SEJAM MUITO BEM VINDOS A ESTE BLOG!--------ABRAÇOS,------SOL da Esteva

sábado, 20 de abril de 2013

Seremos Portugal





 

Uma Guerra se acabou
E terminou um Regime;
Agora, recomeçou
E novo nome ditou
Ao Povo, a quem oprime.

Um Ditado, antigo, há
Que nos parece esquecido:
"Depois de mim haverá
Quem justiça me fará",
Mesmo que tenha morrido.

Desenterrei o passado,
Desde o tempo em que nasci;
Deu para ver, comparado,
Que o pão foi racionado…
Só muito tarde entendi.

Mas hoje, gente segura
Do saber que nunca teve,
Traz-nos fome, ainda mais dura;
Porque ninguém já atura
Pagar o quanto não deve.

E nos balanços do Lar,
Cada um come o que ganha;
Não se consegue gastar
Mais do que pode ganhar;
Só mesmo de forma estranha.

Assim, a Esperança das gentes
No saber de um Decano:
A Nação, dos Dirigentes,
Cria Leis, tão eloquentes,
Que nos induzem engano.

Depois, quem paga, não deve!
Quem se governa, também!
Fica claro, como a neve,
Que esmaga a pobre plebe,
Humilha, oprime e contém.

A Pátria, por mim, amada,
Não cabe em meu coração.                                
Acho-a bem mais desgraçada
Do que quando foi tomada,
Antes da Restauração.

E, Miguéis de Vasconcelos,
São gente que mais nos sobra;
Vendilhões de camartelos
Que derrubam os Castelos,
E nunca nos mostram obra.

A Nobreza dum Estado
É o seu Povo, com certeza.
O Portugal, maltratado,
Dos pobres, é espoliado...
Só sobra choro e tristeza.

Queremos sabedoria
E competência, também.
Porque pão e alegria
Só o ganha, noite ou dia,
Quem não for um Zé-ninguém.

No tempo certo, será,
Numa reforma real,
Tudo se resolverá.
Esta “raça” acabará
E seremos PORTUGAL.


 

SOL da Esteva

Etiquetas: , ,

34 Comentários:

Blogger António Bernardo disse...

Caro poeta e Amigo Sol, o titulo do soneto, bem poderia ser "Requiem por Portugal".
Exclama, que - esta "raça" acabará -, pura ilusão, desde que somos (des)governados por ciganos, taberneiros e beatos falsos. Seria mais adequado, comemorar o Dia de Finados no dia 25 de Abril.

20 de abril de 2013 às 09:46  
Blogger António Manuel - Tómanel disse...

É triste e sinto um vazio muito grande quando vejo este pequeno Portugal estar a ser (des)governado por lacaios, muleques, putos sem sabedoria e que nem sabem o que foi o 25 de Abril. Não sabem assim, tão pouco, o que é viver em democracia.
Um Portugal que foi tão grande, está reduzido a isto!
Acredito que ainda haverá forças para repor o verdadeiro sentido da democracia... é uma questão de tempo.
Um abraço cá deste meu Algarve.

20 de abril de 2013 às 12:26  
Blogger Jossara Bes disse...

Sol, Querido!

Emocionante!
Grito, atravessando fronteiras!
Haverá de atravessar fronteiras de pensamentos, de pensadores!
Então, os dias felizes voltarão! E um fado tocará para celebrar "Portugal"!
Beijos, poeta!

20 de abril de 2013 às 14:28  
Blogger Fred Caju disse...

Do caralho!

20 de abril de 2013 às 14:59  
Blogger Rita disse...

Boa tarde de sábado de Sol!!
♫♫♫ (¸.•❋

Vim deixar um abraço ,desejar um belo
final de semana, ver e gostar do seu
post.
Termino com uma frase que adoro.

Eu poderia suportar, embora não sem dor, que tivessem morrido todos os meus amores, mas enlouqueceria se morressem todos os meus amigos!

(Vinicius de Moraes)

Abraços com carinho
Rita!!!!
♫♫♫ (¸.•❋

20 de abril de 2013 às 17:39  
Blogger Tunin disse...

É uma pena que o meu querido Portugal esteja passando por tantos desgovernos. Fora isso, o teu poema é magistral.
Abração

20 de abril de 2013 às 20:26  
Blogger Olinda Melo disse...

Caro Sol

Um poema sentido que atravessa a História.
Como disse F.Pessoa:
Cumpriu-se o Mar, e o Império se desfez.
Senhor, falta cumprir-se Portugal!

Abraço

Olinda

20 de abril de 2013 às 23:54  
Blogger Zazzle Korpan disse...

Adorei o blog e é claro vou voltar ! Que belas palavras ! Parabéns!
Sou uma blogueira nova, fiz um blog feminino, mas aceito leitores do sexo masculino. Nós, a mulherada do blog estamos a procura de um "bom partido", mas não significa que queremos dar o golpe do baú. Queremos um homem, bom, rico em caráter e que nos trate com respeito! Queremos vencer na vida e mostrar para a sociedade o nosso poder.
Se quiser fazer uma visitinha: http://comoencontrarumbompartido.blogspot.com.br/

21 de abril de 2013 às 05:00  
Blogger Célia Rangel disse...

Um poema - história que trava batalha de um cidadão que sonha "Ser Portugal"... Belo patriotismo!
Abraço, Célia.

21 de abril de 2013 às 15:11  
Blogger rosa-branca disse...

Olá amigo Sol, um Portugal desgovernado e triste, pois embora ninguém queira admitir falta o pão na mesa da maioria. Andamos a pagar o que não pedimos...andam a roubar-nos o pouco que temos. Adorei o seu poema, que é afinal é o grito de todos(ou quase) nós. Beijos com carinho

21 de abril de 2013 às 18:31  
Blogger Carolina disse...

Que lindo, amor a la Patria! Arriba o hermoso, amoroso, poetico Portugal! sempre pra frente, sempre adelante, amigo.
Um abraco grande.

21 de abril de 2013 às 19:17  
Blogger Magia da Inês disse...

"Essa raça acabará", assim seja!
Que venham dias melhores.

♪♫ Boa semana!
ღ° Beijinhos do Brasil ღ
¸.•°♡♡⊱彡

21 de abril de 2013 às 19:44  
Blogger Gracita disse...

Oi amigo Sol
Que venham dias melhores para a tua amada Pátria. Um poema espetacular com um estrondoso grito de dor pelos desmandos de um lacaio governador.
Um abraço
Gracita

21 de abril de 2013 às 23:35  
Anonymous irene alves disse...

Meu estimado amigo, que se cumpra o que os seus versos tão
sabiamente dizem. Está aqui tudo, e eu adorei, pena que seja
por uma razão que tanto nos faz sofrer.
Parabéns amigo. Que excelente forma de falar de Abril.
Um beijinho
Irene Alves

22 de abril de 2013 às 20:08  
Blogger Manuel Luis disse...

Recordo que enquanto néva no Norte, aqui em Portugal, os campos estão cobertos de verduras e flores.
Abraço patriota

22 de abril de 2013 às 23:06  
Blogger La Gata Coqueta disse...



Un felicísimo martes para ti
día internacional del libro,
agradeciendo...
Que soportes mis defectos
que toleres mis humores
y sobre todas las cosas...
Que sepas comprenderme!!
❦ ❦ ❦

Te envío un beso
en el susurro del viento...
...ya se ha ido a encontrase contigo.

Atte.
María Del Carmen


23 de abril de 2013 às 12:36  
Blogger Dorli disse...

Oi Sol

Que grito de alerta! Gostei
Mas um grito só não faz uma nação melhorar. Haverá de ter muitos gritos iguais aos seis para uma mudança radical.
Pelo que ouço, o Brasil ainda está melhor que Portugal." Arregacem as mangas" e vão à luta, não se deixem dominar, só assim o povo português será valorizado.
Beijos
Lua Singular

23 de abril de 2013 às 14:21  
Blogger Dorli disse...

Oi Sol

Fiquei tão indignada que errei uma palavra " seus".
Beijos
Lua Singular

23 de abril de 2013 às 14:22  
Blogger Evanir disse...


Sabe aquele abraço bem gostoso??
Pois é esse que vim te deixar.
Aqui deixo meu imenso carinho
por você.
Que seja nossa amizade
a mais infinito que houver.
Um Dia lindo e abençoado.
Beijos no coração.
Carinhos na Alma.
Evanir..

23 de abril de 2013 às 16:22  
Blogger Anne Lieri disse...

