SEJAM MUITO BEM VINDOS A ESTE BLOG!--------ABRAÇOS,------SOL da Esteva

sábado, 7 de março de 2015

Habita no coração







Beijar
Pétalas aveludadas,
Não sentindo picadas
Das dores de tanto amar...

Se tu soubesses, ò Rosa,
Os hinos que canto e sinto
Nos dias que vou passando!...

Como mariposa,
Não posso morrer, Primavera,
Sem escutar nossos sinos,
Nos actos de te beijar
Nos lábios doces, de mel,
Sorver néctares,
Aromas,
Ferir-me nos teus espinhos
Que o tempo irá secar...

O Outono já se foi!...
O Inverno se apossa
Do frio
Que já nos gela
A Alma e o corpo, também.

Receio o desfolhar
No final desta Estação.

A Rosa,
A minha flor,
Habita no coração.




 

SOL da Esteva

Etiquetas: , ,

25 Comentários:

Blogger Olinda Melo disse...

Não há rosas sem espinhos, é costume dizer-se.
Mas saber destrinçá-los e trocar-lhes as voltas
é já uma arte. Façamos do coração a morada de afectos,
tendo em mente que a estação ideal criamo-la nós,
dentro do nosso querer e sentir.

Um bom fim de semana, caro Sol.

Abraço

Olinda

7 de março de 2015 às 09:45  
Blogger Patrícia Pinna disse...

Bom dia, Sol.
Eu espero que o frio não congele, paralise os sentimentos, para que haja calor de amor no fim da estação.
As dores que cortam a nossa alma em amar muitas vezes ferem gritantemente, mas temos o prazer de encontrar o amor, uma rosa tão cálida que pode aquecer a nossa alma e apenas aveludar o nosso coração,
Amar e ser amado não existe coisa melhor, pois a há mesma sintonia, os dois convivem na mesma estação, pior, é quando os dois não se encontram, vivem estações opostas.
Belíssimo poema.
Tenha um fim de semana de paz.
Beijos na alma.

7 de março de 2015 às 10:30  
Blogger lis disse...

Oi Sol
Desejando um bom fim de semana e sorvendo o néctar que desprende dos seus versos .Belo poema .
Bom voltar aqui.
abraços

7 de março de 2015 às 11:57  
Blogger Célia Rangel disse...

O amor também fere, mas tem enorme propriedade em regenerar-nos. Belíssimo 'poema-entrega' ao amor!
Abraço.

7 de março de 2015 às 14:28  
Blogger Vera Lúcia disse...

Olá Sol,

Creio que amar demais dói mesmo, mas o amor tem essa capacidade de anestesiar contra as inevitáveis picadas de viver-se esse sentimento com intensidade.
O poema é belíssimo.

Obrigada pelo carinho da visita e pelo comentário em versos. Ficou 'bacana'. Adoro!

Ótimo final de semana.

Abraço.

7 de março de 2015 às 15:24  
Blogger António Manuel - Tómanel disse...

Belo poema, meu amigo...
Está na hora de publicares um livro.
Adoro a Primavera e tudo o que com ela aparece, nomeadamente, as flores e entre elas, a rosa.
Porque gosto, vou repassar a todos os meus amigos e amigas.

Um abraço cá do Algarve

7 de março de 2015 às 17:27  
Blogger Gracita disse...

Bom dia amigo Sol

Muitas vezes ferimos sem intenção. Mas assim como os espinhos secam a ferida cicatriza com com imensa capacidade que o amor tem de regenerar.
O amor é o mais lindo e nobre dos sentimentos. Feliz de quem ama e é amado.
Vive-se o júbilo do amor
Um poema belíssimo que tocou-me profundamente aliás como todos que você esculpe com tua maestria poética
Um feliz domingo meu amigo
Beijos com carinho

8 de março de 2015 às 11:26  
Blogger Jossara Bes disse...

Oi Sol,
Que linda rosa encantada!
O coração do poeta é uma jardim de palavras e sentires!
Tenha uma semana muito feliz!

8 de março de 2015 às 22:16  
Blogger Manuel disse...

Um poema que, passe a redundância, é um poema à vida e ao amor.
Lindo, intenso e tão suave sentimos a maciez das pétalas..

9 de março de 2015 às 13:35  
Blogger ONG ALERTA disse...

Lindo abraço Lisette.

9 de março de 2015 às 21:11  
Anonymous GLUOSNIS disse...

Oi SOL - SVEIKAS MIELAS SOL !
Belo poema, meu amigo.
Um abraco

GLUOSNIS - LITUANIA

9 de março de 2015 às 21:21  
Blogger Smareis disse...

Oi Sol!

Um belo poema!
Tu tens o dons da letrinha.
Desejo uma excelente semana!
Um excelente mês de março!
Um Beijo!

10 de março de 2015 às 02:19  
Blogger Marisete Zanon disse...

Romantismo a flor da pele. Um blog para quem realmente sabe fazer poemas.
Volto.
Abraços

10 de março de 2015 às 20:46  
Blogger Maria Luiza disse...

Tão doce, denso e tocante se faz presente a paixão , o amor! Lindo isso! Boa noite e meu abraço!

11 de março de 2015 às 21:44  
Blogger Fá menor disse...

Onde houver uma rosa, haverá sempre alguns espinhos... mas também perfume.

Bjos

11 de março de 2015 às 22:56  
Blogger ॐ Shirley ॐ disse...

Não tema, Sol, a sua Rosa vai permanecer intacta para você.
Beijos!!!

11 de março de 2015 às 23:17  
Blogger © Piedade Araújo Sol disse...

a rosa (a rainha das flores) a servir de inspiração a um poema de amor (e um pouco de dor.)

um beijo no renascer das rosas.

:)

12 de março de 2015 às 09:45  
Blogger CÉU disse...

A rosa indicia a primavera, portanto, renascimento.

Abraço

12 de março de 2015 às 20:58  
Blogger Labirinto de Emoções disse...

Olá Sol
Todas as rosas têm espinhos... mas acabamos por nos esquecer das picadas pelo perfume que exala e nos encanta o olhar.
A primavera está à porta e com ela vem o novo florescer do teu roseiral.
Beijinhos
Teresa

12 de março de 2015 às 21:24  
Blogger Lilá(s) disse...

As rosas são inspiradoras, aqui está a prova!
Bjs

12 de março de 2015 às 23:16  
Blogger Lilly Silva disse...

Olá Sol!!! Lindos versos os seus!!!
E as rosas para mim são divinas!!!...
Bjus

http://simplesmentelilly.blogspot.com.br/

13 de março de 2015 às 00:22  
Blogger Teresa Almeida disse...

No teu poema
as rosas são plenas de cor, perfume e beleza.

Um abraço e uma rosa, amigo.

13 de março de 2015 às 10:41  
Blogger Janita disse...

Lindo hino ao Amor, SOL!

As estações da vida passam e deixam a marca em cada um de nós.

Que nunca se desfolhe essa Rosa, a Flor que habita no teu coração!

Beijinhos com emoção.

Janita

13 de março de 2015 às 20:37  
Blogger EU disse...

E como é bom poder beijar sem que os espinhos nos magoem!
Viva a rosa primaveril!
Gostei imenso desta cantata, uma espécie de agradecimento pelo ato de podermos sentir, de cheirar esta nova estação...
Bjo, Sol :)

14 de março de 2015 às 13:10  
Blogger Mariangela do Lago Vieira disse...

Que maravilhoso poema Sol! Um encanto!
Esta linda rosa permanecerá fielmente em teu coração, emanando suavidade e perfume.
Beijos,
Mariangela

17 de março de 2015 às 22:48  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial