SEJAM MUITO BEM VINDOS A ESTE BLOG!--------ABRAÇOS,------SOL da Esteva

sábado, 15 de janeiro de 2022

Dar voz ao coração

                                                    © SOL da Esteva - Acordar Sonhando



Sinto que mora alegria
Por onde abunda a esperança;
Mas sempre que nasce um dia
Fica mais baça a lembrança.

Muito mais (e mesmo assim)
A tristeza escondida
Mora cá dentro de mim
Sem se fazer despedida

E a Vida que sonhamos
Não cabe no Paraíso
Conforme a desejamos.

Arrecadar o que é bom,
Assumindo o bom juízo,  
É dar voz ao coração.
 

SOL da Esteva

 

Etiquetas: , ,

18 Comentários:

Blogger chica disse...

Liunda tua poesia e deixar o coração falar é preciso e saber ouvir o que nos fala...Gostei muito e também do bau! abraços, chica

15 de janeiro de 2022 às 09:59  
Blogger madrugadas disse...

Como sempre um bom momento de poesia.
É bom viver a vida e sentir nela alegria.

15 de janeiro de 2022 às 10:53  
Blogger " R y k @ r d o " disse...

O amigo Sol da Esteva é um mestre dos sonetos. Escreve de forma soberba, fascinante, elogiosa. Gosto muito dos seus poemas/sonetos, e aqui o confesso..
.
Sábado feliz … Cumprimentos poéticos
.
Pensamentos e Devaneios Poéticos
.

15 de janeiro de 2022 às 10:54  
Blogger NASSAH disse...

Poem very profound, little bit sad but with hope, I loved it

15 de janeiro de 2022 às 12:02  
Blogger La Gata Coqueta disse...

Lo que te hace autentico no tu aspecto físico,
Ni en el lugar en que vives, ni lo que posees…
Es algo que siempre viaja con nosotros:
El sentir del corazón!!

Besos desde el corazón
y para el corazón
en este alegre y positivo fin de semana!

Mari

15 de janeiro de 2022 às 13:41  
Blogger Maria Lucia (Centelha) disse...

Um delicioso soneto, com sonoridade e ritmo. Perfeito.
Beijo pra ti Sol !

15 de janeiro de 2022 às 16:58  
Blogger Cidália Ferreira disse...

Poema poderoso... Amei! Obrigada pela partilha!
-
Fantasiando numa bolha de melancolia ...

Beijos, bom fim de semana.

15 de janeiro de 2022 às 18:26  
Blogger Roselia Bezerra disse...

A tristeza escondida
Mora cá dentro de mim
Sem se fazer despedida.

Versos de um poema que reflete a voz do seu coração, amigo Sol da Esteva.
A cada semana um tema muito reflexivo.
Tenha um final de semana abençoado junto aos seus amados!
Abraços fraternos

15 de janeiro de 2022 às 20:25  
Blogger Mum disse...

Arrecadar o que é BOM e não pensar em tristeza deve ser o melhor. Até porque é dar voz ao coração!!! XXX

16 de janeiro de 2022 às 13:41  
Blogger Jaime Portela disse...

O coração fala quase sempre mais alto...
Magnífico soneto.
Bom domingo e boa semana, caro Santos.
Abraço.

16 de janeiro de 2022 às 13:48  
Blogger Paula disse...

Dar voz ao coracao 'e uma boa coisa xxx

17 de janeiro de 2022 às 12:42  
Blogger Maria Rodrigues disse...

Há que arrecadar o melhor que a vida nos vai dando.
Lindo soneto
Beijinhos

17 de janeiro de 2022 às 21:34  
Blogger Nal Pontes disse...

Boa noite. Amei ler a poesia que toca o coração. Senti-me honrada com sua visita No meu cantinho e pela linda poesia que deixou lá. Um abraço

18 de janeiro de 2022 às 00:17  
Blogger São disse...

Que nunca deixemos de dar voz ao coração...

Abraço :)

19 de janeiro de 2022 às 12:07  
Blogger Luma Rosa disse...

Oi, Sol!
Nem tudo podemos, mas se podemos tudo, metade da vida perde a graça! :=))
Adorei refletir com a sua poesia!!
Beijus,

20 de janeiro de 2022 às 04:57  
Blogger Olinda Melo disse...

Normalmente temos maior tendência para recordar
momentos tristes da vida do que os alegres.
Por vezes, o coração habitua-se a isso, a carpir em
vez de festejar. E se o forçássemos um pouco e
invertêssemos esse habito? A voz do coração então
seria outra, teoricamente falando. :)

Belo soneto, Sol da Esteva. Para ler e reflectir.
Abraço
Olinda

20 de janeiro de 2022 às 18:46  
Blogger Juvenal Nunes disse...

O poema remete para a eterna luta do ser humano: separar o trigo do joio e perseguir na senda do que verdadeiramente importa.
Abraço amigo.
Juvenal Nunes

20 de janeiro de 2022 às 18:53  
Blogger Cidália Ferreira disse...

A Vida é um turbilhão de sentimentos. Adorei o poema! :)
-
Quem dera, que a vida não fosse a descrença!

Abraço. Bom fim de semana.

22 de janeiro de 2022 às 14:58  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar feedback [Atom]

<< Página inicial