Sol,poesia comovente e maravilhosa!Portugal não merece passar por um período de tanto sofrimento!Desejo prosperidade a todos vcs!bjs e boa quarta!

24 de abril de 2013 às 20:58  
Blogger manuela barroso disse...

Agora digo como o nosso povo irmão brasileiro: "Eita!" Está bom de mais querido Sol! Não tivesses no sangue ainda o sol quente que tanta angústia trouxe aos nossos irmãos, maridos, filhos desta Pátria que te dão a sabedoria da luta agora feita com a espada das palavras. Brilhante querido amigo
Desculpa o atraso,tarde mas volto SEMPRE!
Aquele abraço!

24 de abril de 2013 às 22:14  
Blogger Lilá(s) disse...

Emocionante o teu poema!
Como é que o nosso Portugal desgovernado vai tomar rumo, já não sei...
Que venham rapidamente melhores tempos.
Bjs

24 de abril de 2013 às 22:47  
Blogger ELAINE disse...

Querido amigo! A semana que passou estive envolvida em muitos problemas de ordem pessoal e não consegui visitar e/ou responder comentários! Peço perdão! Estou tentando normalizar.... Que poema lindo! Carregado de emoção! Lindo demais!
Obrigada pela amizade e pelo carinho!
Grande e carinhoso abraço!
Elaine Averbuch Neves
http://elaine-dedentroprafora.blogspot.com.br/


24 de abril de 2013 às 23:48  
Blogger Lúcia Bezerra de Paiva disse...

Sentimentos patrióticos, bem expostos em um comovente poema.
Tenho plena convicção que Portugal "dará a volta por cima",
e o seu povo voltará a sorrir, viver, amar... com tranquilidade.
Quem viver, verá!
Um beijo, querido poeta, querido SOL!

25 de abril de 2013 às 00:56  
Blogger Aleatoriamente disse...

Muito lindo!
Um poema, que mais parece um grito de alerta e independência verbal.

Beijinho

25 de abril de 2013 às 02:16  
Blogger Nilson Barcelli disse...

Excelente.
Um poema com uma actualidade cortante.
Bom feriado, caro amigo.
Um abraço.

25 de abril de 2013 às 10:32  
Blogger AFRICA EM POESIA disse...



Depois de andar adoentada e preocupada voltei...

vou ler poesia e...escrever poesia

deixo Amor,Amizade e muito carinho.

tive mesmo saudades...

beijos FELIZ 25 de Abril

25 de abril de 2013 às 22:57  
Blogger vieira calado disse...

Seremos Portugal, pois!
E os poetas cá estão para ajudar!
Um forte abraço!

26 de abril de 2013 às 02:17  
Blogger São disse...

Que se cumpra Portugal!

Mas estou aterrada com as criaturas instaladas actualmente no Poder e indignada com o cair de máscara de Cavaco no discurso de ontem na Assembleia da República.

Excelente dia

26 de abril de 2013 às 07:23  
Blogger Pérola disse...

Otimismo precisa-se.

Tenho a sensação que ainda retroceremos muito mais.

Beijinho

26 de abril de 2013 às 10:18  
Blogger Fa menor disse...

O real e fiel retrato.

Que Portugal se erga!

Bjs

26 de abril de 2013 às 11:19  
Blogger Evanir disse...

É difícil compreender o rumo da vida em alguns momentos.
Mas de uma coisa não se pode esquecer:Nada é a toa.
Às vezes,
o melhor parece ser o pior, e o certo aparenta ser errado, mas tudo faz parte,
tudo contribui ao crescimento e tem um porquê.
Viver vai muito além de explicações e ultrapassa todo e qualquer entendimento.
O IMPORTANTE É SER FELIZ! SEMPRE.
Deus esteja sempre presente em sua vida.
Um feliz e abençoado final de semana.
Beijos no coração carinhos na alma,Evanir..
Em tempo::Agradeço o carinho
das palavras deixadas com tanto amor
na minha viagem.
Agradeço de coração ,
e saiba você é uma parte da minha vida.

26 de abril de 2013 às 16:42  
Blogger Manuel Penteado disse...

Belo e apropriado!
Só peço que Deus o oiça e que esse Portugal,que desejamos, seja restaurado.
Basta de vilanagem!

1 de maio de 2013 às 22:22  
Blogger Jorge Portojo disse...

Actualíssimo. Um abraço

4 de julho de 2013 às 11:26  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial