SEJAM MUITO BEM VINDOS A ESTE BLOG!--------ABRAÇOS,------SOL da Esteva

domingo, 21 de agosto de 2011

Amantes



Tamanha e tão grande ânsia de ver-te
Que, trémulo, me fico á tua espera.
Amor, oh meu Amor, e Deus quisera
Que fosse este meu peito a prender-te.

Imenso é o Amor que eu te dou,
Que cresce a cada hora e momento...
Haver qualquer distância, é um tormento
Que o ter-te, junto a mim, já esfumou.

Assim, eu me deleito a repousar,
Bebendo da doçura que sabemos,
E vai, o nosso Amor acrescentar...

Então, mais que felizes, transbordantes
D'Amor, que nós vivemos, conhecemos,
seremos puramente: os amantes.



SOL da Esteva

Etiquetas: ,

28 Comentários:

Anonymous Anónimo disse...

Que dizer meu amigo desta verdade?
Do sofrimento, que a ausência de quem amamos causa!
Gritar essa verdade é coisa pouca
Sofrer sozinhos...é o que nos resta.

Um abraço

F. Costa

21 de agosto de 2011 às 10:37  
Blogger Rui Pires - Olhar d'Ouro disse...

Inspiração genuína meu caro Sol, gostei muito do sentido e forma como encaixou as palavras dando aso a esta bela criação, um lindo poema!
Abraço,
Rui

21 de agosto de 2011 às 11:07  
Anonymous TOMANEL disse...

A ausência da pessoa amada causa sofrimento, isto é uma realidade que tu aqui expressas no teu bom e carismático sentido de amante.
É bom ser assim, acho que se inicia o dia sempre muito bem disposto e a noite chega rapidamente e assim se inicia um outro dia.
Um sopro de um amante de tudo o que é belo, cá do Algarve para o SOL do Norte.
Abraço.

21 de agosto de 2011 às 12:21  
Blogger Tunin disse...

As tuas palavras emolduraram grandemente a beleza e o formato do teu sentimento descrito nos belos versos. Muito bonito, poeta! Abração.

21 de agosto de 2011 às 12:51  
Blogger Paulo Francisco disse...

Gosto das palavras colocadas aqui. Você consegue engrandecer o poema, jogando com as palavras - o sentimento.
Um abraço

21 de agosto de 2011 às 13:30  
Blogger * Verinha * disse...

O amor é um dos sentimentos que tende a se multiplicar com o passar do tempo!.. Belíssimo poema SOL!

Beijoquinhas super em seu coração..
Verinha

21 de agosto de 2011 às 13:39  
Blogger Simone MartinS2 disse...

Bom dia Sol, e que sejam amantes eternamente,
pois amar assim, para todo sempre, é belo e eterno!
Abraços e saiba, estaremos sempre por aqui, esperando
tuas novas postagens...Fique com DEUS!

21 de agosto de 2011 às 15:58  
Blogger Célia disse...

Amar e ser amado e deixar-se amar... é o abrir-se para a vida eternamente... pulsar alma e coração em um só ritmo - o da união!
Parabéns pelo belo poema! Abraço, Célia.

21 de agosto de 2011 às 16:13  
Blogger Patrícia Pinna disse...

Boa tarde, meu amigo e poeta Sol.Serei repetitiva.ESTOU COM MUITAS SAUDADES DE VOCÊ, E NÃO VEJO A HORA DE RETORNARES!
Você faz uma falta INCRÍVEL no meu blog, nos comentários, na atenção.Eu quando postava, sempre ficava na expectativa de você comentar para eu poder assim, ir para uma outra postagem.
Eu espero que esteja tudo bem com você e sua família.
Quanto ao soneto, maravilhoso como sempre, a irradiar amor que faz sorrir a alma entregue!
Um excelente domingo e semana, fique com Deus, e tudo de bom!
Beijo e abraço carinhoso!

Caso queira, envie um e-mail para mim.
patriciapinna@hotmail.com

21 de agosto de 2011 às 16:34  
Blogger Cristal de uma mulher disse...

Estaremos sempre bem pertinho de ti amigo .

Linda poesia onde encaminha um amor que rir a vida
Beijos

21 de agosto de 2011 às 17:51  
Anonymous manuela barroso disse...

Um grito de amor sufocado pela distância e pela ausência.
O eterno sofrimento de quem ama.
Reflexos de alma numa poesia belamente construída.
Bji
Boas "férias"

21 de agosto de 2011 às 22:31  
Blogger Su disse...

bom dia Sol meu amigo poeta...

que maravilhoso soneto, quanto amor misturado com dor tecidos em versos lindamente...

amigo querido, saudades de ti, desejo como disse no post anterior que esteja tudo bem contigo e família...

amigo, belíssima música acompanhando a poesia... fico aqui a ouví-la e a sonhar um pouco...

um lindo dia pra ti!

Beijos!

Su.

22 de agosto de 2011 às 11:22  
Blogger Maria Luiza disse...

Querido Sol, andei tentando comentar ontem, sem resultados. Estou aqui hoje para dizer que seu poema é um hino ao amor. Amei! Lindo demais! É sempre delicioso estar aqui! Abraços!

22 de agosto de 2011 às 13:11  
Anonymous Jorge disse...

Bonito poema. A saudade provocada pela ausência da pessoa amada faz sofrer sim. Um dia li um poema, creio que de Vinicius de Morais, que dizia que o amor fazia sofrer. Me espantei. Julgava que o amor era sinónimo de felicidade. Mais tarde tive que dar razão ao poeta...

22 de agosto de 2011 às 17:27  
Anonymous edumenes disse...

Ânsia, amor e peito,
Distância, e pensamento
Saudades, paixão e respeito
Ausência e sofrimento.
Repousar, lábios doçura
Rosto trémulo beijar
Carinho e ternura
Corpos um ao outro juntar.

Belo poema de amor,
Que muito gostei de omentar.

tenha uma boa noite.
Um abraço
Eduardo.

22 de agosto de 2011 às 21:39  
Blogger Leninha disse...

Querido Sol,lindo poema...não se pode rimar amor com dor,amor é alegria,é luz no coração e na alma.Ouvindo e me deliciando com suas belas melodias e lendo suas belas palavras de amor,me sinto de bem com a vida.
Felizes férias, amigo.
Bjsssssss,Leninha

22 de agosto de 2011 às 21:46  
Blogger Nati Caetano disse...

Olá amigo Sol!
Linda Poesia!!Envaidece o valor do Amor Amante com versos delirantes explosivos.

Onde há dor, desejamos paz e perdão.
Onde há dívidas próprias, desejamos confiança renovada
em sua capacidade de lidar com elas.
Onde há cansaço, ou exaustão, desejamos compreensão,
paciência e força renovada.
Onde há medo, desejamos amor e coragem.


Desejo-te uma Feliz Semana Bjs.
Com carinho da amiga Nati

22 de agosto de 2011 às 21:51  
Blogger Manuel disse...

Os seus sonetos são verdadeiros hinos ao amor.
Intensos, inspirados e com aquela magia que distingue os poetas.
Magnifico.

22 de agosto de 2011 às 22:53  
Blogger Henrique ANTUNES FERREIRA disse...

Solamigo

Um soneto clássico, quatro, quatro, três, três, o Petrarca e o Dante o imortalizaram, o Sá de Miranda, vindo da Itália, terra de nascimento do poema assim chamado - sonetto, ou seja, pequena canção - o trouxe para Portugal. Aqui, Luiz Vaz de Camões seria o seu expoente máximo.

Mas, não nos podemos esquecer de Augusto dos Anjos, Cláudio Manuel da Costa, Cruz e Sousa, Manuel Maria Barbosa Du Bocage, Olavo Bilac, Vinícius de Moraes e Antero de Quental. Todos sonetistas de alto gabarito.

E agora, aqui temos o Solamigo, da Esteva, rimando como os melhores nos dois quartetos e três tercetos que modela com arte, sentimento e sentido métrico. Naturalmente, com o Amor reinando - como deve ser.

Fazes-me esquecer que no dia 20 do próximo Setembro farei 70 - setenta - anos. Ou, antes, fazes-mo lembrar com este poema com que «ressuscitas» tempos idos na sua plenitude. Obrigado

Abç

22 de agosto de 2011 às 23:58  
Blogger Luar disse...

Amante = Alguém que Ama!
O mais sublime dos sentimentos.

Beijinhos

23 de agosto de 2011 às 00:12  
Blogger José Sousa disse...

Amigo Sol!
Esse poema é daqueles que me entram na alma!
Muito bom mesmo, parabéns.

Um rande abraço.

23 de agosto de 2011 às 21:38  
Blogger Isabel Maria Rosa Furtado Cabral Gomes da Costa disse...

O estado de espírito de mais do que feliz é sublime!
Um abraço.

24 de agosto de 2011 às 10:45  
Anonymous Leninha disse...

Sol querido,com saudades de ti,vim reler teu belo poema e aquecer o meu coração.
Bjsssss,Leninha

24 de agosto de 2011 às 15:05  
Blogger Borboleteando disse...

Oii!!
Passando para lhe deixar o meu carinho...
Tem um lindo presente pra você em meu blog.
Beijos, linda tarde

Keila M. – Borboleteando
http://simplesmenteborboleteando.blogspot.com/

25 de agosto de 2011 às 18:04  
Blogger Milla Pereira disse...

Soneto magnifico, clássico e muito bonito. Estou te seguindo pra ficar mais fícil o meu retorno. grande abraço.

25 de agosto de 2011 às 23:26  
Blogger BLOG DE POESIAS DO PROFEX disse...

Muito bons seus sonetos,companheiro. Poemas que aquecem o coração quando falade saudade, da espera, do encontro.
Grande abraço!

6 de setembro de 2011 às 02:48  
Blogger miGuel pesTana disse...

Sol

Agradeço a tua visita no meu espaço do Silêncio..

És sempre benvindo lá. Aguardo as tuas visitas.

Virei cá mais vezes.

Cumprimentos

silenciosquefalam.blogspot.com

17 de setembro de 2011 às 17:57  
Blogger Paula disse...

ooohhh.. tao lindo!!! xxx

19 de outubro de 2011 às 16:54  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial