SEJAM MUITO BEM VINDOS A ESTE BLOG!--------ABRAÇOS,------SOL da Esteva

sábado, 6 de maio de 2017

Dia da Mãe




A minha Mãe, já partiu!
Deixou-me saudade e dor.
Quem nunca assim o sentiu,
Ainda goza esse Amor.

Acarinhar, é tão bom,
Como o conforto que cria.
Ser-se Mãe, é ter um Dom
E, ser seu Filho, alegria.

Quem me dera nos seus braços,
Em seu colo de aconchego
Sob a sua protecção!

Tenho a Alma em pedaços
Por aquela a quem me achego
Adentro da solidão.


SOL da Esteva

Etiquetas: , , ,

13 Comentários:

Blogger Malu Silva disse...

Feliz de mim que tenho minha mammys bem pertinho! É uma data que merece ser comemorada com poemas assim...

Agora estou na plataforma SAPO e estou gostando muito e se desejar pode passar por lá...

http://momentosembrancoepreto.blogs.sapo.pt/

6 de maio de 2017 às 12:38  
Blogger Paula McGill disse...

A tua era o maximo, mas a minha 'e a melhor do mundo!!!

6 de maio de 2017 às 14:19  
Blogger Majo Dutra disse...

Sentido soneto de saudade, estimado amigo.
É um dia de memórias e de felicitações para a mãe de seus filhos... irmãs... amigas...
Passamos assim a efeméride, entre o nostálgia e o regozijo...
Grande abraço.
~~~~~~~~

6 de maio de 2017 às 21:25  
Blogger Célia Rangel disse...

Memórias maternas sempre nos sensibilizam... Uma prece pelas que se foram. E, muita energia positiva para as que ainda tem seus filhos entre elas. Missão eterna a de ser mãe! Dom divino!
Abraço.

6 de maio de 2017 às 22:11  
Blogger Gracita disse...

Grande saudade acomete o coração do poeta que clama pelo afago do colo e carícia da mãe. Belíssimo e comovente amigo Sol
Beijos

7 de maio de 2017 às 16:49  
Blogger manuela barroso disse...

Grande soneto onde a mãe- rainha das nossas vidas- é cantada com esta
beleza. E ela merece, querido amigo, Sol.
Beijinho! *

7 de maio de 2017 às 19:33  
Blogger Mulher na Polícia disse...

Se quiser posso te emprestar a minha...

: )

8 de maio de 2017 às 23:30  
Anonymous Arte & Emoções disse...

Belíssimo soneto em homenagem às mães! Faço minhas as tuas palavras do primeiro quarteto. A minha querida mãe também já partiu.

Abraços,

Furtado

9 de maio de 2017 às 01:05  
Blogger Fá menor disse...

Revejo-me.
Doeu-me.

Bjos

10 de maio de 2017 às 17:29  
Blogger Maria Rodrigues disse...

Também a minha já partiu.
Linda e tão sentida homenagem.
Beijinhos
Maria

10 de maio de 2017 às 22:23  
Blogger Jossara Bes disse...

Oi, Sol!
Caro amigo! A nós, que já não temos mais a mãe querida para acarinhar com afagos, nosso carinho poético, nossa oração!
Linda homenagem!
Beijo carinhoso!

11 de maio de 2017 às 11:06  
Blogger Jaime Portela disse...

Uma bela homenagem feita soneto.
Gostei imenso, excelente.
Bom fim de semana, caro Sol.
Abraço.

12 de maio de 2017 às 12:50  
Blogger lua singular disse...

Oi Sol,
A gente chora os que foram e quem chorará por nós?
É bom recordar esporadicamente
Mãe é mãe
Beijos
Lua
Singular

14 de maio de 2017 às 13:33  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial