SEJAM MUITO BEM VINDOS A ESTE BLOG!--------ABRAÇOS,------SOL da Esteva

sábado, 6 de junho de 2015

(Um) Dia de Portugal








Minha Pátria, Mãe da minha Mãe,
É a Mãe que tenho de raiz.
Quando a usam, usam-me também.
Bem ou mal, a honro: é o meu País.

É ele meu Pai a quem servi,
A quem dei a Alma e Juventude.
…E traidores disseram que morri;
Raiva e ódio: são sua virtude.

Pátria, de seu nome Portugal,
Já não tem, na mísera ambição,
Nome, identidade, de Nação.

Mas, num Dia, hoje, tal e qual,
A Nação, seus Povos faz subidos,
E, amanhã, torna-os esquecidos.



SOL da Esteva

Etiquetas: , , , ,

27 Comentários:

Blogger Maria Luiza disse...

Parabéns pela linda e sincera homenagem a esse seu país tão belo! Um grande abraço! feliz e abençoada semana!

6 de junho de 2015 às 10:24  
Blogger António Bernardo disse...

Ai, Portugal, Portugal
De que é que tu estás à espera?
Tens um pé numa galera
E outro no fundo do mar
Ai, Portugal, Portugal
Enquanto ficares à espera
Ninguém te pode ajudar

(Jorge Palma)

Às armas, às armas

6 de junho de 2015 às 10:51  
Blogger Mariangela do Lago Vieira disse...

Oi Sol, bom dia!
Que linda homenagem prestada ao teu lindo país. Parabéns pela tua dedicação injustamente esquecida, como a tantos bravos guerreiros.
Abracão amigo!
Mariangela

6 de junho de 2015 às 11:41  
Blogger Mariangela do Lago Vieira disse...

Oi Sol, bom dia!
Que linda homenagem prestada ao teu lindo país. Parabéns pela tua dedicação injustamente esquecida, como a tantos bravos guerreiros.
Abracão amigo!
Mariangela

6 de junho de 2015 às 11:42  
Blogger Gracita disse...

Linda e comovente homenagem ao teu belo País
Quem não ama sua Pátria é um ser sem identidade
E você como filho ilustre desta linda nação declara o seu amor por esta abençoada
Beijos meu amigo

6 de junho de 2015 às 15:45  
Blogger Labirinto de Emoções disse...

Olá Sol
Bonita homenagem ao nosso País, ultimamente tão mal tratado por quem o governa...ou desgoverna..:-(((
Beijinho e bom fim de semana
Teresa

6 de junho de 2015 às 16:19  
Blogger Mirtes Stolze. disse...

Boa noite Sol.
Que bela homenagem ao seu Pais, ainda não conheço Portugal mais em breve vou conhecer, estamos em programação para isso. Um lindo domingo. Abraços.

6 de junho de 2015 às 23:45  
Blogger Célia Rangel disse...

Portugal!
Um país de berço a muitas origens! Belo, altivo e marcante em nossas vidas! Infelizmente, hoje as mudanças em suas origens delegam-no a um plano inferior, indevidamente!
Parabenizo-o por bela e singela homenagem patriótica, SOL!
Abraço.

7 de junho de 2015 às 14:22  
Blogger lua singular disse...

Oi Sol,
Portugal...
Mãe do Brasil, mesmo que aqui não haja guerra, mas há roubalheira e o pobre come resto o lixão, dormem na rua e ninguém se apieda. Mas a justiça Divina tá vindo devagarzinho, fique atento.
Mãe e filho choram.
Beijos

7 de junho de 2015 às 18:52  
Blogger MARILENE disse...

Sol, nossas raízes são fortes e ninguém as arranca. Por mais que a consciência nos mostre os desmandos, a insensatez, a falta de reconhecimento de méritos de muitos, não perdemos o amor por ela. E isso ficou evidente em seu belo poema. Bjs.

7 de junho de 2015 às 20:13  
Blogger CÉU disse...

Olá, meu querido amigo Sol!

Agradeço a sua visita e elogioso comentário no meu blogue.
Já li o seu soneto dedicado ao DIA DE PORTUGAL, e a todos os que por esta Pátria amada lutaram, mas comentá-lo-ei, depois. Não quero aproveitar o "dois em um", como mto bem percebe.

QUEM FOI HERÓI, SÊ-LO-Á PARA SEMPRE!

Beijo, com estima e admiração.

7 de junho de 2015 às 21:20  
Blogger António Manuel - Tómanel disse...

Um bom poema alusivo ao dia de Portugal.
Poucos são aqueles que na próxima quarta feira irão exaltar este dia.
Antecipadamente grato por isso.
Um abraço cá do Algarve

7 de junho de 2015 às 21:43  
Blogger São disse...

Bom poema e sentido, ao contrário destes idiotas que fazem do Dia uma farsa!

Boa semana

8 de junho de 2015 às 12:31  
Blogger ॐ Shirley ॐ disse...

Apesar de tudo, o amor à Pátria persiste...
Muito bom!
Beijos, Sol!

8 de junho de 2015 às 13:49  
Blogger © Piedade Araújo Sol disse...

um poema a enaltecer a Pátria muito sentido e emotivo.
muito actual.
apesar de tudo, ainda amamos este País!
gostei!
boa semana.
beijo
:)

8 de junho de 2015 às 17:32  
Blogger Mar Arável disse...

Todos os dias registo o belo ciclo das marés
e digo sempre que não existem bons amanhãs

sem boas memórias

8 de junho de 2015 às 19:45  
Blogger Vera Lúcia disse...

Olá Sol,

O amor à Pátria é algo que carregamos em qualquer circunstância.
Salve Portugal!
Belo soneto, coberto de desalento, mas com gritante amor a este belo País.

Grande abraço.

9 de junho de 2015 às 04:10  
Blogger Pérola disse...

Portugal país de história meio perdido nas modernidades atuais.

Bela poesia!

Beijinhos

9 de junho de 2015 às 22:45  
Anonymous Arte & Emoções disse...

Lindo soneto! Fiel declaração de amor de um grande patriota.

Abraços,

Furtado.

10 de junho de 2015 às 02:19  
Blogger helia disse...

Que linda homenagem a Portugal , um País tão lindo e que atualmente tão mal amado é !

10 de junho de 2015 às 09:29  
Blogger Existe Sempre Um Lugar disse...

Boa tarde, linda homenagem ao nosso Portugal, hoje também fiz uma publicação sobre o dia de Portugal.
AG

10 de junho de 2015 às 16:45  
Blogger CÉU disse...

Olá, querido Sol!

"O prometido é devido", assim diz o ditado popular e a canção de Rui Veloso, e como tal, cá estou bem para comentar, falar das suas palavras.
Li, mais uma vez, o seu soneto, e sinceramente falando, está imbuído de patriotismo puro, não lamecha, de homem, de militar, resumindo.

Portugal será sempre Portugal, com "altos" e "baixos", mas será sempre um país de concórdia, de paz e de um civismo razoável. Não somos belicistas, nunca o fomos, nem seremos, está na nossa génese.

Orgulhe-se por ter defendido a nossa Pátria, k outros depois roubaram, infelizmente. Vocês nunca serão esquecidos, pke fazem parte da suprema e sublime História de Portugal, k não se pode apagar, nem renegar. Houve, há e haverá sempre erros, mas são mais as coisas que nos aproximam, do k aquelas k nos afastam/separam.

Mandemos para Além Mar, os Profetas da Desgraça, pke o mundo não retrocede, não, mas avança, sempre, e às vezes, até muito rapidamente.

HOJE, DIA DE PORTUGAL, NÃO ESQUEÇAMOS TODOS AQUELES, QUE DE UMA FORMA OU DE OUTRA, HONRARAM ESTE PAÍS. OBRIGADA!

Beijos, de muita gratidão e amizade.

VIVA PORTUGAL!

10 de junho de 2015 às 21:54  
Blogger Olinda Melo disse...

Caro Sol

O seu poema traz-nos os ecos daqueles que se sacrificaram, que perderam a juventude, que não viveram a vida que então se iniciava, em nome de valores que também se perderam. A todos esses jovens, a minha homenagem e a certeza de que não serão esquecidos por quem lhes conhece a história.

Diz bem: Honremos o nosso País. Todos os dias são Dias de Portugal.

Muito obrigada por tudo, caro Sol.

Grande abraço.
Olinda

11 de junho de 2015 às 10:48  
Blogger Olinda Melo disse...

Caro Sol

O seu poema traz-nos os ecos daqueles que se sacrificaram, que perderam a juventude, que não viveram a vida que então se iniciava, em nome de valores que também se perderam. A todos esses jovens, a minha homenagem e a certeza de que não serão esquecidos por quem lhes conhece a história.

Diz bem: Honremos o nosso País. Todos os dias são Dias de Portugal.

Muito obrigada por tudo, caro Sol.

Grande abraço.
Olinda

11 de junho de 2015 às 10:49  
Blogger Rui Pires - Olhar d'Ouro disse...

Belo poema, até aparece fácil conjugar assim as palavras!
Que Portugal apareça, renasça, se faça ouvir nomeadamente a voz do seu povo!
Abraço

11 de junho de 2015 às 17:25  
Blogger Silenciosamente ouvindo... disse...

Dolorosamente verdadeiro.
Gostei amigo.

Desejando que esteja bem.
Abraço amigo.
Irene Alves

11 de junho de 2015 às 20:03  
Blogger EU disse...

Apesar de tão desbaratada, a Pátria será sempre a nossa bandeira.
No seu dia, prevalece o orgulho, embora irrite a hipocrisia de gente que tece loas neste dia e esquece a sua razão de ser nas negociatas que a vão retalhando.
Bjo, Sol

14 de junho de 2015 às 18:26  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial