SEJAM MUITO BEM VINDOS A ESTE BLOG!--------ABRAÇOS,------SOL da Esteva

sábado, 13 de outubro de 2018

Guardião



Receios e medo tenho
Adentro do peito meu
E nem sei se me contenho
Sentir um pouco do Céu.

Na ilusão que mantenho,
Uma certeza ficou:
Quando sonho, eu desenho
O que o coração marcou.

Mesmo assim, nada me acalma.
Mui fortemente estremeço
Vivendo a vida da Alma.

Se tivesse dimensão
E tempo que não mereço,
No Amor era guardião


SOL da Esteva

Etiquetas: , , ,

10 Comentários:

Blogger Olinda Melo disse...

Bom dia, Sol

Guardião do Amor: uma missão maravilhosa da qual nos caberia uma parte e de que nos deveríamos sentir orgulhosos. A dimensão está ali, mesmo dentro de nós, e no poema encontramos ferramentas que nos vêm da Alma. E do sonho poderemos realmente retirar os anelos do coração e redesenhar o nosso presente.

Abraço

Olinda

13 de outubro de 2018 às 10:17  
Blogger Célia Rangel disse...

..."vivendo a vida da alma"... Ser "Guardião do Amor"... reflexão intensa de misticismo celeste! Poema provocante! Mudança de conceito de vida plena.
Abraço.

13 de outubro de 2018 às 13:48  
Blogger Jossara Bes disse...

Oi Sol,
Tudo bem com você?
Linda demais sua poesia!
Desenhando as marcas do coração, com palavras de encantamento!
Beijo carinhoso, felicidades para você!

13 de outubro de 2018 às 13:53  
Blogger Larissa Santos disse...

Um poema que é um encanto:)) Adorei

Bjos
Votos de um óptimo sábado

13 de outubro de 2018 às 14:42  
Blogger Cidália Ferreira disse...

Boa noite!
O seu poema é um fascínio! Amei!!
Fosse eu, a flor que perfumasse teu interior
Beijos e um excelente fim de semana.

13 de outubro de 2018 às 22:26  
Anonymous alfacinha disse...

E guardião das palavras poéticas
Bjos

14 de outubro de 2018 às 07:12  
Blogger lua singular disse...

Oi Sol
Seja sempre um guardião das suas lindas poesias.
Adorei a poesia
Beijos
Lua Singular

15 de outubro de 2018 às 02:35  
Blogger Rosemildo Sales Furtado disse...

Quando algo, o coração registra, marca,
De nada adianta xingar, ou mesmo relutar.
Mesmo com muitas lembranças, ou uma parca.
É com o algo registrado que vais sonhar.

Belo e profundo o teu soneto amigo SOL.

Abraços e uma ótima semana para ti e para os teus.

Furtado

15 de outubro de 2018 às 18:46  
Blogger Janita disse...

Eras Guardião e és, SOL...Não há maior e mais acérrimo defensor do Amor, da Amizade e dos Afectos, do que tu.
Todos os teus poemas são mensagens de Amor e Bem-Querer.

Um grande abraço de muito apreço, SOL!

Janita

18 de outubro de 2018 às 14:58  
Blogger Fá menor disse...

Belíssimo! Somos sempre guardiães dos nossos sonhos.
E parar de sonhar é parar de viver.

Bom fim-de-semana, amigo Sol.

Beijinhos

19 de outubro de 2018 às 17:13  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial