SEJAM MUITO BEM VINDOS A ESTE BLOG!--------ABRAÇOS,------SOL da Esteva

sábado, 11 de setembro de 2021

Destino inacabado

                                     © SOL da Esteva - Acordar Sonhando

 

Em Amor, nem a morte marca um fim
Por não ser Amor o que se há perdido.
As divergências cassadas de mim,
Foram erros que eu tenho cometido.

As vãs contradições, por mim sentidas,
De rumores dos amores que não o são,
Como as roupagens que temos vestidas
Não tapam a nudez do coração.

As portas duma Vida sempre aberta
Jamais se cerrarão para esconder
Quão vero e nobre é o apaixonado.

Um dia, sem que o tempo esteja alerta,
Alguém abalizado irá dizer
Que este é um Destino inacabado
 
 


SOL da Esteva

 

Etiquetas: , , ,

20 Comments:

Blogger " R y k @ r d o " said...

Soneto lindíssimo que muito gostei de ler. O amor é lindo. Saber vivê-lo é sublime.
.
Feliz fim-de-semana
.
Pensamentos e Devaneios Poéticos
.

11 de setembro de 2021 às 11:17  
Blogger chica said...

Profundas palavras em teus versos tão lindos! Adorei! abraços, ótimo fds! chica

11 de setembro de 2021 às 12:17  
Blogger Roselia Bezerra said...

Em Amor, nem a morte marca um fim...

Boa tarde de sábado, amigo Sol da Estevas!
Somos nós que pomos o fim quando nos tornamos egoístas.
Um soneto cujo tema é real.
Tenha um final de semana abençoado!
Abraços fraternos de paz e bem

11 de setembro de 2021 às 14:18  
Blogger Fê blue bird said...

Boa tarde, amigo Sol!
Um soneto muito sentido, parabéns!
Faço minhas as sábias palavras da amiga Rosélia.

Continuação de feliz fim de semana.


11 de setembro de 2021 às 18:15  
Blogger lua singular said...

Oi Sol
Linda postagem!
Nunca se esqueça: sou sua fã,gosto da sua inteligência.
Adorei seu comentário subliminar
Beijos
Lua Singular

11 de setembro de 2021 às 20:09  
Blogger Manuel Veiga said...

um soneto muito bem equilibrado, conforme a sua exigente estrturaçáo interna

abraço

11 de setembro de 2021 às 21:38  
Blogger Juvenal Nunes said...

Sem dúvida que o amor é um sentimento que também se alimenta da saudade.
Abraço de amizade.
Juvenal Nunes

12 de setembro de 2021 às 08:12  
Blogger Dalva Rodrigues said...

Belíssimo soneto, amigo Sol, sonoridade ótima, aplausos!
O amor vivido é amor de dois e o amor idealizado é solitário. De qualquer forma o amor sempre será uma caixinha de surpresas.
Abraço e bom domingo!

12 de setembro de 2021 às 11:52  
Blogger K-rol said...

destino inacabado.. A seguir caminando, siempre para adelante :)

saludos

12 de setembro de 2021 às 15:33  
Blogger madrugadas said...

«Em amor nem a morte marca o fim»
Afirmação suprema.
E só Deus sabe as razões e as raízes do amor maior.

12 de setembro de 2021 às 22:03  
Blogger Maria Rodrigues said...

Palavras profundas e sentidas num belíssimo soneto.
Beijinhos

13 de setembro de 2021 às 00:20  
Blogger La Gata Coqueta said...

Este comentário foi removido pelo autor.

13 de setembro de 2021 às 08:47  
Blogger La Gata Coqueta said...

El hombre inteligente habla de lo que conoce, el sabio calla para escuchar lo que aún no conoce...

Profundas palabras que una vez más nos muestra los pensamientos que anidan en el interior del alma...

Un fuerte abrazo amigo,
deseando pases una excelente semana!

Mari

13 de setembro de 2021 às 08:50  
Blogger Mum said...

Sublime e muito sentido!!XXX

13 de setembro de 2021 às 11:56  
Blogger Teresa Isabel Silva said...

Um poema encantador!
Aproveito para desejar uma boa semana!

Bjxxx
Ontem é só Memória | Facebook | Instagram | Youtube

13 de setembro de 2021 às 19:25  
Blogger Mi nombre es Mucha said...

Eu escrevo para você na sua língua, é mais fácil para você assim. Antes de ser mais jovem, eu acreditava no amor e falava sobre isso
Hoje eu apenas respiro.

14 de setembro de 2021 às 00:31  
Blogger Mi nombre es Mucha said...

abrazos y besos

14 de setembro de 2021 às 00:42  
Blogger Maria Lucia (Centelha) said...

O amor é a força que mantém a vida nos dois planos, na matéria bruta, é fora dela. Amor força que equilibra os mundos.
Lindo demais teu soneto , Sol .
Grande abraço

15 de setembro de 2021 às 12:37  
Blogger Olinda Melo said...

Quando existe Amor a vida se torna fácil
e problemas, se os houver, encontram sempre solução.
Até nos piores momentos descobrimos a luz esclarecedora
da compreensão.
Belíssimo Soneto, Sol da Esteva.
Gostei muito.
Abraço
Olinda

16 de setembro de 2021 às 19:16  
Blogger São said...

Gostei imensamente do soneto.


Quanto ao Amor, na minha vida nunca houve muito...


Abraço, bom fim de semana :)

17 de setembro de 2021 às 14:22  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar feedback [Atom]

<< Página inicial