Ola,
Frações de sentimentalidades, me deixam louca!!! Pulo do abismo com os olhos fechados, o coração pulsando e um grito na voz. É assim que gosto de viver.

Passe lá no blog,quanto mais comentar, mais aumenta suas chances em serem sorteados, pois o sorteio será feito através dos comentários! você pode ser contemplado por um autor plus! autor "Plus", é aquele que disponibiliza duas obras para o mesmo sorteio; ou seja, aquele que foi contemplado por um autor plus, indicará, no blog, O clube dos novos autores, a pessoa que este gostaria que fosse contemplado com esta outra obra, seja quem o indicou; seja um amigo... Beijos!

27 de agosto de 2011 às 16:46  
Blogger Evanir disse...

Me faltam palavras ,pra agradecer sua atenção
comigo.
Ser sua amiga é um presente de Deus na minha vida.
Agradeço a cada uma de suas visitas todas
elas me deixaram muito feliz.
Que seja abençoada por Deus nossa amizade para sempre.
Desejo um feliz final de semana beijos com infinita ternura e paz..
Evanir..

27 de agosto de 2011 às 17:00  
Blogger Tunin disse...

A doçura do poema aplaca a saudade do coração. A música de fundo, lindíssima! Abração.

27 de agosto de 2011 às 19:39  
Blogger Leninha disse...

Sol muito amado,teus poemas me lembram os que meu pai fazia para minha mãe,repletos de ternura e romantismo...escreves com a alma na ponta dos dedos e são mágicos os momentos que evocas.
Agradeço a tua presença e o teu carinho nos e-mails que me envias.
Bjsssss e um belo final de semana,
Leninha

27 de agosto de 2011 às 20:04  
Blogger Simone MartinS2 disse...

Boa tarde...e como o Sol, tu nasce e renasce, todos os dias em plena comunhão com teu amor e tuas poesias...Belo por demais...abraços!

27 de agosto de 2011 às 20:49  
Blogger Lilá(s) disse...

Um poema de amor com uma leveza e sentimentos incrivéis!
Bjs

27 de agosto de 2011 às 23:24  
Blogger Lu disse...

Ola querido amigo SOl,mais um lindo poema ,onde retratas o amor ,em sua totalidade.Tu es um sabio na arte do amor ou sera de amar?. Admiro-te e gosto imensamente dos teus poemas.
Segundo um artitsta nosso ca : "É preciso amar as pessoas como se não houvesse amanhã, porque se você parar para pensar, na verdade não há."
Renato Russo.
Vivamos o dia de hoje ,porque o amanha pode ser distante.
Bom sabado ,espero que esteja aproveitando as ferias ao lado dos netinhos e demais da familia.
Beijinhos da amiga.

28 de agosto de 2011 às 12:13  
Blogger Patrícia Pinna disse...

Boa tarde, Sol.Que lindo!Maravilhoso como sempre, dotado da mesma sensibilidade e de um amor tão rico que ultrapassa mundos e distâncias.
Eu adoro te ler, pois dos seus poros escorre poesia pura.Irei ficar aqui procurando adjetivos? Não! Você não precisa disso, com certeza.
Muito suave a sua alma!
Um beijo IMENSO NO SEU CORAÇÃO!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!
Excelente domingo, e semana abençoada para ti, meu amigo!

28 de agosto de 2011 às 21:23  
Blogger Su disse...

bom dia poeta querido...

que gostoso o astral musical aqui... teclo com os dedos dançando...rs

sua poesia é linda, renovada de amor, vida...e amor sempre!

um lindo dia pra ti!

beijos no coração!

Su...

fico mais um pouquinho aqui a dançar...rs

29 de agosto de 2011 às 12:31  
Blogger Fernanda disse...

Adoro os seus poemas.
Tanta doação e carinho fazem bem ao coração de quem os lê.

Beijinhos

29 de agosto de 2011 às 19:32  
Anonymous preciosa disse...

Uauuuu! Não escrevestes um poema, fizestes uma oração.
LINDO!
LINDO!
LINDO!
Escrita com suas mãos. ditadas pelo seu coração
Que sua semana seja regada de muito amor

Preciosa Maria

29 de agosto de 2011 às 22:03  
Blogger Yasmine Lemos disse...

Uma triste e bela despedida .Poema da alma mesmo
bom dia Sol...
bjs

30 de agosto de 2011 às 12:06  
Blogger Luar disse...

Sol

Mais um hino ao amor e à vida.
Lindo!

Beijinho

30 de agosto de 2011 às 14:54  
Blogger rosa-branca disse...

Lindo meu amigo este seu poema é quase um bálsamo para as minhas dores. Adorei. Beijos com carinho

30 de agosto de 2011 às 22:41  
Blogger MARILENE disse...

Essa é uma comunhão que não se perde. A distância e a ausência não a afetam. É fruto de amor que a eternidade mantém.
Bjs.

31 de agosto de 2011 às 22:49  
Anonymous manuela barroso disse...

Uma comunhão de afetos acompanhada da misicalidade encantadora da sua poesia. Parabéns.
Bji

3 de setembro de 2011 às 23:46  
Blogger Paula disse...

so nao concordo com o verso "estranha forma de ser".. estranha, talvez, para a normalidade que nos rodeia.. estranha, talvez, se quisermos dizer rara xxx

19 de outubro de 2011 às 12:33  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial