SEJAM MUITO BEM VINDOS A ESTE BLOG!--------ABRAÇOS,------SOL da Esteva

sábado, 23 de novembro de 2013

Renovado coração






Na sequência da vida, perpassou
Um fio de Amargura esvaecida.
Foi apenas a aragem, que agitou
A Alma magoada e dolorida.

Agora, quando tudo já passou,
Te sentes, por demais, incompreendida;
Relembra, renascida, o que ficou
Unido, por Amor, a outra vida.

E sente a companhia permanente
Da Alma que te ouve, mesmo ausente,
Sobretudo na tua solidão.

Se puderes guardar, de cada dia,
Um momento de esperança e alegria,
Terás um renovado coração.



SOL da Esteva

Etiquetas: , , ,

19 Comentários:

Blogger Carla Fernanda disse...

Ausência e amor além da presença, cultivados na esperança de novos dias...
Muito belo!

23 de novembro de 2013 às 10:12  
Blogger Evanir disse...

O amor de Deus é considerado o mair de todas as conquistas.
por isso este é o amor de maior força em nosso coração.
E através desse amor , que depositamos nossa fé e esperança
em tudo ,que planejamos para nossas vidas.
Como já é tradição minha a nove anos falar de fé , esperança e
amor hoje não poderia ser diferente voltar sempre , que preciso me ausentar
falando de amor , fé e esperança.
Eu espero , que um dia o amor de Deus seja o maior dentro de todos os corações.
Obrigada pelo seu carinho comigo, obrigada por saber , que existe um cantinho
para mim no seu lindo coração.
Que seu Domingo seja tremendamente lindo beijos,Evanir.
Sol meu amigo você é muito preciso para mim meu amigo.

23 de novembro de 2013 às 14:47  
Blogger Jossara Bes disse...

Querido amigo,
Renovar e preservar a beleza do coração é um exercício da vida,
vamos aprendendo com o tempo e coragem!
Linda sua poesia!
Seja muito feliz!
Beijos!

23 de novembro de 2013 às 18:11  
Blogger Maria Rodrigues disse...

Concordo plenamente, ao guardarmos momentos de felicidade e alegria, damos um novo alento ao nosso coração.
Maravilhoso poema.
Bom fim de semana
Beijinhos
Maria

23 de novembro de 2013 às 19:20  
Blogger Célia Rangel disse...

Um lindo poema de renovação, de canto à vida e ao amor, esse que nos une ad eternum!
Abraço.

23 de novembro de 2013 às 22:13  
Blogger António Manuel - Tómanel disse...

Obviamente que, para chegar a este momento de renovada felicidade, houve momentos de amargura mas mais do que isso, os momentos de alegria foram muito mais fortes, daí que, não há coração que não agradeça, os raios de luz que a vida nos proporciona.
Um grande abraço cá do Algarve.

24 de novembro de 2013 às 11:47  
Blogger Nilson Barcelli disse...

E quem não precisa de um coração renovado...?
Mais um excelente soneto. Com uma métrica perfeita.
Caro amigo, tem um bom resto de domingo e uma boa semana.
Abraço.

24 de novembro de 2013 às 15:42  
Anonymous Anónimo disse...

Amigo Sol!

Quem dúvida, que depois da tempestade vem a bonança?

Gostei muito do que li...

Abraço fraterno!

F.M.

24 de novembro de 2013 às 21:23  
Blogger Sissym Mascarenhas disse...

Um fio de amargura as vezes passa por mim. Fico momentaneamente triste, mas depois, renovo a esperança. Vivo acordando dos sonhos e acordo sonhando. É o que tem me alimentado.

Bjs

24 de novembro de 2013 às 22:19  
Blogger Manuel disse...

Tanta nostalgia nesse fio de amargura passageiro,
Resta a esperança, que nunca morre, para renovar.
Belo poema caro amigo.
Um abraço

25 de novembro de 2013 às 11:38  
Blogger Lúcia Bezerra de Paiva disse...

As lembranças dos felizes momentos, fazem superar as angústias vividas, tanto, que basta um belo soneto, para encher de esperança o sofrido coração.
Beijos, querido SOL,
da Lúcia

25 de novembro de 2013 às 21:01  
Blogger Lilá(s) disse...

E essa, a esperança nunca deverá morrer...
Bjs

25 de novembro de 2013 às 23:08  
Blogger Dorli disse...

Oi Sol
Lindo o seu poema!
Perder a esperança é fácil, o difícil é recuperá-la.
Beijos
Lua Singular

28 de novembro de 2013 às 16:38  
Blogger © Piedade Araújo Sol disse...

todos nós precisamos de renovar o nosso coração.
um soneto que traduz a esperança.
um beijo

:)

28 de novembro de 2013 às 17:42  
Blogger Me and the time / By: Leandro Ruiz disse...

Caro Sol

O renovo além de ser diário, tem que surgir de dentro... através do motor que move e transforma tudo: coração

Abraços;

Leandro Ruiz

28 de novembro de 2013 às 20:06  
Blogger Mariazita Azevedo disse...

Querido amigo Sol
Como eu gostaria de renovar o coração!...
Tentarei, pelo menos, guardar a esperança e um pouco de alegria, para afastar a solidão.
Adorei o teu soneto (como sempre...)

Óptimo fim-de-semana.
Mariazita
(Link para o meu blog principal)
Beijinhos

28 de novembro de 2013 às 20:28  
Blogger Patrícia Pinna disse...

Bom dia, Sol, querido amigo.
Espero que estejam todos bem em sua família.
Guardar sentimentos bons em nosso coração certamente nos prepara para termos dias melhores, a fim de que o nosso espírito seja mais puro.
Não importa a solidão, o que for amargo, se em nosso coração mantivermos a fé.
As mazelas da vida, situações frágeis, não podem ser maiores do que o nosso amor.
Seja sempre protegido por Deus.
Adoro você, amigo.
Beijos na alma!
Lindo dia!

29 de novembro de 2013 às 11:13  
Blogger MARILENE disse...

Ainda que renovado, não perde o coração as lembranças que lhe trazem saudade. Abraço.

1 de dezembro de 2013 às 02:12  
Blogger Dora Regina disse...

Gostei muito. Continue poetando...
Bjs

7 de dezembro de 2013 às 18:21  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial