SEJAM MUITO BEM VINDOS A ESTE BLOG!--------ABRAÇOS,------SOL da Esteva

sábado, 6 de setembro de 2014

Ninguém é igual a ninguém





Sempre escrevi o que sinto,
Seja, ou não, apreciado.
Não gosto (nisso não minto)
De receber, por recado,

Frases vazias e ocas,
Sem conteúdo formal.
Calem-se, todas as bocas
Que usam o seu sinal

P'ra guiar o meu caminho,
No rumo do desalinho.
Não é honesto, tal desdém,

No exercício de ler
Aonde se vá beber.
...Ninguém é igual a ninguém.


 

SOL da Esteva

Etiquetas: ,

31 Comentários:

Blogger EU disse...

Concordo, amigo.
Aprecio quem faz sonetos e deste gostei bastante!
Bjo :)

6 de setembro de 2014 às 00:28  
Blogger Paulo Francisco disse...

Poucos fazem sonetos tão bons!
Um grande abraço

6 de setembro de 2014 às 02:13  
Blogger lis disse...

É verdade_ somos todos tão desiguais.
Bons versos Sol
abraço

6 de setembro de 2014 às 03:09  
Blogger Mariangela disse...

Bom dia Sol!
Se tem uma coisa que admiro muito nas pessoas; é o respeito!
Escreveste muito bem!
Beijos,
Mariangela

6 de setembro de 2014 às 13:14  
Blogger António Manuel - Tómanel disse...

Raras são as vezes em que há coincidência mas na verdade, igual, igual, não é.
Poderá acontecer ser parecido e assim sendo, a diferença está aí.
- Um bonito soneto.

6 de setembro de 2014 às 16:56  
Blogger Célia Rangel disse...

Feliz é quem aprende na diversidade de sensibilizar-se expressando com transparência e autenticidade! Você, SOL, sempre dignifica seu modo de pensar.
Abraço.

6 de setembro de 2014 às 17:45  
Blogger Malu Silva disse...

E é por ninguém ser igual a ninguém que tudo vai ficando mais interessante.
Um lindo fim de semana!!!

6 de setembro de 2014 às 21:28  
Blogger Patrícia Pinna disse...

Boa noite, Sol. Muito interessante o seu recado, concordo plenamente.
Somos tão diferentes uns dos outros e o que nos aproxima mais é a humanidade em poesia.
Poderemos ou não gostar das mesmas coisas, alguém certamente nos criticará, mas o que importa é a nossa honestidade conosco.
Ser diferente é muito bom, e ser autêntico é melhor ainda.
Excelente fim de semana, amigo.
Beijos na alma.

7 de setembro de 2014 às 00:51  
Blogger Henrique ANTUNES FERREIRA disse...

Solamigo

Ninguém igual a ninguém
para mim é muita fruta
mas quem não sabe também
é um bom filho d.. e desfruta


E disse.

Abç

7 de setembro de 2014 às 02:28  
Anonymous Helena disse...

Escrever com a alma, aí está o segredo da boa escrita, quer sejam textos, poemas, contos, etc., o importante é a sinceridade.
Com toda razão, ninguém é igual a ninguém, e esta diversidade é que faz a vida mais interessante, pois assim podemos aprender uns com os outros, pois toda pessoa tem sempre alguma coisa para ensinar e todos nós temos muita coisa para aprender. O mundo é um celeiro de informações, mas há que se ter respeito pela palavra um do outro, pois ninguém detém a verdade absoluta.
Total razão nos dizeres desse magnífico soneto: ninguém é igual a ninguém!
Respeito às diferenças, uma palavra de ordem!
Deixo sorrisos e estrelas para enfeitar a tua semana.
Helena

7 de setembro de 2014 às 03:05  
Blogger Dorli disse...

Oi Sol,
Você tem toda a razão, eu pelo ao menos não sei escrever quase nada, apenas o que dita meu coração. O que não gosto são aqueles comentários vazios, muitas vezes uma só palavra: concorda ou discorda, aqui estamos para aprender.
Eu passei muito mal hoje, vou me deitar. Amanhã passo-lhe um e-mail
Beijos
Lua Singular

7 de setembro de 2014 às 17:59  
Blogger Maria Rodrigues disse...

Sempre brilhante meu amigo seja qual for o tema.
Concordo plenamente somos todos diferentes.
Beijinhos
Maria

7 de setembro de 2014 às 18:57  
Blogger ॐ Shirley ॐ disse...

Devemos respeitar as diferenças, pois, cada pessoa está em um grau de evolução.
O soneto fluiu tão gostoso!!!
Sol, beijos!

7 de setembro de 2014 às 21:32  
Blogger Rosemildo Sales Furtado disse...

Concordo plenamente! Nem os dedos são iguais. Belo poema amigo! Gosto do que escreves.

Abraços,

Furtado.

7 de setembro de 2014 às 22:19  
Blogger São disse...

Ainda bem que só escreves o que sentes!

Quando assim não é, a escrita não é genuína e não tem, quanto a mim, essência nem originalidade.

Boa semana :)

7 de setembro de 2014 às 23:04  
Anonymous Anónimo disse...

Só quando sentimos somos capazes de o dizer.
Gostei muito.
Beijo

F.M.

7 de setembro de 2014 às 23:54  
Blogger MARILENE disse...

A autenticidade é qualidade que muito admiro. Se gostam ou não do nosso modo de ser, pensar, escrever... não importa. Nossas casas ficam de portas abertas, mas só devem entrar os que nelas se sentem bem, ou a visita não terá sentido. Na vida, o que muda é a maneira de ver as coisas, de se posicionar sobre elas. E as diferenças, quando respeitadas, não prejudicam a harmonia. Você foi ótimo em sua construção poética. Abraço.

8 de setembro de 2014 às 05:03  
Blogger Jossara Bes disse...

Querido amigo, Sol!
Todos somos diferentes! Graças a Deus!
Assim podemos viver inumeras experiencias, concordar, discordar, permitir, insistir e assim por diante! Porém acima de tudo com muita educação, respeito e tolerancia!
Linda poesia!
Felicidades para você!

8 de setembro de 2014 às 13:19  
Blogger Magia da Inês disse...

。°°。✿⊱。
Maravilhosa sua foto.
É a diversidade que torna o mundo mais interessante e belo.
Bom mês de setembro!·..✿✿
♪♬♫°。 Boa semana!
Beijinhos.✿°.•

8 de setembro de 2014 às 15:04  
Blogger Beatriz Bragança disse...

Amigo
Cheguei aqui por indicação da amiga Sónia do «Leaves of Grass».
Gosto muito do seu blog:imagens e conteúdo.
Nota-se sinceridade.
Como vive em Gaia alguém que cursou a Universidade católica no Rio de Janeiro?!
Perdoe-me,mas esta é só uma pergunta de retórica.
O Mundo é mesmo pequeno!
Queria tornar-me seguidora,mas não vi onde pudesse fazê-lo.Também não tem a menor importância:vou fazendo visitas e está o assunto resolvido.
Concordo consigo em absoluto:Todos iguais,mas....todos diferentes! E mais :também acho que nunca nos devemos deixar «levar pelo rumo do desalinho».A desordem transtorna-me física e psicologicamente.
Parabéns pelo seu soneto
Um abraço
Beatriz
VIDA E PENSAMENTOS
http://pegadasdeanjo.blogspot.com

8 de setembro de 2014 às 15:41  
Blogger Gracita disse...

Estimado amigo Sol
Somos ímpares e por sermos assim que tudo se torna mais interessante. Há o que dizer discordar ou concordar. Emitir opinião respeitando a individualidade do ser. E o melhor disso tudo é quando o texto nos fala com sinceridade. Sou o que o sou... magistral e perfeito meu caro amigo
Beijos no coração

8 de setembro de 2014 às 21:20  
Blogger Fá menor disse...

Ninguém é igual a ninguém e todos somos iguais em dignidade.
Continua!

Beijinhos

8 de setembro de 2014 às 22:40  
Blogger LUCONI MARCIA MARIA disse...

Sol gostei de tua sinceridade, o verdadeiro poeta é assim escreve o que a alma fala sem se importar em agradar ou desagradar a este ou aquele, bravos, bjos Luconi

9 de setembro de 2014 às 02:31  
Blogger Nilson Barcelli disse...

Quase ninguém gosta de palavras ocas.
Ou comentários ocos ao que se lê...
Gostei do teu poema, é magnífico, como sempre.
Abraço, caro amigo.

9 de setembro de 2014 às 18:25  
Blogger Vieira Calado disse...

Absolutamente, meu caro!
Um forte abraço!

10 de setembro de 2014 às 03:19  
Blogger vendedor de ilusão disse...

Olá amigo Poeta!
Vim agradecer-lhe o comentário e também convida-lo a participar com uma de suas belas criações. Espero o seu retorno.

10 de setembro de 2014 às 15:37  
Blogger Silenciosamente ouvindo... disse...

Ninguém é igual a ninguém, muito certo meu amigo.
Como os poetas e poetisas, todos escrevem de maneiras
diferentes e amando sempre e muito a poesia.
Um bj. e desejo que esteja bem.
Irene Alves

10 de setembro de 2014 às 16:31  
Blogger Olinda Melo disse...

Um soneto assertivo, Caro Sol.
E concordo plenamente consigo.

Abraço

Olinda

10 de setembro de 2014 às 16:38  
Blogger Manuel disse...

Afinal todos somos iguais e todos somos diferentes.
Na vida todos os caminhos são paralelos, os sentimentos, a inspiração e a forma de ver o mundo é que nos torna diferentes.
Belo soneto.
Em abraço

10 de setembro de 2014 às 23:19  
Blogger Rosemildo Sales Furtado disse...

Olá amigo! Passando para te cumprimentar e desejar uma ótima sexta-feira para ti e para os teus.

Abraços,

Furtado.

12 de setembro de 2014 às 01:35  
Blogger M D Roque disse...

Os seus sonetos são únicos. Este em particular marcado pala positividade e pelo rigor da ideia, com a qual concordo plenamente.
Abraço amigo. D

http://acontarvindodoceu.blogspot.pt

12 de setembro de 2014 às 12:24  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial