SEJAM MUITO BEM VINDOS A ESTE BLOG!--------ABRAÇOS,------SOL da Esteva

sábado, 24 de janeiro de 2015

Mundo de Fantasia






Ver-te,
Amar-te,
Sorrir-te,
Adoçar teus lábios com um beijo,
Encher-te de ternura
Na liberdade
Que nos deixa plenitude...

...É assim:
Um só desejo
De não viver solidão,
De não sorrir por dever,
De dar o meu coração...
Uma virtude!...

Nunca,
Nunca mais terei em mim
Um pouco do teu calor,
Do teu corpo,
Do fulgor
Dos braços a rodear-me,
Dos teus seios contra o peito,
Frementes pelo desejo
Num carinho, só, de Amor.

Não!
Nunca mais, eu, poderei
Pensar-me maior que sou.

...Resta, sòmente, a alegria
De sentir-me sonhador
Na liberdade de Amor
Num Mundo de fantasia.



SOL da Esteva

Etiquetas: , ,

23 Comentários:

Blogger Patrícia Pinna disse...

Bom dia, Sol. Muitas vezes é somente o sonho que nos resta e a ele somos entregues.
Desde que não fiquemos aprisionados de um modo ruim, que assim seja o nosso encontro, que se dê nos mais lindo e terno devaneio.
Tenha um fim de semana de paz.
Beijos na alma.

24 de janeiro de 2015 às 09:21  
Blogger Nilson Barcelli disse...

E sonhar é preciso.
Sempre.
Mais um excelente poema, gostei imenso.

Tem um bom fim de semana, caro amigo Sol.
Abraço.

24 de janeiro de 2015 às 13:42  
Blogger Gracita disse...

Oi amigo Sol

O sonho é o combustível que dá cor e alegria aos nossos dias. Sem eles nossa torna-se insípida e deixamos de percorrer os caminhos em busca da felicidade

Um maravilhoso final de semana
Beijos no coração

24 de janeiro de 2015 às 14:56  
Blogger Pérola disse...

Uma fantasia que me pareceu bem real.

Poesia romântica muito poderosa.

Beijinhos

24 de janeiro de 2015 às 21:45  
Blogger António Manuel - Tómanel disse...

De fato vivemos assim!
Mundo de fantasia onde o ator é cada um de nós.
Um abraço cá do Algarve

24 de janeiro de 2015 às 23:26  
Blogger Célia Rangel disse...

Essa magia que fortalece nosso viver é o que nos dá condições de superarmos ausências, acomodarmos a saudade para equilibrar nosso amor tirado ou rejeitado... Fica a dor como lenitivo...
Um poema intenso!
Abraço.

25 de janeiro de 2015 às 00:59  
Blogger EU disse...

Ainda que seja um mundo de fantasia, o que se teve permanece em nós e sustém os nossos passos.
Bela criação poética, Sol
Bjo :)

25 de janeiro de 2015 às 01:10  
Blogger Mariangela disse...

Oi Sol!
Ainda que seja fantasias, é o que nos vale pra matarmos as nossas saudades...
Muito lindo.
Beijos,
Mariangela

25 de janeiro de 2015 às 17:34  
Blogger Cristina disse...

Siempre tan bello leerte!!!
Feliz domingo.

=================================
…Me gusta la gente que tiene personalidad.

Me gusta la gente capaz de entender que el mayor error del ser humano, es intentar sacarse de la cabeza aquello que no sale del corazón.

La sensibilidad, el coraje, la solidaridad, la bondad, el respeto, la tranquilidad, los valores, la alegría, la humildad, la fe, la felicidad, el tacto, la confianza, la esperanza, el agradecimiento, la sabiduría, los sueños, el arrepentimiento y el amor para los demás y propio son cosas fundamentales para llamarse GENTE.

Con gente como ésa, me comprometo para lo que sea por el resto de mi vida, ya que por tenerlos junto a mí, me doy por bien retribuido.
(Fragmento de “La Gente que me Gusta”- Mario Benedetti.)

Espero que este año que recién comienza te ilumine con sus mejores luces, ese es mi deseo para vos.
Un gran abrazo a la distancia.
=================================

25 de janeiro de 2015 às 21:59  
Blogger Tais Luso disse...

Há lacunas na vida em que a fantasia se faz necessária. A realidade muitas vezes é crua demais. Belo poema, como sempre!
bjus!

26 de janeiro de 2015 às 00:13  
Blogger Jossara Bes disse...

Oi Sol,
Lindo demais!
Falar de um amor tão pleno assim, é encantador!
Felicidades querido Poeta!

26 de janeiro de 2015 às 19:54  
Blogger São disse...

Se esse amor acabou, não percas a esperança porque Amor não morre.

Bons sonhos :)

27 de janeiro de 2015 às 00:30  
Blogger Manuel disse...

Caro Sol, tenho andado um pouco escondido por afazeres profissionais.
Tenho perdido a tua poesia mas hoje li e recuperei tudo.
Falar dos teus poemas é difícil, pois acabamos por nos repetir.
Sei que gosto, sinto a poesia e o pulsar de corações.
Como sempre, belos!

28 de janeiro de 2015 às 17:05  
Blogger Teresa Almeida disse...

... e a alegria de te poderes projetar no verso. Tão bem!

Beijinho, poeta.

28 de janeiro de 2015 às 17:44  
Blogger Existe Sempre Um Lugar disse...

Boa tarde, nós também vivemos da fantasia, faz-nos falta para que possamos tornar realidade, o poema como sempre acontece, é genial.
AG

29 de janeiro de 2015 às 15:29  
Blogger Labirinto de Emoções disse...

Olá Sol
Um belíssimo poema de amor. Gostei muito.
E mesmo quando tudo parece cinzento, nunca devemos perder a capacidade de sonhar..:-)))
Um beijinho
Teresa

29 de janeiro de 2015 às 18:02  
Blogger Mar Arável disse...

... e já é tanto ....

poeta

29 de janeiro de 2015 às 21:16  
Blogger Mar Arável disse...

... e já é tanto ....

poeta

29 de janeiro de 2015 às 21:16  
Blogger Olinda Melo disse...

Um Mundo onde tudo é possível, através da imaginação, onde todos os sonhos se realizam.
Um belo poema, caro Sol.
Abraço

Olinda

30 de janeiro de 2015 às 14:48  
Blogger Smareis disse...

Olá Sol
Um belo poema de amor.
Sonhar é muito bom, a gente pode tudo dentro dele.
Um beijo!

30 de janeiro de 2015 às 14:56  
Anonymous Anónimo disse...

Sonhos são devaneios que nos machucam por dentro.
Nunca mais irei sonhar
Beta

30 de janeiro de 2015 às 16:50  
Blogger Carmem Grinheiro disse...

Boa tarde, Sol
"Nunca" é tempo demais.

abç amg

31 de janeiro de 2015 às 17:53  
Blogger Parapeito disse...

Sonhar é preciso, assim como fazer acontecer. Abraço*

6 de fevereiro de 2015 às 15:10  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial