SEJAM MUITO BEM VINDOS A ESTE BLOG!--------ABRAÇOS,------SOL da Esteva

sábado, 16 de maio de 2015

Forma de Mulher







Segredo, da Vida sem segredos,
Correndo, nas veias, sem cessar.
Sangue que nos gera eternos medos,
Seiva do crescer e despertar.

Via espinhosa, dos fraguedos
Que adornam a dor e o chorar...
Busco, nas lembranças dos brinquedos,
Forma, mais sincera, no amar.

Rosas e sorrisos, sonhos fáceis
De dizer Amor, incendiário,
Fogo do silêncio que houver.

Oh, almas vibrantes, se falásseis
Das horas que tem o calendário,
Tomaríeis forma de Mulher.


 

SOL da Esteva

Etiquetas: , , ,

23 Comentários:

Blogger Fá menor disse...

Há quem diga que a mulher é a mais bela invenção :)

Bjs

16 de maio de 2015 às 10:48  
Blogger Janita disse...

E, neste belo soneto, entre rosas, sorrisos, dor, segredos, choro e lembranças...ergueste uma bela homenagem/monumento, às mulheres!

Lindo, SOL.
Obrigada, pela parte que me toca! :-)

Beijinhos.

Janita

16 de maio de 2015 às 17:22  
Blogger Patrícia Pinna disse...

Boa noite, Sol.
A mulher tem uma forma muito especial de ser, agrega valores maravilhosos e intensos.
É uma flor a desabrochar entre tantos problemas, é guerreira e sensível.
A mulher assume as formas que mais julgarem importantes no momento.
Beijos na alma e lindo fim de semana.

17 de maio de 2015 às 01:52  
Blogger Patrícia Pinna disse...

Boa noite, Sol.
A mulher tem uma forma muito especial de ser, agrega valores maravilhosos e intensos.
É uma flor a desabrochar entre tantos problemas, é guerreira e sensível.
A mulher assume as formas que mais julgarem importantes no momento.
Beijos na alma e lindo fim de semana.

17 de maio de 2015 às 01:53  
Blogger Maria Rodrigues disse...

Uma homenagem perfeita e bela à mulher.
Um soneto maravilhoso.
Bom domingo
Beijinhos
Maria

17 de maio de 2015 às 09:48  
Blogger Célia Rangel disse...

Que singela e edificante mensagem a cada uma das mulheres que harmonizam nossas vidas!
Cabe-nos sabermos destacar "a personagem" que mais nos molda...
Feliz aquela que assim consegue se situar!
Abraço.

17 de maio de 2015 às 13:55  
Blogger Gracita disse...

A mulher magnificamente delineada numa exuberante escultura poética
Um homenagem esplêndida à figura da mulher
Beijos com carinho meu amigo
Que o seu domingo seja belo e poderosamente abençoado

17 de maio de 2015 às 14:57  
Blogger António Manuel - Tómanel disse...

Mulher!
Que forma extraordinária de evocar a mulher!
Um soneto, simplesmente com duas quadras e dois tercetos melhor pintura não poderia ser. O pincel é a tua rima e o produto final é o teu soneto.
Parabéns.
Um abraço cá do Algarve.

17 de maio de 2015 às 18:00  
Blogger CÉU disse...

Um belo soneto, k só pode ter duas quadras e dois tercetos, bom de ver, e onde o poeta, magistralmente, tenta definir a mulher, que é um ser tão completo, qto complexo.
Que venham muitos poetas, homens, assim, com este jeito mto próprio, mto sentido e sensato, venerando a mulher. Parabéns!

Boa semana.

Abraços.

18 de maio de 2015 às 00:19  
Blogger lis disse...

Em muitos milhoes de habitantes há sempre uma que é única _ uma mulher!
E que lindo quando o poeta a vê ,tão somente entre tantas!!
Ameei isso!
Abraços,Sol
Muito lindo!!

18 de maio de 2015 às 03:42  
Blogger Manuel disse...

É difícil dizer, seja o que for!
Os teus sonetos têm uma magia que não sei explicar.
Venho, leio e vou levando no pensamento todo o encanto.
Um abraço

18 de maio de 2015 às 12:27  
Blogger Mariangela do Lago Vieira disse...

Oi sol, você fez uma linda homenagem, com muita maestria, neste soberbo soneto!
Beijos,
Mariangela









18 de maio de 2015 às 14:32  
Blogger Magia da Inês disse...

♬♪ه° ·.
Sei apenas que é lindo!...

Boa semana!
Beijinhos.

╰╮✿
✿✿ه° ·.

18 de maio de 2015 às 16:20  
Anonymous Literatura & Companhia Ilimitada disse...

Belíssima a mulher que escreveste em forma de soneto, numa linda homenagem ao mundo poético.

Abraços,

Furtado.

19 de maio de 2015 às 13:42  
Blogger Pérola disse...

A mulher com as suas formas misteriosas e únicas de se ser.

Um hino à vida e no feminino.

Beijinhos

20 de maio de 2015 às 08:25  
Blogger lua singular disse...

Oi Sol,
Desculpe o atraso, estou a ficar fora de casa por muito tempo(?), à vezes me perco.
Lindo soneto da verdadeira mulher.
Mulher faz um guerra ficar mais amena.
Beijos

21 de maio de 2015 às 21:23  
Blogger Lilá(s) disse...

Gostei muito, meu amigo.
Um beijinho

21 de maio de 2015 às 23:20  
Blogger Zilani Célia disse...

OI SOL!
FORMAS DA MULHER, VISTAS PELOS OLHOS DO POETA.
LINDO.
ABRÇS
http://zilanicelia.blogspot.com.br/

22 de maio de 2015 às 00:22  
Blogger Vera Lúcia disse...

Primoroso, Sol.
Tão lindo quanto a sensibilidade que emana do poeta.

Abraço.

22 de maio de 2015 às 03:44  
Blogger © Piedade Araújo Sol disse...

uma maneira original de enaltecer a mulher.
obrigada!
bom fim de semana.
beijo
:)

22 de maio de 2015 às 17:27  
Blogger Maria Rodrigues disse...

Meu amigo passei para deixar um abraço e desejar um bom fim de semana.
Maria

22 de maio de 2015 às 18:49  
Blogger MARILENE disse...

Que belo, Sol! Você não só homenageou como abordou aspectos nada ocultos no sentir, em relação à mulher. Parabéns!!! Abraço.

22 de maio de 2015 às 20:43  
Blogger EU disse...

Fez-me lembrar os sonetos clássicos nos quais a Mulher era endeusada.
Gostei da mensagem e da estrutura formal.
BJO, SOL
:)

24 de maio de 2015 às 00:30  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial