SEJAM MUITO BEM VINDOS A ESTE BLOG!--------ABRAÇOS,------SOL da Esteva

sábado, 4 de janeiro de 2014

Mais amargurada






É terrível a imensa solidão
Que vivo nesta praia de tristeza.
Não sei se é real, o coração
Que bate por Amor, ou por fraqueza;

Apenas sei-o vivo, pela acção
Que exerce no meu corpo, que ora reza,
Acreditando ou não, uma Oração,
Ao Deus que nos criou, por Natureza.

Se derrotar o meu isolamento
Que só acresce dor, ao meu tormento
De ansiedade, louca, de te ter...

É porque sei que tu me és sagrada,
Que ainda sinto, mais amargurada,
A Alma, no desejo de morrer.



 

SOL da Esteva

Etiquetas: , , ,

19 Comentários:

Blogger Jossara Bes disse...

Querido Amigo Sol!
Poeta do amor, quanto sentimento incrustas nas palavras!
Reveste-as de amor e dor, de espera, de distâncias, tornando-a ( a amada ) razão do viver!
Ah! Poeta!
Graças a Deus, temos as palavras!
Desejo muitas felicidades para você!
Beijos!

4 de janeiro de 2014 às 12:57  
Blogger Célia Rangel disse...

SOL!
Expomos em palavras nossos sentimentos mais íntimos. E, creia, o mesmo será lido, introjectado e, exteriorizado, em uma fórmula mágica do nosso viver.
Abraço.

4 de janeiro de 2014 às 16:45  
Blogger Me and the time / By: Leandro Ruiz disse...

Sol!
Ao despirmos o nosso interior, expomos o nosso mais profundo sentimento, seja ele qual for...

Um ano repleto de felicidades e paz!

Paz e bem!

Leandro Ruiz

4 de janeiro de 2014 às 17:45  
Blogger Olinda Melo disse...

Olá, Sol

Coração que bate, está vivo, encontrará o seu caminho.
Da amargura, da solidão, poderá libertar-se.

Belo soneto a iniciar este Ano de 2014, que desejo pleno de Saúde e Alegria.

Abraço

Olinda

4 de janeiro de 2014 às 23:16  
Blogger Dorli disse...

Oi Sol,
Devemos agradecer a Deus a cada ar que respiramos, pois há tantos que morrem mesmo antes de nascer.
Estar vivo ainda é uma esperança...
Beijos
Lua Singular

5 de janeiro de 2014 às 00:02  
Blogger Jasanf disse...

A amargura do eu-lírico termina com suas reminiscência e com seus falares íntimos. Tudo é possível na poesia. Adorei voltar neste espaço sideral. Quando der, passe em meu cantinho: Lectando-me.

5 de janeiro de 2014 às 01:27  
Blogger Felismina mealha disse...

Sol!
Quanto maior o amor, maior a força que se cria em nós para o podermos viver.
E desistir...nunca! a esperança faz-nos viver, e a prece ajuda-nos a confiar que um dia seremos ouvidos.
Belo poema como sempre, embora de um sofredor.
BJ.

F.M.

5 de janeiro de 2014 às 14:14  
Blogger Simone MartinS2 disse...

Oi amigo querido,
pq tua lama chora?
Pq pela solidão implora?
PAre já de manha,e deixe,
que o coração posso amar
de novo...E tua alma, se libertara
dessa madrasta chamada...Solidão!

SDDS querido...Feliz Ano Novo!
Saude, Paz e Amor...Obrigado
pelo de sempre, mesmo estando
euzinha, ausente...Feliz 2014, repleto de
inspiração! Bjos

5 de janeiro de 2014 às 22:51  
Blogger Simone MartinS2 disse...

Corrigindo... lama? não! ALMA!
Obrigado pelo "carinho" de sempre...

5 de janeiro de 2014 às 22:53  
Blogger Manuel disse...

Há sonetos que levamos no pensamento para devagar, muito devagar, a nossa mente se deixar absorver pela magia. Este é um desses.
Apenas posso acrescentar: Magnifico!
Um abraço

6 de janeiro de 2014 às 22:19  
Blogger La Gata Coqueta disse...



Brillas con la luz propia que solo tú puedes irradiar,
brillas con la esperanza de que este momento es único e irrepetible,
brillas con la ilusión de que mañana será aún mejor que el de hoy,
no importa cómo, pero brillas, porque tu diáfana luz no tiene comparación.

Y atraída por este radiante manantial de luz te paso a visitar y te invito
a brindar a mi lado, hoy que celebro el día de mi cumpleaños
que felizmente contigo me apetece compartirlo, brindando
al sumar un año más al libro de vida donde no falte
la salud, el amor y la felicidad para acercarle una modesta sonrisa
a quienes las quieran cortésmente aceptar.

Un breve pero sincero abrazo
Dejo a los pies de tus sentimientos.

Atte.
María Del Carmen




7 de janeiro de 2014 às 11:15  
Anonymous Anónimo disse...

Lindo, meu querido Poeta dos belos sonetos...Lindo!
Um grande beijinho e obrigada!

Janita

7 de janeiro de 2014 às 19:41  
Blogger Canto da Boca disse...

Ainda que a dúvida persista ao coração locupletado de sentimentos, a nós nos resta a emoção de ler e sentir seu belo soneto!

;))

8 de janeiro de 2014 às 20:01  
Blogger Evanir disse...

Amigo Sol.
Venho deixar um breve beijo de amizade
a vida muitas vezes existe desencontros e desencantos.
Soneto lindo Sol que tudo esteja bem contigo ,
que o frio ai não esteja tão forte quanto o nosso calor do Brasil.
Um carinhoso e respeitoo abraço.

8 de janeiro de 2014 às 20:08  
Blogger LUZ disse...

Olá, meu querido Sol!

O que seria de nós sem o Sol. Estou a falar de si e do astro-rei, entenda-se.

Escreveu um um bonito soneto de amor, onde a amargura se confunde e se mistura com o sentimento, que dilacera, mas que dá força a esse "pobre" coração.

Sol, meu estimado amigo, não tente entender as coisas do coração, porque razão e coração são entidades antagónicas.

VIVA E AME MUITO!

Um beijo da Luz, com afeto.

9 de janeiro de 2014 às 23:00  
Blogger Sonhadora (RosaMaria) disse...

Meu amigo Sol

Que esse amor que tão bem descreves neste soneto, seja uma realidade neste novo ano que começa agora. A esperança é a última coisa que deve morrer.
Feliz 2014

Um beijinho com carinho
Sonhadora

11 de janeiro de 2014 às 03:12  
Blogger Dora Regina disse...

Querido amigo, é sempre prazer vir aqui.
Vim retribuir e agradecer sua visita...Obrigada viu!
Um abraço! Bjs

11 de janeiro de 2014 às 13:57  
Blogger Evanir disse...

Sol meu amigo querido sempre que posso venho ler seus poemas
que fala de um amor lindo mais que dói no peito.
Eu compreendo a alma de um poeta que passa cada palavra em versos sofridos
uma dor tão doida que faz chorar nosso coração.
Quando conheci seu blog fiquei radiante de felicidade
sabia que aqui encontraria uma amizade verdadeira e solida.
Quando te enviei meu livro foi para você conhecer melhor
como a vida pode ser mais complexa do que imaginamos.
Hoje venho pra desejar um abençoado final de semana
agradecer pela amizade também dizer no meu blog tem uma postagem que gostaria muito de ver você para entender a quanto tempo vivo e sofro no mundo virtual.
Que Jesus te abençoe beijos escondidos no seu coração,Evanir.

25 de janeiro de 2014 às 16:14  
Blogger Rafael Souza disse...

Não sei quem usa este pseudónimo Sol só sei que é um grande poeta. Continue, eu gosto imenso de ler os seus poemas tão românticos! de um romantismo tão envolvente que emociona quem os lê.
Rafael.

9 de fevereiro de 2014 às 15:47  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial