SEJAM MUITO BEM VINDOS A ESTE BLOG!--------ABRAÇOS,------SOL da Esteva

sábado, 11 de maio de 2019

Apaixonada



Me esforço, em te encontrar,
Sendo feliz porque assim estou.
Tanta vida, onde quis estar,
Gasta com o tempo que passou!...

Se te levantaste sem chorar
Pela grande mágoa que ficou,
Conseguiste ainda suplantar
Tudo o que a tua Alma evocou.

Jamais chores quando há fraqueza
Porque forte em nós é o ensejo.
Sempre se erguerá essa certeza

Que emoldura a Alma sublimada,
No corpo e nos lábios que eu beijo.
Não tardes a vinda, apaixonada!


SOL da Esteva

Etiquetas: , , ,

18 Comentários:

Blogger Olinda Melo disse...

Olá, Sol

O que importa realmente é a certeza de que tanto um como o outro comungam dos mesmos sentimentos e da mesma vontade de uma vida em comum. E a espera se tornará mais doce.

Abraço

Olinda

11 de maio de 2019 às 08:03  
Blogger Cidália Ferreira disse...

Bom dia!
Que poema tão bonito!
*
Saudade ...
Beijo e um bom fim de semana.

11 de maio de 2019 às 08:05  
Blogger Gil António disse...

Poema simplesmente maravilhoso. Amei.
.
Feliz fim de semana
.
** Mulher e o fruto da vida: ( Poetizando e Encantando ) **

11 de maio de 2019 às 11:48  
Blogger Anas Khan disse...

Such a nice blog.
Regards.
Codesarrival.com
Dealswithin.com
Promosinn.com

11 de maio de 2019 às 12:56  
Blogger CÉU disse...

Não se enganou no título dado ao seu soneto -rs? Não será apaixonado? Bem, diga-se em abono da verdade, que já senti o seu eu-lírico bem mais apaixonado e até destroçado do que atualmente, mas isso é como tudo, e ainda por cima estamos na Primavera e há muitas "andorinhas" -rs.

Olá, meu querido amigo!

Na 1ª leitura, não percebi o seu soneto, lá muito bem, mas na 2ª lá fui entendendo aquilo que quis dizer. Eu sou alentejana, sabe, e por isso, tenho desculpa -rs.

Gastou um bom tempo da sua vida, falo sempre do seu eu-lírico, com quem talvez não merecesse, ou pelo menos na parte final, mas os homens, todos, têm determinadas personalidades e manias, que ninguém as consegue modificar, nem depois dos 90 -rs. Diretos, nada de disse que disse (essa é a nossa especialidade), concretos, de palavrão fácil na ponta da língua, são os melhores no trânsito (nem sempre)e se não sabem onde fica determinada rua, nunca gostam de perguntar a um transeunte, coisa que nós mulheres, fazemos a torto e a direito. Ora, com estas características há mulheres, e cada vez mais, que se chateiam, estão fartas deles e os mandam à fava rica.

Já ninguém chora, pke homens há muitos e mulheres há mais que o dobro, estatisticamente falando.
Se a vontade imperasse, ah, a apaixonada já tinha "voado", mas as asas interiores e exteriores ficaram fartas e cansadas.

O soneto termina com um desejo seu, o que é natural, pke homem não é de ferro, independentemente da idade.

Ela regressará? Se regressar traga mel...pois-rs!O tempo o dirá.

Beijos e um enorme abraço. Boa semana.

11 de maio de 2019 às 18:29  
Blogger CÉU disse...

Que big comentário!!!!!!!!!!!!!! E eu pensava que tinha escrito o essencial -rs.

Beijinho. WOW, como agora se diz a torto e a direito.

11 de maio de 2019 às 18:32  
Blogger madrugadas disse...

Difícil comentar obras primas.

11 de maio de 2019 às 20:07  
Blogger lua singular disse...

Oi Sol,
Um texto apaixonante que vem de encontro a minha vida sem esperanças de cura, pelo ao menos é o que todos os médicos dizem( É a herança maldita que minha mãe verdadeira me e deixou e tento rebatê-la só que é irreversível).
Tenho de tudo e nada tenho.
Um dia seria vitoriosa, se assim Deus o quiser.
Beijos no coração
Lua Singular

11 de maio de 2019 às 20:14  
Blogger lua singular disse...

Sol, consertando um errinho: kkk


SEREI

Abraços
Dorli

11 de maio de 2019 às 20:18  
Blogger Hada de las Rosas disse...

Wowwww, muito divina! estimado Sol, voce tem uma enorme quantidade de amor y talento para oferecer.
Abraco grande

12 de maio de 2019 às 02:54  
Blogger Gracita disse...

Que poema divino! Tu tens uma veia poética admirável e sempre nos brinda com pérolas magníficas
Um feliz domingo
Beijos

12 de maio de 2019 às 16:39  
Blogger Maria Rodrigues disse...

Apaixonado e belo soneto.
Beijinhos
Maria
Divagar Sobre Tudo um Pouco

12 de maio de 2019 às 23:51  
Blogger Luconi disse...

Tua inspiração tão bela me faz suspirar, mas o amor verdadeiro a mágoa nubla mas não mata, ele apenas adormece e o tempo atuará até que ele acorde forte como antes. abraços.

13 de maio de 2019 às 03:20  
Blogger Sinval Santos da Silveira disse...

Poeta, Sol da Esteva !
Que belos versos compartilhas !
Essências de uma paixão que, teimosa,
se nega morrer...
Parabéns e muito grato.
Um fraternal abraçop, aqui do Brasil,
fazendo votos de que tenhas uma feliz
semana.
Sinval.

13 de maio de 2019 às 19:09  
Blogger Mariazita disse...

Meu caro SOL
Estou pasma! Como deixei passar duas (ou três?) postagens tuas sem aparecer! (parece que o alemão anda a rondar... 🤔)
Lá terás tu que me desculpar. Eu não entendo. Demais a mais depois da nossa troca de correspondência diária... isto é grave. Tenho que ir ao médico!!! (por acaso vou, daqui por 15 minutos)
Mas vamos ao que interessa - o teu soneto.

Certamente que o esforço valeu a pena, e o tempo gasto foi compensado com o “acordar” sem mágoa, que ficou lá para trás.
O futuro está à frente, e a apaixonada em breve aparecerá – não desesperes, ela já vem a caminho.

Gostei muito do soneto, como podes calcular…

Mais uma vez... as minhas desculpas.
Falaremos depois.

Feliz Terça-feira e uma boa semana.
Beijinhos
MARIAZITA / A CASA DA MARIQUINHAS


14 de maio de 2019 às 10:01  
Blogger Beatriz Bragança disse...

Amigo
Escolheu uma imagem sublime para o seu belo soneto. A apaixonada não tardará, de tal forma são belas as palavras que lhe dirige: impossível resistir!
Sempre muito romântico e com uma imensa imaginação e inspiração!
Um abraço
Beatriz

14 de maio de 2019 às 12:26  
Blogger Fá menor disse...

Tantas vezes se gasta vida noutros lugares onde se queria estar!...

Mas se nada mais se pode alcançar
abrace-se antes, de pés firmes e alma e coração,
os tempos e lugares que nos são presenteados;
e aí nada mais haverá para chorar.

Beijinhos, amigo Sol.

16 de maio de 2019 às 15:59  
Blogger Jaime Portela disse...

No amor há que fazer do ensejo força...
Magnífico soneto, como sempre.
Caro amigo, um bom fim de semana.
Abraço.

17 de maio de 2019 às 15:31  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial